1 comentário:
De António de Almeida a 17 de Abril de 2008 às 18:42
-Depende, A.J.J. só vai a novas eleições se conseguir um inimigo externo, governo, P.R. ou parlamento, que lhe garanta uma nova e ampla maioria. Se deixarem de jogar o jogo dele, ignorando-o, mesmo nas provocações, ele será obrigado a sair, porque não quer arriscar. Em mais de 30 anos, ninguém conseguiu permanecer quieto sem lhe responder, no terreno da demagogia e do populismo o homem é catedrático, imbatível.


Comentar post