2 comentários:
De Leonor a 29 de Maio de 2009 às 02:36
dr. Jorge:
devo dizer que me surpreendeu pela negativa. Habituou-me a opiniões razoáveis e sensatas, mas esta?
Pela sua formação, não esperava que concluísse que estar em prisão preventiva é sinónimo de culpabilidade ou descrédito. Muito menos pode ser entendida como condenação e com trânsito em julgado. A menos que saiba mais do que escreve e, por isso, antecipe resultados que desconhecemos.

Depois, desde quando a qualidade de "conselheiro de Estado" é, só por si, sinónimo de credibilidade?

Por último, partir daquelas duas permissas ( a meu ver, erradas) para concluir como o faz sobre quem escolhe...


De Daniel João Santos a 28 de Maio de 2009 às 22:05
depende de quem diz...


Comentar post