Quinta-feira, 13 de Março de 2008
"Nos últimos vinte anos todos nós,
sócios do Glorioso Sport Lisboa e
Benfica, temos revelado uma extraordinária
capacidade de errar quando
se trata de escolher a liderança
do Clube.
Desde Fernando Martins, nunca
mais o Glorioso teve um presidente
à altura, apesar dos bons resultados
desportivos ainda alcançados durante
a presidência de João Santos.
Quando Manuel Damásio ganhou
as eleições, disse que o Glorioso estava
falido. Tinha um passivo de
cerca de cinco milhões de contos.
Apresentou-se como o salvador.
Logo no primeiro ano teve receitas
extraordinárias de cerca de cinco
milhões de contos (venda de Rui
Costa, entrada de milhares de novos
sócios, negócio com a Shell, etc).
Poderia ter saneado financeiramente
o Clube e garantido a competitividade
futura do SLB. Preferiu esbanjar
na contratação de dezenas
de jogadores, sem qualquer critério.
Duplicou o passivo e abriu caminho
ao populismo de Vale e Azevedo.
Desportivamente foi um desastre.
A história de Vale e Azevedo é conhecida.
Criou uma onda de esperança
para muitos sócios, arranjando
inimigos externos (Olivedesportos
e FC Porto). Agravou a situação
financeira e desportiva. O passivo
voltou a duplicar para mais de vinte
milhões de contos.
Agora vivemos a era Vilarinho/-
Vieira. Nova onda de esperança com
o aumento de capital da SAD para
75 milhões de euros e a construção
do novo estádio. Vilarinho fez uma
série de trapalhadas na subscrição
pública do aumento de capital. Reuniu
um conjunto de amigos e foi ao
banco contrair um empréstimo. Os
sócios subscreveram perto de metade
do capital necessário e o resto resultou
do tal empréstimo bancário,
que, pelos vistos, ninguém tencionava
pagar.
Para o Glorioso, relevante é o facto
de parte significativa desse dinheiro
ter sido esbanjada na compra
de dois jogadores brasileiros:
Roger e um tal André. Ainda está
por se saber quem recebeu as comissões.
Na sequência das trapalhadas do
empréstimo, Vilarinho cedeu o lugar
a Vieira, vindo de Alverca, onde
deixou uma SAD na falência.
Em sete anos a mandar no Glorioso,
Vieira conseguiu o feito notável
de ganhar um campeonato e uma
taça de Portugal. Contratou mais de
cem jogadores, muitos deles nem
chegaram a vestir a camisola do
SLB. Vendeu os melhores (Simão,
Tiago, Miguel, Manuel Fernandes),
deixou sair Micoli, para esta época
esbanjar cerca de 30 milhões em
mais uma dúzia de jogadores.
A presidência de Vieira tem muitas
semelhanças com a de Damásio:
contratação de jogadores sem critério,
criando um paraíso para empresários
e comissionistas e degradação
do nível competitivo do futebol,
permitindo a consolidação da liderança
desportiva do Porto.
Hoje o SLB tem um passivo consolidado
da ordem de 300 milhões de
euros. Mesmo expurgando o custo
líquido do estádio (custo total menos
os apoios recebidos) o passivo
deverá ser cerca do dobro do herdado
de Vale e Azevedo.
Começa a ser muito triste este
fado de ser benfiquista."
Jaime Antunes
OJE

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 23:09 | link do post | comentar

JORGE FERREIRA
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


ARQUIVOS

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds
tags

efemérides(867)

borda d'água(850)

blogues(777)

josé sócrates(537)

ps(339)

psd(221)

cavaco silva(199)

pessoal(182)

justiça(180)

educação(150)

comunicação social(139)

política(137)

cds(126)

crise(121)

desporto(120)

cml(116)

futebol(111)

homónimos(110)

benfica(109)

governo(106)

união europeia(105)

corrupção(96)

freeport de alcochete(96)

pcp(93)

legislativas 2009(77)

direito(71)

nova democracia(70)

economia(68)

estado(66)

portugal(66)

livros(62)

aborto(60)

aveiro(60)

ota(59)

impostos(58)

bancos(55)

luís filipe menezes(55)

referendo europeu(54)

bloco de esquerda(51)

madeira(51)

manuela ferreira leite(51)

assembleia da república(50)

tomar(49)

ministério público(48)

europeias 2009(47)

autárquicas 2009(45)

pessoas(45)

tabaco(44)

paulo portas(43)

sindicatos(41)

despesa pública(40)

criminalidade(38)

eua(38)

santana lopes(38)

debate mensal(37)

lisboa(35)

tvnet(35)

farc(33)

mário lino(33)

teixeira dos santos(33)

financiamento partidário(32)

manuel monteiro(32)

marques mendes(30)

polícias(30)

bloco central(29)

partidos políticos(29)

alberto joão jardim(28)

autarquias(28)

orçamento do estado(28)

vital moreira(28)

sociedade(27)

terrorismo(27)

antónio costa(26)

universidade independente(26)

durão barroso(25)

homossexuais(25)

inquéritos parlamentares(25)

irlanda(25)

esquerda(24)

f. c. porto(24)

manuel alegre(24)

carmona rodrigues(23)

desemprego(23)

direita(23)

elites de portugal(23)

natal(23)

referendo(23)

apito dourado(22)

recordar é viver(22)

banco de portugal(21)

combustíveis(21)

música(21)

pinto monteiro(21)

bcp(20)

constituição(20)

liberdade(20)

saúde(19)

augusto santos silva(18)

cia(18)

luís amado(18)

todas as tags