Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007
(Bola amarela)
O problema das relações entre a política e o futebol tem dado água pela barba. Aparentemente, em Aveiro, ninguém reparou neste pequeno pormenor ao longo dos últimos anos. A Câmara Municipal de Aveiro, pelas mãos socialistas do “faz agora, paga depois,” meteu-se numa alhada, como se chama em bom português, com o Beira-Mar.

A coligação PSD/CDS/PEM herdou a alhada e agravou-a.

Desde o início do actual mandato que se tem verificado uma condenável e lamentável promiscuidade entre a Câmara e o Beira-Mar. Onde o bom senso aconselha a separação das águas, o Executivo misturou-as. Onde a transparência manda que não exista confusão de responsáveis, o Executivo promoveu essa confusão.

Já se viu noutras situações, noutras Câmaras Municipais, que este método só pode resultar numa confusão política e numa nebulosa de suspeição perniciosa para todos.

Além do PSD, do CDS e do PEM (Partido de Élio Maia), a Câmara Municipal de Aveiro tem um novo partido na coligação: o PBM, o Partido do Beira-Mar.

O Beira-Mar é uma instituição de Aveiro e tem todo o direito a ver os seus problemas resolvidos por quem os criou. A Câmara Municipal tem o estrito dever de honrar os compromissos que assumiu. O que nem um, nem a outra têm o direito é de resolver esses problemas e satisfazer esses compromissos de forma ínvia, sem transparência, e com manobras escondidas e não assumidas frontalmente perante os aveirenses.

É dinheiro público que está em causa. São bens públicos que estão em causa. São compromissos públicos que estão em causa. É o interesse público que está em causa. Os segredos e os esquemas devem estar afastados deste processo. Sob pena dele se agravar, em vez de se resolver.

Neste ponto se vê, aliás, como todos se portam mal. O PSD assobia para o lado como se não fosse deste mundo. O PS, foge das cadeiras, das mesmas cadeiras onde há uns anos criou o problema. O CDS, de uma forma patética, não se exime em exibir os piores vícios do sistema, com uma promiscuidade de interesses que faz com que não se saiba onde acaba o clube e começa o partido, onde termina o partido e começa o clube. Élio Maia, esse, está no meio da sanduíche, tentando fazer o impossível, isto é, a quadratura do círculo.

De tudo o que não se sabe, é importante que a Câmara esclareça publicamente três questões fundamentais: qual o montante efectivo da dívida actual da Câmara para com o Beira-Mar? Qual o valor dos bens que a Câmara pretende entregar ao Beira-Mar para saldar a dívida? O que pode ou não pode o Beira-Mar fazer com esses bens?

Sem uma resposta clara a estas dúvidas não há hipótese de resolver bem, isto é, definitivamente, este problema tipicamente socialista, que os socialistas à direita do PS estão a agravar. A última coisa que seria desejável e admissível seria uma espécie de “felgueirização” de Aveiro.

(publicado na edição de hoje do Diário de Aveiro)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 00:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2007
"Nota: a bandeira esfarrapada que drapejava no cimo do Parque foi arriada; há lá uma nova igual à que me puseram na matrícula do automóvel. Fico assim esclarecido sobre o que é o trato, já não o preciso ler. Porreiro, pá!"
Bic Laranja.


publicado por Jorge Ferreira às 13:59 | link do post | comentar

"Porém, em matéria de referendo, ou seja, da exigência de referendo, convinha que fossem mais claros, dizendo, de uma vez por todas, que não querem a Europa. Mas ainda não vi nenhum com tomates para o fazer."
Eduardo Pitta, no Da Literatura.
A história da Europa nos últimos 50 anos foi feita de avanços e recuos. Mas sempre com os interesses dos Estados como pano de fundo. E assim continuará a ser. Esta afirmação de Eduardo Pitta, à moda de Vital Moreira e do maniqueísta "quem não é por mim..." surpreende-me. Mas ilustra bem, o espírito repugnantemente autista desta Europa. Não: não tenho de ser contra a Europa para para votar contra este Tratado. E, aliás, os portadores da caneta de prata sabem-no bem. E têm medo de o saber. Por isso têm pânico do referendo. porque, no fundo sabem, que os povos não querem esta Europa. Querem outra. Direito que pelos vistos não lhes é concedido pelos democratas da União, sob pena de correrem o risco de lhes chamarem capados. Francamente. Há pessoas de quem não esperam certos argumentos.


publicado por Jorge Ferreira às 12:56 | link do post | comentar

"Porque é que o meu Governo tratou de me fazer chegar um folheto acerca dos contornos da lei anti-tabagista e não procedeu de igual forma relativamente ao Tratado de Lisboa que vai assinar nas nossas costas?"
Charquinho.


publicado por Jorge Ferreira às 12:41 | link do post | comentar

(D. Manuel I)

