Terça-feira, 31 de Julho de 2007
Uns dias sem quotidiano. Sem portátil. Sem telemóvel. Sem blogues. Sem relógio. Sem horários. Um dia destes volto. Já agora, se tiverem tempo e pachorra, aqui deixo as recomendações do Tomar Partido para ler nas férias, quando o bichinho dos blogues apertar: O Privilégio dos Caminhos; Ofício Diário; Confissão do Silêncio e Carreira da Índia. Para desintoxicar da Nação.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 11:01 | link do post | comentar | ver comentários (6)

(O carocha)

Em 1944, na II Guerra Mundial, o aviador e escritor francês Antoine de Saint-Exupéry, autor de "O Principezinho", desaparecia numa missão aérea aliada. Em 1954, era inaugurada a Barragem do Cabril. Em 1964, a nave espacial norte-americana Ranger-7 transmitia para a Terra as primeiras fotografias da Lua. Em 1971, os astronautas da nave espacial norte-americana Apollo-15 "passeavam" no satélite com o auxílio de um veículo todo-o-terreno, movido a energia solar. Em 1986, responsáveis das agências Notícias de Portugal e Anop assinavam o protocolo para a constituição de uma única agência nacional, a LUSA, que viria a entrar em funcionamento a 01 de Janeiro de 1987. Em 1988, morria o cantor português Francisco José, 64 anos. Em 1991, utilizando duas canetas feitas de restos de mísseis SS-20 soviéticos e Pershing norte-americanos, os dirigentes da URSS e dos EUA, Mikhail Gorbachov e George Bush, assinavam, em Moscovo, o tratado START, para a limitação de armas estratégicas. Em 1995, a Santa Casa da Misericórdia lançava a lotaria instantânea ou "raspadinha". Em 2001, morria o marechal Francisco da Costa Gomes, 87 anos, antigo Presidente da República e membro da Junta de Salvação Nacional após o 25 de Abril de 1974. Em 2003, o presidente da República Jorge Sampaio vetava a Lei-quadro de Criação dos Municípios, inviabilizando a passagem de Fátima e Canas de Senhorim a concelhos. No mesmo dia, no México, era construído o derradeiro Volkswagen "carocha". Em 2005, entrava em vigor a directiva da União Europeia que proíbe toda e qualquer publicidade ao tabaco. Em 2006, o Ministério das Finanças divulgava a Lista dos Devedores ao Fisco. No mesmo dia, o Ministério Público arquivava o processo por suspeita de abuso de poder, corrupção passiva e violação do segredo de Estado do antigo ministro do Ambiente Luís Nobre Guedes, no âmbito do caso Portucale.


publicado por Jorge Ferreira às 10:50 | link do post | comentar

Hoje é Terça-feira, 31 de Julho, ducentésimo décimo segundo dia do ano. Faltam 153 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santo Inácio de Loyola e a S.Germano. A Lua está na Fase Minguante: Quarto Minguante, dia 05 de Agosto, às 21:19. O Sol nasce às 06:39 e o ocaso regista-se às 20:47. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 04:03 e 16:20, a baixa-mar, às 09:44 e 22:13. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o inventor sueco Jon Ericsson (1803), o escritor italiano Primo Levi (1919), o actor norte-americano Don Murray (1929), o "clown" Oleg Popv (1930), a actriz Geraldine Chaplin (1944), Bill Berry (1958), músico dos REM, a escritora JK Rowling (1965). Nesta data, em 1750, morria D.João V e, em 1886, o pianista e compositor húngaro Franz Liszt.


publicado por Jorge Ferreira às 10:32 | link do post | comentar

Estão bem uns para os outros, digo eu. Um artigo de João Miguel Tavares, no Diário de Notícias.


publicado por Jorge Ferreira às 00:51 | link do post | comentar

Pequim 2008. Sítio já há.


publicado por Jorge Ferreira às 00:46 | link do post | comentar

Certamente para muita coisa, mas nesta época do ano, já não há pachorra especialmente para certas perguntas inteligentes dos jornalistas desportivos. A paradigmática é perguntar a jogadores de um clube de uma determinada nacionalidade se outro jogador da mesma nacionalidade que foi contratado para o mesmo clube é bom. Estarão os excelentíssimos profissionais das perguntas à espera que algum lhes diga que não? Francamente.


