1 comentário:
De António de Almeida a 14 de Junho de 2007 às 00:36
-Só alguém completamente inculto é que não percebe "que o Zé faz falta", e não é só o Zé, também o Fernando faz falta e muita, não só à cidade de Lisboa como a todo o país. Para os que ainda possam não ter percebido, explico melhor, "O Zé de Almada Negreiros, faz mesmo muita falta", certamente se ainda estivesse entre nós já teria escrito mais um ou dois "manifestos", quiçá dizendo, "O Lino, é um ministro?", "Não, o Lino é meio ministro", "O P.M. é engº?", Naõ! "O P.M. é meio engº", entre outras genialidades das quais me abstenho sequer de me tentar aproximar, e também o Fernando, de perna cruzada, lendo o seu jornal na "Brasileira do Chiado", teriam certamente algo a dizer-nos, a nós simples mortais, sim que estes dois "imortais", fazem mesmo falta!


Comentar post