Em 1521, morria D.Manuel I, sucedendo-lhe D.João III. Em 1852, era estabelecido o sistema métrico decimal em Portugal. Em 1955, morria Egas Moniz, Prémio Nobel da Medicina em 1949. Em 1967, um incêndio destruía o Teatro Avenida em Lisboa. Em 1980, Francisco Pinto Balsemão era eleito presidente do PSD, sucedendo a Francisco Sá Carneiro. Em 1983, Portugal e os EUA assinavam, em Lisboa, a renovação do acordo das Lajes, no Açores, válido até 1991. Em 1984, elevava-se a mais de cem mil o número de pessoas já afectadas pela fuga de pesticidas, na fábrica da Union Carbide, em Bhopal, na Índia, verificada no início do mês. Em 1988, Angola, Cuba e a África do Sul assinavam, em Brazaville, o protocolo para a independência da Namíbia e a retirada cubana de Angola. Em 1990, ao fim de 30 anos de exílio, Oliver Tambo, presidente do ANC, regressava à África do Sul. Em 1991, Barros de Moura, antigo militante do PCP, anunciava, na Marinha Grande, a criação de um novo movimento político, a Plataforma de Esquerda. Em 2001, o centro histórico de Guimarães passava a património mundial. Em 2002, os chefes de Estado e de Governo dos Quinze, reunidos em Copenhaga, chegavam a acordo sobre o alargamento da União Europeia a mais dez países. Em 2004, morria José Calvet de Magalhães, 89 anos, embaixador, precursor da "diplomacia económica" em Portugal, negociador do Acordo das Lajes (1971), da Concordata com o Vaticano, que veio permitir o divórcio de católicos, em 1975. Em 2006, é aprovada a lei de reestruturação da RTP. O Parlamento Europeu aprova a directiva Televisão Sem Fronteiras. O Tribunal Penal Internacional para o Ruanda condena o padre católico ruandês Athanase Seromba a 15 anos de prisão por genocídio e crimes contra a humanidade. Morre Loyola de Palácio, 56 anos, antiga ministra espanhola da Agricultura e ex-comissária europeia dos Transportes e Energia.


publicado por Jorge Ferreira às 10:17 | link do post | comentar

Hoje é Quinta-feira, 13 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo sétimo dia do ano. Faltam 18 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Luzia, Virgem e Mártir. A Lua encontra-se na Fase Crescente: Quarto Crescente, dia 17, às 10:17. O Sol nasce às 07:46 e o ocaso regista-se às 17:16. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 05.06 e 17:30, a baixa-mar, às 11:01 e 23:09. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se o poeta alemão Heinrich Heine (1797), o escultor norte-americano Clark Mills (1810), o engenheiro alemão Ernst Werner von Siemens (1816) e o actor Dick van Dike (1925).


publicado por Jorge Ferreira às 10:15 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007
Giscard d'Estaing explica bem como o Tratado Complicado que vai ser assinado amanhã em Lisboa é a Constituição derrotada pelos referendos francês e holandês, mas em versão pintura abstracta.


publicado por Jorge Ferreira às 23:14 | link do post | comentar


Hoje, às 21.15 horas, em directo na TVNET.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 18:02 | link do post | comentar

(Carlos, o chacal)

Em 1642, o navegador holandês Abel Tasman descobria a Nova Zelândia. Em 1901, o engenheiro italiano Marconi efectuava a primeira comunicação por telegrafia sem fios entre o Reino Unido e S. João da Terra Nova. Em 1920, era proclamada a lei marcial em Cork, na Irlanda. Em 1963, o Quénia ascendia à independência. Em 1969, o Governo militar grego, acusado repetidamente de violação dos direitos humanos, retirava o país do Conselho da Europa, antes da prevista expulsão. Em 1976, realizavam-se em Portugal as primeiras eleições livres, por sufrágio directo e universal, para as autarquias locais. Em 1978, os jornalistas portugueses faziam a primeira greve após o 25 de Abril. Em 1981, era proclamada a lei marcial na Polónia. Em 1986, era assinada a escritura constitutiva da agência noticiosa LUSA, cooperativa de interesse público, resultante da fusão da ANOP com a NP. Em 1987, morria o futebolista Julien Darui, 81 anos. Em 1990, começava, em Xapuri, Brasil, o julgamento dos assassinos do sindicalista Chico Mendes. Viriam a ser condenados a 19 anos de prisão. Em 1993, as eleições parlamentares na Rússia davam a vitória ao Partido Nacionalista, de Vladimir Jirinosvski. Em 1994, o Supremo Tribunal do Brasil absolvia, por falta de provas, o antigo presidente Fernando Collor de Mello, acusado de corrupção passiva. Em 1997, começava o julgamento de Ilich Ramirez Sanchez, ou Carlos, O Chacal, em Paris. Em 1998, as atletas portuguesas Fernanda Ribeiro, Helena Sampaio e Albertina Dias conquistavam o título europeu de crosse. Em 2003, começava a Conferência Intergovernamental Europeia, sobre a proposta de Constituição.


publicado por Jorge Ferreira às 17:56 | link do post | comentar

Hoje é Quarta-feira, 12 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo sexto dia do ano. Faltam 19 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Nossa Senhora da Guadalupe, Padroeira da América Latina. A Lua encontra-se na Fase Crescente. Quarto Crescente dia 17, às 10:17. O Sol nasce às 07:45 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 04:27 e 16:50, a baixa-mar, às 10:22 e 22:29. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se o romancista francês Gustave Flaubert (1821), o poeta e político mexicano Ignácio Manuel Altamirano (1834), o político e economista português Ezequiel de Campos (1874), o jornalista português Acúrsio Pereira, chefe de redacção do extinto O Século (1891) e de Frank Sinatra (1915).


publicado por Jorge Ferreira às 17:46 | link do post | comentar

Aqui. "Eu quero um referndo sobre o Tratado. Qual Tratado? Sobre o Tratado Complicador.


publicado por Jorge Ferreira às 01:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007
"Um Estado que exige, mas não cumpre, que cobra e não paga, mesmo quando condenado em tribunal, e que nem o básico – a justiça e a segurança – assegura. Mas que, mesmo assim, está sempre disposto a dar lições de moral sobre os perigos de tudo, desde o endividamento (em que é o maior especialista) ao saco plástico e à globalização. "
José Manuel Moreira, via O Insurgente.


publicado por Jorge Ferreira às 23:13 | link do post | comentar

(O homem chega à Lua)