publicado por Jorge Ferreira às 00:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30 de Julho de 2007
Uma história de Verão, irrepreensivelmente contada por Carlos Loureiro, no Blasfémias. Ou de como, lentamente, o PS, que tanto defende a presunção de inocência dos arguidos perante o jornalismo de sarjeta, é um prócere da presunção de culpa dos contribuintes, deveríamos dizer, da fiscalidade de sarjeta?

tags: ,

publicado por Jorge Ferreira às 23:13 | link do post | comentar

"E agora a necessidade, à direita, de repensar tudo. Como a esquerda teve que se adaptar à década cavaquista que mudou drasticamente a política portuguesa."
Caro Pedro, salvo o devido respeito e melhor opinião a esquerda não repensou tudo por causa do cavaquismo. Limitou-se a esperar. A esperar pelo declínio do cavaquismo. Parece que a direita está condenada ao mesmo. A esperar. A esperar pelo declínio do socratismo. Quem estiver à janela quando a procissão passar, seja lá quando isso fôr, será chamado a pegar no andor.


publicado por Jorge Ferreira às 22:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)

E Sócrates lá se baldou em grande ao encerramento do Congresso do PS Madeira. Mandou o seu ministro que profetizou um golpe de Estado constitucional se Cavaco Silva ganhasse as eleições presidenciais. O Primeiro-Ministro estava no condado do All Garve, with Mr. Pinho and others, anunciando hotéis que já estavam anunciados, exactamente com a mesma técnica de propaganda de Alberto João Jardim, e um hospital para 2012 (dois mil e doze). Of course. Presumo que Sócrates não vai à Madeira pela razão inversa daquela que leva Marques Mendes a ir à Madeira. Este vai porque ganha votos. Sócrates não vai porque os perde. Sinceramente não sei o que é pior.


publicado por Jorge Ferreira às 19:54 | link do post | comentar

(Luísa Todi)

Luísa Rosa de Aguiar Todi, a glorificada setubalense que começou a sua carreira a cantar com um Scolari, embora Giuseppe, no Teatro do Bairro Alto, em 1770, deixou fama no mundo inteiro. especialmente na corte da cazarina Grande. Ora vejam:
"A ruptura entre Luísa Todi e Catarina II deu-se quando a cantora começou a exigir somas exageradas para permanecer na Rússia, pois tanto ela como o marido não olhavam a despesas. Em Janeiro de 1787, a czarina russa queixava-se a Grimm: "o director [dos teatros] faz muito bem em não chamar a si mais despesas, porque eles estão endividados em oitenta mil rublos, que eu não pagarei nem pelo director, nem pela direcção, e são também inadmissíveis as suas condições de serem pagas pelo público sem querer aparecer perante ele".Existe outra versão desta ruptura, quase uma lenda sob a forma de diálogo. Luísa Todi terá pedido uma remuneração tão grande a Catarina II pelas suas actuações que ela exclamou: "Mas eu nem sequer aos meus marechais pago tanto!". E a portuguesa terá respondido: "então os marechais que cantem para Vossa Alteza!"O certo é que Luísa Todi partiu da Rússia sem se despedir de Catarina II. Esta escreve a Grimm: "diz-se em Petersburgo que a senhora Todi foi para Berlim... Em boa hora..."
José Milhazes, no Da Rússia.
Qual Figo, qual Cristiano Ronaldo, qual quê. Emigrantes de luxo com famílias dispendiosas já há muito circulam pela civilização.


publicado por Jorge Ferreira às 17:16 | link do post | comentar

Pergunto eu, já que se registou o primeiro voto na sondagem aqui do lado no Sp. de Braga para campeão nacional 2007/2008.


publicado por Jorge Ferreira às 16:32 | link do post | comentar

O tal senhor Renato Sampaio, Presidente da Federação do Porto do PS está uma importância de se lhe tirar o chepéu. Definitivamente, é o novo porta-voz do Governo. Depois de ter revelado ao país que Margarida Moreira não seria demitida, informou hoje solenemente a comunidade nacional que a RTP Porto não perderá influência. Esta patologia partidocrática torna os ministros dispensáveis, mas interpela directamente Pedro Silva Pereira, que, salvo-erro (ele há tantos!...) ainda será o porta-voz do Conselho de Ministros. O senhor ministro, pelos vistos não faz nenhum e entregou os destinos supremos da governação no aparelho do partido. O PS já nem disfarça. Estamos entregues.