Em 1896, morria o poeta António Xavier Rodrigues Cordeiro. Em 1925, Bernardino Machado era eleito, pela segunda vez, Presidente da República Portuguesa. Em 1941, a Alemanha nazi e a Itália fascista declaravam guerra aos EUA. Em 1946, era criada a UNICEF, organismo da ONU para assistência às crianças. Em 1958, o Alto Volta ascendia à independência. Em 1961, as primeiras duas companhias norte-americanas heli-transportadas chegavam a Saigão, Vietname do Sul. Em 1972, os astronautas da nave norte-americana Apollo-17 pousavam na Lua. Em 1975, era fundado o matutino lisboeta O Dia. Em 1981, Perez de Cuellar, diplomata peruano, era nomeado secretário-geral da ONU. Em 1986, o Governo da África do Sul impunha censura à imprensa. Em 1991, no final da cimeira de Maastricht, na Holanda, os países da CEE, excepto o Reino Unido, aprovavam o Tratado da União Europeia. Em 1999, um avião da SATA despenhava-se no Monte da Esperança, nos Açores, causando a morte de 35 pessoas. Na mesma data, morria Frano Tujdman, 77 anos, presidente da Croácia. Em 2000, o grupo médico de trabalho, criado para estudar os efeitos da co-incineração em Portugal, dava aval ao processo. No mesmo dia, concluía-se a Cimeira de Nice da UE, com o acordo sobre a reforma das instituições comunitárias e o alargamento a Leste. Em 2001, a China aderia à Organização Mundial de Comércio. Em 2002, o Governo português anunciava a introdução de portagens na Cintura Rodoviária Exterior de Lisboa, em Janeiro. Em 2003, o Governo português aprovava a privatização do Notariado. Em 2004, demitia-se o Governo de Pedro Santana Lopes. Em 2005, Michelle Bachelet vencia a primeira volta das eleições presidenciais no Chile.


publicado por Jorge Ferreira às 15:50 | link do post | comentar

(Aleksandr Soljenitsın no Gulag, em1953)

Hoje é Terça-feira, 11 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo quinto dia do ano, Dia internacional da Unicef. Faltam 20 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a São Dâmaso, Papa. A Lua encontra-se na Fase Crescente. Quarto Crescente, dia 17 às 10:17. O Sol nasce às 07:44 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 03.51 e 16:12, a baixa-mar, às 9.46 e 21:53. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se o compositor francês Louis Hector Berlioz (1803), Robert Koch, médico alemão (1843), o escultor português António Ferreira de Azevedo (1889), o cineasta Manoel de Oliveira (1908) e o escritor russo Alexander Soljenitsine (1918).


publicado por Jorge Ferreira às 15:45 | link do post | comentar

Sérgio Sousa Pinto está a fazer o papel de António Guterres no Prós. O outrora deputado fracturante que fez a vida negra a Guterres sem maioria absoluta entre 1995 e 1999 está convertido à Fé do sistema. Quem o viu e quem o vê. Miguel Portas parece que acabou de correr a maratona de cada vez que intervém no Contras. Ora, não me parece bem que os defensores do referendo ao Tratado Complicado dêem uma imagem de tamanho cansaço. Está lá um secretário de Estado, no Prós, com um discurso tão vazio e não-significante como o do chefe. Teixeira dos Santos deve ter tido compromissos para esta noite. O resto e o resto não é pouco, no Contras, está Pacheco Pereira. Sobre a Europa só esquece um pormenor: o pecado original está em Maastricht, onde se fabricou tudo o que está a acontecer. Mas aí votou a favor. Foi pena.


publicado por Jorge Ferreira às 01:05 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2007
Após as aulas da tarde, corrigir trabalhos de alunos. Pôr algumas leituras em dia. Respoder a algumas dezenas de emails. Ouvir algumas cacofonias do Prós & Contras, por uma vez com verdadeiros Prós e verdadeiros Contras. Planear o resto da semana. Sobretudo, não falar de sapatos Prada. Francamente, francamente, estou-me nas tintas para os sapatos do Primeiro-Ministro. Não é pelo que calça que a Nação está doente. É por muito do que faz e, sobretudo, pelo muito que não quer fazer.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 23:19 | link do post | comentar

(Martinho Lutero)

Em 1520, Martinho Lutero queimava em público a bula papal que o excomungava da Igreja de Roma. Em 1616, morria Diogo do Couto, que continuara a elaboração das "Décadas da Ásia" de João de Barros. Em 1801, era criado em Portugal o Corpo Real da Polícia, antecessor da actual PSP. Em 1836, era abolido o comércio de escravos nos domínios portugueses. Em 1896, morria o químico e industrial sueco Alfredo Nobel.Em 1901, realizava-se a primeira sessão de entrega dos Prémios Nobel. Entre os laureados contam-se Henri Dunant, Nobel da Paz, fundador do Comité Internacional da Cruz Vermelha e promotor da primeira Convenção de Genebra, Emil von Behring, Nobel da Medicina, pela descoberta do tratamento a soro, e Sully Prudhomme, Nobel da Literatura. Em 1913, o quadro "Mona Lisa", de Leonardo da Vinci, desaparecido há dois anos, era recuperado e exposto no Museu do Louvre, em Paris. Em 1948, a ONU aprovava a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Em 1956, era fundado o MPLA. Em 1992, o Parlamento português aprovava o Tratado de Maastricht. Em 1995, Álvaro Dâmaso era eleito presidente do PSD Açores. Em 1996, Ximenes Belo e Ramos Horta recebiam o Nobel da Paz. Na mesma data, Nelson Mandela promulgava a nova Constituição da África do Sul, enterrando o "apartheid". Em 2002, era dia de Greve Geral em Portugal, contra o Código de Trabalho. Em 2004, Jorge Sampaio marcava eleições legislativas antecipadas para 20 de Fevereiro. Em 2006, morre o antigo ditador chileno Augusto Pinochet, 91 anos, devido a complicações cardíacas.