publicado por Jorge Ferreira às 16:25 | link do post | comentar

A partir de Setembro, os estudantes do 1.º e 2.º ciclo, dos sete aos onze anos, terão um novo currículo nas salas de aula: vão aprender a entender a publicidade e a defender-se dos seus abusos. Ora aí está um oportuno impulso pedagógico. Sugiro até que a formação tenha um módulo inicial sobre como defender as crianças da publicidade do Governo. Nomeadamente em sessões de representação do Primeiro-Ministro que envolvam criancinhas recrutadas para actores secundários.


publicado por Jorge Ferreira às 11:21 | link do post | comentar

(Diderot)

Em 1771, morria o escritor e enciclopedista francês Dennis Diderot, figura-chave do Iluminismo. Em 1848, era inaugurada a iluminação a gás em Lisboa. Em 1865, reabriam as Cortes Portuguesas, para encarregarem Joaquim António de Aguiar de formar Governo, depois da vitória dos Progressistas (aliança dos Históricos e dos Reformadores), nas eleições de 09 de Julho. Em 1906, Gabriel Lippmann apresentava, na Academia de Ciências de Paris, o primeiro método para a reprodução fotográfica a cor. Em 1932, realizavam-se eleições na Alemanha que permitiriam ao partido nazi, de Adolf Hitler, duplicar o número de lugares no Reichstag (Parlamento Alemão), e bloquear o funcionamento das instituições, lançando uma campanha de terror com os batalhões de SA, braço armado do partido. Nesta data, 1971, dois astronautas norte-americanos da Apollo-15, David Scott e James Irwin, pousavam na superfície lunar. Em 1983, morria o realizador espanhol Luis Buñuel, 83 anos. Em 1993, morria Jorge Campinos, 56 anos, fundador do Partido Socialista, antigo deputado e ex-ministro. Em 1996, morria a actriz Claudette Colbert, 92 anos, Óscar de melhor actriz pelo desempenho no filme de Frank Capra "Uma Noite Aconteceu". Em 2000, Hugo Chávez ganhava as eleições presidenciais na Venezuela. Em 2005, era suspensa a publicação dos jornais A Capital e O Comércio do Porto. E realizava-se o último espectáculo da companhia Ballet Gulbenkian, por iniciativa dos bailarinos, no Teatro Camões, em Lisboa. Em 2006, Fradique de Menezes era reeleito presidente de São Tomé e Príncipe, com 60,03 por cento dos votos.


publicado por Jorge Ferreira às 11:12 | link do post | comentar

Hoje é Segunda-feira, 30 de Julho, ducentésimo décimo primeiro dia do ano. Faltam 154 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S.Pedro Crisólogo e a Santa Julita. É Lua Cheia, às 00:48. O Sol nasce às 06:38 e o ocaso regista-se às 20:48. o porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 03:22 e 15:38, a baixa-mar, às 09:04 e 21:34. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se a escritora britânica Emily Bronte (1818), o norte-americano, pioneiro da indústria automóvel, Henry Ford (1863), o escultor britânico Henry Moore (1898), o pianista inglês Gerald Moore (1899), o maestro Moshe Atzmon (1931), o cantor norte-americano Paul Anka (1941) e a cantora Kate Bush (1958). E hoje, também, morreu o realizador de cinema sueco Ingmar Bergman, aos 89 anos.


publicado por Jorge Ferreira às 11:08 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Julho de 2007
A ministra da Educação deve ser dispensada já. Sempre se poupam um ordenado e mais umas sinecuras. É que não é necessária. Um Sócratezinho do PS do Porto, chamado Renato Sampaio anunciou hoje que a Sócratezinha do PS do Porto que é Directora Regional da Educação do Norte não vai ser demitida, mesmo depois do arquivamento do processo disciplinar ao docente Charrua. Ora, se a gestão das chefias do ministério está nas mãos dos Presidentes das Federações do PS, o que é que a ministra está lá a fazer?