publicado por Jorge Ferreira às 15:48 | link do post | comentar

Hoje é Segunda-feira, 10 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo quarto dia do ano e Dia Internacional dos Direitos Humanos. Faltam 21 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a São Silvestre Gozzolini. A Lua encontra-se na Fase Crescente, Quarto Crescente, dia 17, às 10:17. O Sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 03:15 e 15:35, a baixa-mar, às 09:11 e 21:19. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se o compositor belga César Franck (1822), a poeta norte-americana Emily Dickinson (1830), a escritora alemã, Nobel da Literatura em 1966, Nelly Sachs (1891), o compositor francês Oliver Messiaen (1908), a actriz norte-americana Dorothy Lamour (1914), o actor, encenador e cineasta britânico Kenneth Branagh (1960).


publicado por Jorge Ferreira às 15:43 | link do post | comentar

Domingo, 9 de Dezembro de 2007
Mais uma para a História. Este homem é um portento. Com tanta história feita em tão pouco tempo quem sofre são os manuais escolares, que assim se encontram permanentemente desactualizados.


publicado por Jorge Ferreira às 22:17 | link do post | comentar

A partir de hoje a Venezuela passa a regular-se por um fuso horário exclusivo, atrasando os relógios em meia hora. Eis uma compreensível e mais do que justificada medida do iluminado Chavez. Faz todo o sentido. Com ele a Venezuela está cada vez mais atrasada.


publicado por Jorge Ferreira às 21:47 | link do post | comentar | ver comentários (2)

(Almeida Garrett)

Em 1854, morria o escritor e político português Almeida Garrett, defensor do Liberalismo, promotor da reforma do ensino artístico, fundador do Conservatório Nacional e do Teatro D.Maria II. Em 1905, em França, era decretada a separação entre a Igreja e o Estado. Em 1925, morria Pablo Iglesias, fundador do Partido Socialista Operario Espanhol. Em 1931, a Espanha adoptava a Constituição da II República, recebendo o Governo poderes para nacionalizar as propriedades da Igreja. Em 1974, começava o recenseamento eleitoral para a realização das primeiras eleições portuguesas em liberdade. Pela primeira vez, o recenseamento foi aberto a todos os cidadãos maiores de 18 anos, sem restrições de género, nível educacional ou estatuto social. Em 1990, o líder sindicalista polaco Lech Walesa vence as eleições presidenciais no seu país. Em 1991, começava a Cimeira de Maastricht, da Comunidade Europeia. Em 1992, cerca de 1.800 fuzileiros norte-americanos desembarcavam em Mogadiscio, Somália, iniciando a missão humanitária. Em 1994, Joaquim Chissano tomava posse como primeiro presidente da República eleito em Moçambique. Em 1999, o Tribunal Constitucional da Albânia abolia a pena de morte. Em 2000, demitia-se o primeiro-ministro israelita, Ehud Barak. Em 2001, o Senado norte-americano aprovava o projecto de lei presidencial que interditava os Estados Unidos de cooperarem com o Tribunal Penal Internacional. E o prémio Carlos Magno 2002 era atribuído à moeda única europeia, Euro. Em 2006, Orlando Monteiro da Silva é reeleito bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas.


publicado por Jorge Ferreira às 13:03 | link do post | comentar

Hoje é Domingo, 09 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo terceiro dia do ano. Faltam 22 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Leocádia, Virgem. É Lua Nova, às 17:40. O Sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 02:41 e 15:00, a baixa-mar, às 08:36 e 20:46. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se de entre eles o poeta inglês John Milton (1608), o compositor Joaquín Turina (1882), o escritor português José Rodrigues Migueis (1901), o escritor e argumentista Dalton Trumbo (1905), os actores norte-americanos Douglas Fairbanks Jr (1909) e Kirk Douglas (1916), o soprano Elizabeth Schwarzkopf (1925), o cineasta John Cassavetes (1929), a cantora Joan Armatrading (1950), o violinista Joshua Bell (1967).


publicado por Jorge Ferreira às 13:00 | link do post | comentar

Eu a pensar que ainda era cliente do meu amigo Amândio Costa, do Milenium (cuidado, não é um banco, embora também não faça muito barato...), ali à Av. de Berna e, afinal de contas, saio todo aperaltado é da Barbearia do Senhor Luís! É que o Luís tratou-me do corte de cabelo, escanhoou-me, e ainda me ofereceu umas amostras para a queda de cabelo. Numa Barbearia assim e com um atendimento destes é certo e sabido que continuarei a ser cliente regular. Obrigado, Luís! E a luta pela libertação de Ingrid Betancourt continua!


publicado por Jorge Ferreira às 01:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)


Fabrizio Miccoli, voltou a facturar há bocadinho pelo Palermo. Que saudades!