publicado por Jorge Ferreira às 22:08 | link do post | comentar

Hoje, calhou enganar-me outra vez: quando estava entusiasmado julgando que o Benfica tinha inaugurado o marcador, eis que me dou conta que, tal como me aconteceu nas primeiras impressões, o Benfica eram os outos, não os de encarnado. Quanto ao mais, continuamos na apagada e vil tristeza da época passada. O Benfica joga a passo, sem fio de jogo, sem entusiasmo, sem ligação, a errar passes infantis, à espera que um lance individual resolva. E esta época temos menos um capaz desses lances individuais que resolvem. Simão já era. Em resumo: o Benfica, esta época, tirando jogos treino, não ganhou ainda um jogo para amostra. Continuo a desejar estar enganado, mas palpita-me que vamos ter mais do mesmo.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 21:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Hoje registaram-se 4 mortos e 17 feridos no Iraque. Não, não é mais uma notícia da guerra. É apenas o resultado das comemorações da conquista pelo Iraque do título de campeão asiático de futebol, depois de vencer logo a Arábia Saudita. Um país devastado, um país em guerra, um povo martirizado e eis que a sua selecção nacional de futebol, cujos elementos eram sujeitos a tortura se não ganhassem no tempo de Saddam, faz história. É a força do futebol.


publicado por Jorge Ferreira às 20:09 | link do post | comentar

Depois da Ota é a vez do futebol. Quem será o próximo campeão nacional da época 2007/2008? Está lançada a sondagem, que ficará em linha pelo menos até a Superliga dar os seus primeiros passos. Já agora aproveiro a boleia e informo os interessados que no Aveiro também há sondagem. Neste caso é uma estreia.


publicado por Jorge Ferreira às 17:02 | link do post | comentar

Prioridades, por Carlos Guimarães Pinto, no Small Brother.
Os Fernados Santos quando nascem são para todos, por Rui Costa Pinto, no Mais Actual.
A semanada laranja, de O Jumento.
Morte lenta, pelo António Torres, no Faccioso.
Quem paga as leis da República?, por José Medeiros Ferreira, no Bicho Carpinteiros.
Vulcão sexual luso na intempérie da reestruturação soviética, por José Milhazes, no Da Rússia.
A Unidade do Estado português, por Fernando Martins, no Desconcertante.
Conceitos, por Carlocos, no É Curioso.
O lugar da democracia (1), por João Luís Ferreira, no Geração de 60.
O sentido profundo do Estado, por Pedro Caeiro, no Mar Salgado.
Sobre a curiosidade, por Paulo Gorjão, no Bloguítica.
Pequenas ilhotas de liberdades, por Tiago Barbosa Ribeiro, no Kontratempos.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 16:26 | link do post | comentar

Com José calma e insensivelmente sentado no cadeirão de Bruxelas, o seu Governo ainda continua a fazer mossa no défice. Agora, por causa do seu parceiro de coligação, esse partido da competencia e da multiplicação dos pães, toma lá mais uns milhões por causa de ilegalidades praticadas por Bagão Félix, enquanto ministro com a tutela da segurança social.


publicado por Jorge Ferreira às 13:38 | link do post | comentar

(Vincent Van Gogh)