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 00:02 | link do post | comentar

Sábado, 8 de Dezembro de 2007
(O personagem)

Entre as variadas obscenidades que a cimeira UE-UA tem trazido a Portugal, uma das mais notáveis é Kadhafi. Parece que o homem reivindica uma indemnização a pagar pelos colonizadores. Ocorreu-me perguntar se ele estará disposto a pagar a devida indemnização pelos mortos que causou quando patrocinou atentados terroristas, antes de descobrir que fazer negócios com os papalvos sem carácter do Ocidente rendia muito mais do que pôr bombas. Já agora: foi literalmente indecoroso o papel a que a Universidade de Lisboa se prestou com a sessão de propaganda em que colaborou.


publicado por Jorge Ferreira às 19:05 | link do post | comentar | ver comentários (4)

"Esta é uma cimeira entre iguais". José Sócrates diz cada coisa...


publicado por Jorge Ferreira às 12:48 | link do post | comentar | ver comentários (1)

(Florbela Espanca)

Em 1720, era fundada a Academia Real da História, em Lisboa. Em 1792, começava a construção do Teatro de S.Carlos. Em 1917, a revolta militar em Lisboa, levava Sidónio Pais à chefia do Governo, impondo um regime de ditadura. Afonso Costa, primeiro-ministro da República, foi preso e Bernardino Machado, o presidente, destituído. Em 1930, suicidava-se a poeta portuguesa Florbela Espanca. Em 1933, Bernardette Soubirous, vidente de Lourdes, era canonizada. Em 1954, o Papa Pio IX proclamava o dogma da Imaculada Conceição. Em 1941, entrava em funcionamento o campo de extermínio de Chelmno, em Lodz, na Polónia ocupada pelas forças nazis, onde foram mortas dezenas de milhar de pessoas. Em 1980, o ex-beatle John Lennon, 40 anos, era assassinado à porta da sua casa, em Nova Iorque. Em 1985, era inaugurado em Concavada, Abrantes, o monumento ao poeta António Botto. Em 1991, as populações de Vale de Mula, no distrito da Guarda, e de Obispo, em Espanha, inauguravam a ponte que liga as duas povoações, construída à revelia das autoridades dos dois países. Em 1994, morria António Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, Tom Jobim, 67 anos, pioneiro da bossa-nova. Em 1995, era inaugurado o aeroporto de Macau. Em 2001, a 9ª Sinfonia de Beethoven era reconhecida como Património da Humanidade.


publicado por Jorge Ferreira às 12:30 | link do post | comentar

(Kim Basinger)

Hoje é Sábado, 08 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo segundo dia do ano. Faltam 23 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado à Imaculada Conceição, Padroeira de Portugal. A Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova, dia 09 às 17:40. O Sol nasce às 07:42 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 02:06 e 14:24, a baixa-mar, às 08:00 e 20:13. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se a artista francesa Camille Claudel (1864), os compositores Jean Sibelius (1865) e Bohuslav Martinu (1890), o artista norte-americano Sammy Davis Jr (1925), o actor Maximilian Schell (1930), o flautista James Galway (1939), o líder dos Doors Jim Morrison (1943), a actriz Kim Basinger (1953), a cantora Sinead O'Connor (1966).


publicado por Jorge Ferreira às 12:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007
(Observação técnica in loco)

“Neste momento a tendência que existe do ponto de vista de observação técnica que temos feito [sic] é de que esse aeroporto, tendencialmente, deve ficar na Margem Sul.” (Rádio Renascença, 7 de Dezembro de 2007);
“Com o à-vontade de quem defendeu a OTA, defendo agora a solução Portela+1.” (Correio da Manhã, 14 de Junho de 2007);
“A partir de hoje morreu a Portela. Longa vida à OTA. Para bem de Portugal.” (Correio da Manhã, 24 de Novembro de 2005)
(via Camara Corporativa)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 23:35 | link do post | comentar | ver comentários (1)

"O antigo ministro do equipamento, João Cravinho, desde sempre comprometido com a opção pela construção do novo aeroporto de Lisboa na Ota, veio afirmar que só poderia compreender a opção Alcochete à luz de interesses imobiliários. Deveria estar a referir-se aos interesses imobiliários da generalidade dos portugueses, já que os terrenos de Alcochete são públicos, enquanto os da Ota são privados."
António Almeida, no Direito de Opinião.

tags: ,

publicado por Jorge Ferreira às 23:13 | link do post | comentar

Vale bem a pena um blogue fazer anos. O João prometeu e cumpriu. Ofertou-me com a bela biografia de D. Carlos, da autoria de Rui Ramos, edição do Círculo de Leitores. Eu, que sou um republicano de espírito aberto, só tenho de agradecer ao meu amigo João por ter iniciado ele a minha colecção sobre a vida dos Reis de Portugal. Mas o meu amigo João Távora que não tenha ilusões. As minhas convicções republicanas não estão em crise. Ao João agradeço a lembrança e peço desde já que não se esqueça que em 2008 completarei 5 anos de blogues...


publicado por Jorge Ferreira às 13:40 | link do post | comentar | ver comentários (3)

"Parece que estamos a pouco mais de 15 dias da entrada em vigor da novíssima lei do tabaco, norma tão nova quanto estúpida e estalinista mas que sempre ajuda os tugas a esquecerem-se dos pátrios problemas - não olvidando que o vício, como é sabido, faz muitíssimo pior do que as seringas agora gratuitamente distribuídas nas nossas prisões à custa de pagadores passivos o que, desde logo e por si só, justifica a ejaculação legislativa."


Pedro Guedes, no Último Reduto.


publicado por Jorge Ferreira às 10:01 | link do post | comentar

Ao António Torres, que nunca resisto a ler facciosamente e divertidamente, do Faccioso e ao Pedro Guedes, que mantém um Último Reduto de qualidade e consistência que tem a virtude de saber ter uma agenda própria e não andar a toque de blogaixa.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 09:58 | link do post | comentar

(Gramofone)



Em 1842, era dado o concerto inaugural da Orquestra Filarmónica de Nova Iorque. Em 1877, Thomas Edison apresentava o gramofone. Em 1917, na Grande Guerra 1914-18, os EUA declaravam guerra à Austria. Em 1941, a força aérea japonesa atacava a base aérea norte-americana de Pearl Harbour, no Pacífico, causando a morte a 2.400 pessoas e precipitando a entrada dos EUA na II Guerra Mundial. Em 1975, Portugal cortava relações diplomáticas com a Indonésia, após a invasão de Timor. Em 1980, António Ramalho Eanes era reeleito presidente da República portuguesa. Em 1985, morria o poeta e romancista britânico Robert Graves. Em 1988, morria músico o norte-americano Roy Orbinson, 52 anos. Em 1990, morria o escritor cubano Reinaldo Arenas, com 47 anos, opositor ao regime de Fidel Castro. Em 2001, eram revelados os documentos que provam a conivência dos EUA na invasão de Timor-Leste pela Indonésia, em 1975. Em 2002, era inaugurado o Metro do Porto. 2003, morria o pianista cubano Ruben Gonzalez, 84 anos, membro do Buena Vista Social Club. Em 2006, morre Jeane Kirkpatrick, 80 anos, diplomata norte-americana, primeira mulher embaixadora dos EUA nas Nações Unidas.


publicado por Jorge Ferreira às 09:53 | link do post | comentar

Hoje é Sexta-feira, 07 de Dezembro, tricentésimo quadragésimo primeiro dia do ano, Dia Internacional da Aviação Civil. Faltam 24 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santo Ambrósio, Arcebispo de Milão. A Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova, dia 09 às 17:40. O Sol nasce às 07:42 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 01:29 e 13.46, a baixa-mar, às 07:23 e 13:39. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se a romancista Willa Cather (1876), Mário Soares (1924), o filólogo norte-americano Noam Chomsky (1928), o músico, compositor e actor norte-americano Tom Waits (1949).


publicado por Jorge Ferreira às 09:50 | link do post | comentar

Portugal deve ser o país do mundo onde mais se investiga. Todos os dias a comunicação social nos informa de que uma multiplicidade de entidades públicas se dedicam ao meritório esforço de investigar. Investigam-se empresas, cidadãos, negócios. Um sortido de polícias, instituições, reguladores, fiscais, dedicam-se a saber da vida alheia no sentido de zelar pelo cumprimento da legalidade, aliás, neste momento uma espécie de ciência oculta quase indecifrável para os técnicos do Direito, quanto mais para o cidadão comum, dada a profusão de leis, rectificações, correcções, versões com que o Estado brinca aos legisladores.

Exemplos não faltam todos os dias. Sobreiros, submarinos, financiamento de partidos, jogadas na bolsa de valores, furacões, apitos de cores várias, bancos, restaurantes, feiras, negócios, autarquias, gangs, máfias, mafiazinhas e mafiazonas, terroristas, bombistas nocturnos, carjackers, os próprios polícias, tudo em Portugal é passado a pente fino. Para o ano, também os fumadores.

Mas os investigadores são imparáveis. Querem sempre investigar mais. Por isso, até os serviços de informações querem agora poder fazer escutas por causa do terrorismo (dizem eles, embora eu não esteja muito convencido que o Alqaedistão passe por aqui). Os investigadores transformam-se perversamente em glutões investigatórios. A investigação é uma espiral patológica de necessidades.

Ora, com isto, gasta a República incontáveis milhões, que saiem de onde, adivinhem os leitores?... Pois claro, do orçamento do Estado! E o dinheirinho do orçamento, vem de onde, adivinhem os leitores? Pois claro, do nosso bolso. A Nação trabalha afanosamente na ilusão de que está a contribuir para o cumprimento da lei, pagando as logísticas e os ordenados de um exército de investigadores. São cidadãos, como todos os outros, a quem pagam para vasculhar a vida alheia. E que precisam de computadores, de papel, de canetas, de ar condicionado, de casas com telhado, de gabinetes, de carros, de colegas, de testemunhas.

Aqui chegados, cumpre perguntar: e então os resultados? Sim, os resultados? De tanta energia deve haver algum resultado concreto. Pois. O problema é que o Estado não tem capacidade para atingir os resultados. Os milhares de coimas por pagar, os milhares de processos instruídos pela ASAE a que o Ministério Público não consegue dar resposta, as milhares de impugnações judiciais a que os Tribunais reservam as gavetas da Sra. D. Morosidade Judicial de Portugal (por favor, não vão à lista telefónica, que a morada e o respectivo número são pagos pelo Estado e, naturalmente, confidenciais).

Resta então o quê? A quadrilhice. Desde logo a quadrilhice jornalística, comercialmente bombástica, mas na prática inconsequente. Depois, a quadrilhice do boca-a-boca, a boataria, um desporto popular gratuito que é de borla e ajuda a passar o tempo.

Resultados é que não há. Chama-se a este fenómeno impunidade e a impunidade é o vírus da legalidade. É assim que vivemos e nada me garante que não é assim que como povo sábio seja assim que nos sentamos e nos sentimos felizes para sempre. Nunca nenhuma lei proibiu os chico-espertos. É por isso que os encontramos nas estradas, nas repartições, nas lojas e até como deputados. Abençoado país.
(publicado na edição de hoje do Diário de Aveiro)


publicado por Jorge Ferreira às 00:24 | link do post | comentar

Ao contrário do que o alívio dos lisboetas em não terem de votar outra vez numas eleições autárquicas reincidentemente antecipadas pode superficialmente induzir, não está resolvido o problema da dívida astronómica da Câmara Municipal de Lisboa que a irresponsabilidade de PS, de PSD e de CDS criou e alimentou nos últimos anos. Apenas mudou o credor. Em vez de uma miríade de empresas e de pequenos fornecedores cruelmente explorados até agora por autarcas sem escrúpulos, agora é a banca que vai “fiscalizar” a gestão municipal.
Resolveu-se o que era urgente. Só para se ter uma ideia a loucura em Lisboa chegou ao ponto de se deverem aos 5.000,00 de jornais a papelarias e a comida encomendada para as reuniões tardias a quem a fornecia. Falta resolver o que é importante. E o que é importante, na Câmara Municipal de Lisboa como noutras Câmaras e no Estado, é perceber que quem não tem dinheiro não tem vícios. Consequentemente, é a estrutura da despesa pública municipal que tem de mudar para a diminuir. Será que a necessidade de ter votos o permitirá? Não estou optimista.
(publicado na edição de hoje do Democracia Liberal)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 00:23 | link do post | comentar