Em 1180, segundo reza a tradição, travava-se, no Cabo Espichel, o primeiro combate entre a armada portuguesa, comandada por D. Fuas Roupinho, e navios árabes, dirigidos por Bem Jami. Em 1803, era criada a Academia Real da Marinha e Comércio. Em 1808, as forças francesas de Napoleão saqueavam Évora. Em 1861, Portugal declarava-se neutral em relação à Guerra Civil nos EUA. Em 1868, as Cortes eram convocadas extraordinariamente para apresentação do programa de Governo de Sá da Bandeira, o primeiro gabinete dominado pelo Partido Reformista. Em 1890, morria o pintor holandês Van Gogh, dois dias após a tentativa de suicídio com um tiro de pistola. Em 1939, morria o médico e investigador português Ricardo Jorge. Em 1940, começava a guerra-relâmpago ("blitzkrieg") alemã contra o Reino Unido, na II Guerra Mundial. Em 1948, o general Norton de Matos apresentava-se como candidato da Oposição Democrática às Presidenciais de Fevereiro de 1949. Em 1968, Paulo VI sublinhava a oposição da Igreja Católica Romana aos métodos artificiais de controlo de nascimentos. Em 1974, a Lei Episcopal era desafiada nos EUA quando onze mulheres foram ordenadas para o sacerdócio, em Filadélfia. Em 1981, em Londres, casavam-se Carlos e Diana de Gales. Em 1983, morria, na Suiça, o actor britânico David Niven, 73 anos. Em 1984 começavam os XXIII Jogos Olímpicos de Los Angeles. Em 1991, a exploração do trabalho infantil no mundo era denunciada pelo relatório da ONU. Portugal encontrava-se entre os "casos negros" dos países ocidentais, com uma força de trabalho infantil estimada em 200 mil crianças. Em 1994, o antigo primeiro-ministro socialista italiano Bettino Craxi e Claudio Martelli, ex-ministro da Justiça, eram condenados a penas de oito anos de prisão por crimes de corrupção. Em 1995, morria o actor, cantor e radialista português Fernando Curado Ribeiro, 76 anos. Em 2005, era aprovada proposta para aumento da idade de reforma de 60 para 65 anos. E o maior jackpot de sempre do Euromilhões, no valor de 113 milhões de euros, ia para uma operária irlandesa. Em 2006, Jorge Machado, 79 anos, chefe de orquestra e pianista.


publicado por Jorge Ferreira às 13:24 | link do post | comentar

Hoje é Domingo, 29 de Julho, ducentésimo décimo dia do ano. Faltam 155 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Marta e a Santo Olavo. A Lua aproxima-se da Fase Plena: Lua Cheia, dia 30, às 00:48. O Sol nasce às 06:37 e o ocaso regista-se às 20:49. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 02:39 e 14:56, a baixa-mar, às 08:24 e 20:54. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o historiador e político Alexis de Tocqueville (1805), padre Cruz (1859), o escritor Booth Tarkington (1867), o actor William Powell (1892), o bailarino e coreógrafo Paul Taylor (1930), o actor Stephen Dorff (1973) e os compositores Enrique Granados (1867), Sigmund Romberg (1887), e Mikis Theodorakis (1925).


publicado por Jorge Ferreira às 13:20 | link do post | comentar



Rita Coolidge. De fazer chorar as pedrinhas da calçada.


publicado por Jorge Ferreira às 01:34 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Julho de 2007
José Sócrates irá ao encerramento do Congresso do PS Madeira, que este fim de semana decorre, ou abandonará outra vez o PS Madeira à sua sorte como fez nas eleições regionais?


publicado por Jorge Ferreira às 22:00 | link do post | comentar

(Tacho)

O Presidente da Assembleia da República informou esta semana que o Parlamento tem actualmente 213 assessores assim distribuídos: 76 para o PS, que tem 121 deputados; 53 para o PSD, que tem 75 deputados, 24 para o PCP, que conta 12 deputados, 22 para o CDS-PP que ainda tem 12 deputados, e, oh céus!, 26 para o Bloco de Esquerda, que elegeu apenas 8 oito deputados e, cáspite!, 12 para o Partido Ecologista "Os Verdes", que tem os tradicionais dois deputados inventados pelo PCP. Isto vem a propósito daquela ideia regimental de cada deputado ter o seu assessor privativo. Cada deputado da tal esquerda moderna, o Bloco de Esquerda, dispõe de três assessores e um bocado (deveria dizer "quota"?) de outro. Para "Os Verdes" há seis assessores para cada deputado. E a gente a pagar esta nomenclatura. Atendendo ao que se passa com o Vereador Zé, que também dispões de um pequeno batalhão de assessores na CML, parece que futura muleta de António Costa, o Bloco devia passar a chamar-se o Bloco dos Assessores. Já "Os Verdes" mostram-se, afinal, bastante maduros na sugância do erário público. Um fartar vilanagem!