A sociedade democrática moderna está a criar um nova fractura que ameaça ser responsável por enormes e potencialmente graves conflitos sociais. Essa fractura é entre dois grupos sociais distintos: um grupo é o das pessoas que trabalham na órbita do Estado e das demais entidades públicas, ainda que por vezes estas assumam natureza jurídica privada. Falamos não só dos que trabalham directamente, mas também dos que dependem familiar e socialmente dos que trabalham directamente no sector público. O outro grupo é constituído pelas pessoas que trabalham e assentam a sua estrutura de sobrevivência no sector privado.

O que divide essencialmente estes dois mundos sociais é que o primeiro está habituado a ter garantia de emprego vitalício sem possibilidade de retrocesso e sem hipótese de o perder, enquanto o segundo grupo vive numa competição diária porque sabe que não tem emprego garantido e que pode facilmente perdê-lo ou mudar. Estes dois pontos de partida criam atitudes radicalmente diferentes no quotidiano dos dois grupos. Atitudes quanto ao modo como se encara a utilização dos recursos públicos, isto é da receita dos impostos, como encaram a produtividade, a competitividade, a eficiência e, sobretudo, os resultados do seu trabalho.

A esquerda assentou o modelo de Estado social numa premissa que se veio a revelar falsa: a de que o capitalismo só progredia, só aumentava e não perdia lucros e que o bem-estar social seria progressivo, legitimando a atribuição de cada vez mais direitos e regalias. A direita socialista também adoptou esta cómoda e convidativa perspectiva de vida. Os direitos foram aumentando, os deveres foram diminuindo e agora, que se comprova que é falsa a premissa ninguém se atreve a abdicar do adquirido ao longo de décadas de prosperidade contínua.

O resultado é o seguinte: enquanto os trabalhadores do sector público e do sector alegadamente privado em que o “patrão” é o Estado fazem greve, os trabalhadores do sector privado preferem o emprego à contestação, percebem na carne o que está em causa e escolhem o sacrifício de alguns direitos adquiridos em vez de arriscarem perder o posto de trabalho.

É esta fractura que não tem solução à vista dentro do sistema, visto que este é dominado por esquerdas e direitas socialistas que são autoras do modelo e que jamais serão capazes de o reformar. Terá de ser a dura realidade da economia a fazer os estragos sociais inevitáveis já que a competição eleitoral pelos votos não deixará os partidos do sistema falarem verdade e consequência.
(publicado na edição de hoje do Semanário)


publicado por Jorge Ferreira às 00:22 | link do post | comentar

Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007
Maria Filomena Mónica passa a escrever em O Carmo e a Trindade. Um blogue sobre Lisboa onde tenho verdadeiro gosto de participar quando o tempo me permite e que é um exemplo de liberdade e de pluralismo.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:46 | link do post | comentar

Agradeço ao Adolfo Mesquita Nunes, do A Arte da Fuga, as felicitações e as frequentes visitas.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:44 | link do post | comentar

(O povo trabalhador ultrapassa uma D. Elvira)

Por causa da expulsão de Luísa Mesquita o PCP passa a quarto Grupo Parlamentar mas mantém o 3º lugar no exterior. Esta miraculosa solução é uma verdadeira delícia. Estou mesmo a ver o jovem Bernardino a seguir no 4º lugar da fila, atrás do jovem Diogo até à porta da Assembleia e assim que a transpõem, o jovem Bernardino ultrapassa o jovem Diogo para manter as ordens estabelecidas. Argumenta o democrata Jerónimo que o PCP teve mais votos e que continua em terceiros. Ora aqui está um mistério: como é que alguém sabe o número de votos do PCP se o PCP não concorreu sózinho às eleições, mas sim numa coligação com "Os Verdes"? É problema que a comunistologia resolve facilmente: "Os Verdes" não existem, são apenas comunistas maduros, uma manobra de diversão regimental. Logo, a CDU é um disfarce eleitoral do PCP. Logo, os votos da CDU são votos do PCP.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 16:38 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Com tanto sarrabulho que para aí vai, um dia destes ainda aparece o jornalismo de blogues, assim uma espécie de Carlos Castros dos bastidores dos blogues, dos seus amores, das suas desavenças, das suas tricas, das suas invejas, dos seus mexericos. O umbigo quando nasce é para todos. O capítulo mais engraçado seria descobrir as carecas dos amantes da liberdade que amuam quando alguém os ataca e mais ao seu sacrossanto dogmatismo mal disfarçado de tolerância e liberdade de expressão. Em Portugal é difícil ser liberal pela simples razão que a natureza humana tem as suas limitações.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 16:24 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Com um sorriso de orelha a orelha e com o à vontade com que gosta de se mostrar ao lado dos ditadores, José Sócrates recebeu hoje Kadhaffi durante uma hora. Não sei se também lhe disse que esta era a sua casa, como fez com o ditador de mierda Chavez. Sei que não teve um pelo de coragem para receber o Dalai Lama. Por motivos óbvios. O Lama não tem negócios. Triste Governo, o nosso.


publicado por Jorge Ferreira às 16:05 | link do post | comentar

Pobre Lisboa que por estes dias
acolhes tanto déspota e tirano,
fecha os olhos e ignora as fantasias
do poder corrompido e desumano.
Não queiras ser comparsa das orgias
de um carnaval como há muito não vias
e, em vez de tempo ameno e soalheiro,
atira-lhes à cara o nevoeiro.
Torquato da Luz, no Ofício Diário


publicado por Jorge Ferreira às 14:50 | link do post | comentar

O Dalai Lama, não. Kadhaffi, sim. Shame on you, Mr. Amado!


publicado por Jorge Ferreira às 13:31 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Por João Pereira dos Santos, no Intervenção Maia.


publicado por Jorge Ferreira às 11:56 | link do post | comentar

A Origem das Espécies agora assapa.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 11:33 | link do post | comentar

(D. João apunhala o Conde Andeiro)

Em 1185, morre D.Afonso Henriques, em Coimbra. Em 1383, D. João, Mestre de Aviz, apunhala o Conde de Andeiro, favorito da rainha Leonor Telles. O facto marca o início da revolução popular pela soberania portuguesa (1383-85). Em 1768, surge a primeira edição da Enciclopédia Britânica. Em 1865, é abolida a escravatura, nos EUA, com a aprovação da 13ª Emenda à Constituição. Em 1954, é aprovado o plano de rega do Alentejo, que acabará por dar origem ao projecto da Barragem do Alqueva. Em 1983, morre Maria Lamas, 90 anos, escritora e pedagoga portuguesa, autora de "O Mundo dos Deuses e dos Heróis" e "As Mulheres do Meu País". Em 1995, a vila de Sintra e a paisagem circundante passam a Património Mundial, por decisão do comité da Unesco. Em 1998, Hugo Chavez é eleito Presidente da Venezuela. Em 2004, sete dos 12 membros da Comissão Parlamentar de Inquérito conclui ter havido um "acto de sabotagem" no avião em que morreream Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa, em Dezembro de 1980. Em 2005, a Câmara de Lisboa é alvo de buscas da Polícia Judiciária no âmbito da investigação da permuta do Parque Mayer e da venda em hasta pública dos terrenos da Feira Popular. Em 2006, a NASA anuncia a descoberta de vestígios de água em estado líquido na superfície de Marte.


publicado por Jorge Ferreira às 10:12 | link do post | comentar

Hoje é Quarta-feira, 05 de Dezembro, tricentésimo trigésimo nono dia do ano e Dia Mundial do Voluntariado para o Desenvolvimento Económico e Social. Faltam 26 dias para o termo de 2007. Este dia é dedicado São Geraldo, Arcebispo de Braga. A Lua encaminha-se para a Fase Nova. Lua Nova dia 09, às 17:40. O Sol nasce às 07:39 e o ocaso regista-se às 17:15. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 00:06 e 12:24, a baixa-mar, às 05:56 e 18:21. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Sagitário, destacando-se o cineasta alemão Fritz Lang (1890), o norte-americano Walt Disney (1901) e o realizador Otto Preminger (1906), o pianista polaco Krystian Zimerman (1956).


publicado por Jorge Ferreira às 10:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2007
"Eu sou a única a ficar chocada com a decisão do Público de aceitar a colocação de um texto de página inteira do criminoso Muammar Khaddafi na página 20 da edição de hoje? Ainda por cima um texto a atacar a Convenção de Otava contra as minas anti-pessoais e o Tribunal Penal Internacional? O que virá a seguir? Um convite de página inteira da Embaixada iraniana para uma conferência sobre o Holocausto em Teerão? Uma carta aberta do Presidente sudanês explicando porque boicota a missão da NU/UA no Darfur?"
Ana Gomes, no Causa Nossa.


publicado por Jorge Ferreira às 23:23 | link do post | comentar

JORGE FERREIRA
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


ARQUIVOS

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds
tags

efemérides(867)

borda d'água(850)

blogues(777)

josé sócrates(537)

ps(339)

psd(221)

cavaco silva(199)

pessoal(182)

justiça(180)

educação(150)

comunicação social(139)

política(137)

cds(126)

crise(121)

desporto(120)

cml(116)

futebol(111)

homónimos(110)

benfica(109)

governo(106)

união europeia(105)

corrupção(96)

freeport de alcochete(96)

pcp(93)

legislativas 2009(77)

direito(71)

nova democracia(70)

economia(68)

estado(66)

portugal(66)

livros(62)

aborto(60)

aveiro(60)

ota(59)

impostos(58)

bancos(55)

luís filipe menezes(55)

referendo europeu(54)

bloco de esquerda(51)

madeira(51)

manuela ferreira leite(51)

assembleia da república(50)

tomar(49)

ministério público(48)

europeias 2009(47)

autárquicas 2009(45)

pessoas(45)

tabaco(44)

paulo portas(43)

sindicatos(41)

despesa pública(40)

criminalidade(38)

eua(38)

santana lopes(38)

debate mensal(37)

lisboa(35)

tvnet(35)

farc(33)

mário lino(33)

teixeira dos santos(33)

financiamento partidário(32)

manuel monteiro(32)

marques mendes(30)

polícias(30)

bloco central(29)

partidos políticos(29)

alberto joão jardim(28)

autarquias(28)

orçamento do estado(28)

vital moreira(28)

sociedade(27)

terrorismo(27)

antónio costa(26)

universidade independente(26)

durão barroso(25)

homossexuais(25)

inquéritos parlamentares(25)

irlanda(25)

esquerda(24)

f. c. porto(24)

manuel alegre(24)

carmona rodrigues(23)

desemprego(23)

direita(23)

elites de portugal(23)

natal(23)

referendo(23)

apito dourado(22)

recordar é viver(22)

banco de portugal(21)

combustíveis(21)

música(21)

pinto monteiro(21)

bcp(20)

constituição(20)

liberdade(20)

saúde(19)

augusto santos silva(18)

cia(18)

luís amado(18)

todas as tags