publicado por Jorge Ferreira às 18:07 | link do post | comentar

Aqui no Continente colonialista tudo o que Alberto João Jardim diga ou faça é lido e analisado à lupa do pior que Alberto João Jardim já disse e já fez. Mas no problema do aborto, quer parecer-me que o homem não está destituído de razão. O aborto livre até ás dez semanas deixou de ser crime em todo o território nacional. Na Madeira, enquanto não fôr independente, também. Questão diferente é saber se o Governo Regional é obrigado a pagá-los. Eu acho que não é. O que resultou do referendo foi a liberalização do aborto em estabelecimento de saúde autorizado. O aborto nos serviços públicos de saúde não foi referendado. Coisa bem diferente é obrigar o Governo Regional a pagar abortos nos serviços públicos regionais de saúde, matéria que entra já no domínio da autonomia até á luz das normas da Lei das Finanças Regionais que a esquerda aplaudiu (Artigo 12º: "A regionalização de serviços e a transferência de poderes prosseguem de acordo com aConstituição e a lei, devendo ser sempre acompanhadas dos correspondentes meios financeiros para fazer face aos respectivos encargos."). Parece que no Continente também vão existir largas porções do território onde os estabelecimentos públicos de saúde não vão fazer abortos. Então como é?


publicado por Jorge Ferreira às 16:50 | link do post | comentar

José Sócrates está hoje no All Garve a anunciar novos hotéis de cinco estrelas que o seu ministro Manuel Pinho já tina anunciado. Pergunta um: o ministro Pinho antecipou-se? Pergunta dois: o ministro Pinho meteu o nariz onde não era chamado? Pergunta três: o Primeiro-Ministro não tem nada para dizer e decidiu plagiar o ministro Pinho? Pergunta quatro: Sócrates converteu-se ao método de Alberto João Jardim e vai passar a anunciar as mesmas coisas e a inaugurar curvas?


publicado por Jorge Ferreira às 16:19 | link do post | comentar | ver comentários (1)

"Será que estou a ver bem, uma jornalista da RTP a entrevistar o embaixador do Irão em Lisboa, com véu, vestida até à nuca de escuro e com luvas pretas? Em Lisboa? Uma coisa é vestir-se de forma recatada dadas as sensibilidades, outra é vestir como uma iraniana em Lisboa. Se no tempo dos taliban também houvesse uma embaixada do Afeganistão em Lisboa, iria a senhora jornalista de burka? O problema é que já não nos respeitamos a nós próprios.", Pacheco Pereira, no Abrupto.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 13:49 | link do post | comentar

(Mosteiro de Santa Cruz)

Em 1131, começavam, em Portugal os trabalhos de construção do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra. Em 1446, no reinado de D.Afonso V, eram publicadas as Ordenações Afonsinas, conjunto de leis que constitui o primeiro Código Legal português. Em 1540, Thomas Cromwel era executado em Inglaterra por alta traição. Em 1794, os revolucionários franceses Robespierre e Saint Just eram guilhotinados. Em 1972, o governo de Pequim anunciava a morte do ministro da defesa, Lin Piao, num desastre de aviação, e acusava-o de ter tentado matar Mao Tsé Tung. Em 1973, a França fazia um teste nuclear no Atol de Mururoa, Oceano Pacífico. Em 1991, chegava a Lisboa o navegador solitário Manuel Gomes Martins, após uma viagem de circum-navegação de 30 mil milhas e 18 meses. Em 2002, o ciclista norte-americano Lance Armstrong vencia, pelo quarto ano consecutivo, a Volta à França em Bicicleta. Em 2003, morria o actor de comédia norte-americano Bob Hope, 100 anos. Em 2005, o Parlamento aprovava o projecto de limitação de mandatos dos autarcas, que terá efeito prático a partir de 2013. Nos EUA, morria o saxofonista de jazz Bill Coleman, 81 anos.


publicado por Jorge Ferreira às 13:30 | link do post | comentar

Hoje é Sábado, 28 de Julho, ducentésimo nono dia do ano. Faltam 156 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado aos Santos Nazário e Celso. A Lua aproxima-se da Fase Plena: Lua Cheia, dia 30, às 00:48. O Sol nasce às 06:36 e o ocaso regista-se às 20:50. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 02:00 e 14:12, a baixa-mar, às 07:42 e às 20:14. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o artista plástico francês Marcel Duchamp (1887), o explorador subaquático francês Jacques Picard (1922), o escritor inglês Malcolm Lowry (1909), autor de "Debaixo do Vulcão", o poeta norte-americano John Ashbery (1927), Jacqueline Kennedy Onassis (1929), antiga primeira dama norte-americana, o bailarino norte-americano Jacques d'Amboie (1934), o maestro italiano Riccardo Muti (1944), o cartoonista Jim Davis (1945), criador de Garfield, e a actriz Elizabeth Berkley (1972).


publicado por Jorge Ferreira às 13:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Julho de 2007
Esta recordação vai com dedicatória especial a um jovem vendedor de cd's do El Corte Ingles, que não sabia que esta foi a versão original desta composição. E aqui, o reencontro. Eles também decidiram recordar ao vivo. Continua a dança.


publicado por Jorge Ferreira às 20:30 | link do post | comentar

Jaime Gama vai impedir que as agências de comunicação exerçam a sua actividade de lobbying no Parlamento. A actividade continuará assim no registo clandestino que tem tido até agora. Quando é que o Parlamento percebe de uma vez por todas que a sua credibilidade passa necessariamente pela sua modernização e, sobretudo, pela sua transparência?


publicado por Jorge Ferreira às 10:57 | link do post | comentar

Simão Sabrosa tem certamente direito a ganhar muito dinheiro. Mas um jogador da sua dimensão é um deperdício num clube da dimensão do Atlético de Madrid. Bom para a carteira, mau para a carreira.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 10:53 | link do post | comentar

Parece que fui armado cavaleiro da imprensa nabantina. Aqui fica o meu agradecimento ao Templário e ao seu Director.

tags: ,

publicado por Jorge Ferreira às 10:51 | link do post | comentar

(Salazar)



Em 1830, a revolução rebentava em Paris. O povo e a burguesia contestavam as medidas repressivas impostas por Carlos X, nomeadamente o controlo da imprensa, a dissolução das Câmaras Legislativas e a mudança do sistema eleitoral. Em 1867, era publicada a primeira edição de "O Capital", de Karl Marx. Em 1953, a Guerra da Coreia terminava com a assinatura do armistício pelos delegados dos EUA e da Coreia do Norte, em Panmunjon. Em 1957, era proclamada a República na Tunísia. Em 1970, morria António de Oliveira Salazar, presidente do Conselho de 1932 a 1968, ministro das Finanças no período 1928-32. À data da morte, tinha 81 anos. Em 1974, o presidente da República Portuguesa em exercício, António de Spínola, anunciava o início da descolonização, prevista no Programa do Movimento das Forças Armadas. Em 1981, terminava o julgamento do Caso Humberto Delgado, com a condenação, a 22 anos de prisão, de Casimiro Monteiro, antigo agente da PIDE. O Tribunal Militar de Lisboa considerou-o culpado material do assassínio do General sem Medo e da sua secretária, nos arredores de Badajoz, em Espanha, em 1965. A operação fora coordenada pelo agente da PIDE Rosa Casaco. Em 1983, um comando, composto por cinco arménios, atacava a embaixada da Turquia em Lisboa, provocando a morte de um agente da PSP e da mulher do encarregado de negócios daquele país. Em 1984, morria o actor britânico James Mason, 75 anos. Em 1993, morria o escritor, dramaturgo e publicista Luís de Sttau Monteiro, autor de "Angústia para o Jantar" e de "Felizmente Há Luar", além de inúmeras "Redacções da Guidinha", publicadas no suplemento Mosca do Diário de Lisboa e, depois, no semanário O Jornal. Em 1995, o arquivo pessoal de Oliveira Salazar, depositado na Torre do Tombo, era aberto à consulta pública, passados 25 anos sobre a morte do ditador. Em 1996, uma bomba explodia no Parque Olímpico de Atlanta, nos EUA, onde decorriam os XXVI Jogos Olímpicos. Provocou dois mortos e 110 feridos. Em 2004, morria Fernando Luso Soares, advogado e escritor, 80 anos. Em 2005, morria José Pedro Machado, 90 anos, investigador, fundador e primeiro presidente da Sociedade de Língua Portuguesa, autor do "Grande Dicionário da Língua Portuguesa".


publicado por Jorge Ferreira às 10:46 | link do post | comentar

Hoje é Sexta-feira, 27 de Julho, ducentésimo oitavo dia do ano. Faltam 157 dias para o termo de 2007. Este dia é dedicado a S.Pantaleão e à Beata Maria Madalena Martinengo. A Lua aproxima-se da Fase Plena: Lua Cheia, dia 30, às 00:48. O Sol nasce às 06:35 e o ocaso regista-se às 20:51. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se à 01:04 e às 13:26, a baixa-mar, às 06:58 e 19:31. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o almirante britânico Edward Montagu (1625), Alexandre Dumas, filho (1824), o compositor húngaro Ernst Dohnanyi (1877), o arquitecto Ernst May (1887), a bailarina e coreógrafa alemã Pina Bausch (1940) e o actor Jonathan Ryes-Meyers (1977).


publicado por Jorge Ferreira às 10:22 | link do post | comentar

Vêm aí eleições. São as legislativas de 2009. Na entrevista desta semana à SIC o Primeiro-Ministro deu o tiro de partida para a campanha eleitoral de 2009 ao anunciar que a grande novidade do Orçamento para 2008 será o aumento do investimento público. Com o país já em férias, mergulhado em dificuldades, o PS optou por jogar pelo seguro e mudar de azimute.

José Sócrates acredita que o país real lhe perdoará tudo: a incompetência de alguns dos seus ministros, as trapalhadas da engenharia, as cartas de Manuel Alegre, as vaias, as entradas pelas traseiras, os processos disciplinares, a perigosa obsessão com a concentração de poderes que vão dos serviços de informações à criação de fundações. E que esse país, que zurze nas costas mas quer sossego, na hora certa lhe renovará a maioria absoluta.

Não basta ao PS o estado comatoso da direita geométrica, intimamente convertida ao estilo autoritário e ideologicamente descontente pela esquerda do PS com as políticas do Governo. É preciso cilindrar.

Ora, este anúncio é a melhor demonstração como só na aparência o país está a ser governado como deve ser no domínio das políticas substantivas. Na hora do aperto Sócrates mostra a sua natureza socialista e lança mão da solução tantas vezes experimentada e tantas vezes falhada de resolver os problemas da economia: o investimento público.

No fundo a receita é sempre a mesma: “falem os jornais o que falarem lá estarei eu para inaugurar os chafarizes e cortar fitas” (sem ofensa aos meus amigos do blogue com o mesmo nome). Seja o PSD seja o PS seja o CDS que estejam no Governo, a receita tem sido sempre aplicada. Aumento de impostos primeiro, aumento do investimento público depois, segundo a ilusão de que o Estado é que manda na economia.

Ora, sucede que, como tenho defendido, nada do que tem sido feito tem a ver com a solução estrutural dos problemas, mas apenas com a maquilhagem desses problemas. Sócrates não quer resolver a crise do modelo social, quer apenas resolver o problema de tesouraria do modelo social. A isto chama-se apenas adiar o inevitável.

Como sempre, quem vier atrás que feche a porta.

O problema é que a falta de alternativa visível parece reforçar aos olhos os eleitores uma espécie de necessidade de manter Sócrates no poder. À direita neste momento, o melhor mesmo é esperar que alguém decida fazer a rodagem do seu carro novo.
(publicado na edição de hoje do Semanário)


publicado por Jorge Ferreira às 00:10 | link do post | comentar

Vê-se, ouve-se e lê-se e não se acredita. Bem sei que estamos já em plena silly season, traduzindo, a estação parva, onde os mais lúcidos dos espíritos se turvam a pontos de praticarem actos sem sentido e até grotescos (não confundir com aflorações de esquizofrenia, esta já do foro médico e não de calendário), e os mais anormais comportamentos se justificam pela intensidade do calor, mesmo com um Verão suave, como tem sido este. Mas há limites para tudo. Ou devia haver. O Governo não tem limites.

Esta semana José Sócrates decidiu voltar aos power point. Passadas as tormentas dos últimos meses, alguém deve ter aconselhado o Primeiro-Ministro a regressar aos gloriosos tempos da propaganda. Desta vez calhou à Educação. E lá foram Sócrates e a ministra apresentar o plano tecnológico da educação ao Centro Cultural de Belém.
Passar de um rácio actual de 12,8 computadores com ligação à Internet por aluno para dois terminais em 2010. Ter metade das 27 mil salas de aula equipadas com um quadro interactivo e videoprojector já em Abril de 2008. Data em que também todas as escolas de 2.º e 3.º ciclos do básico e secundário terão em funcionamento o sistema de cartão electrónico do aluno (que permite eliminar a utilização de dinheiro), alarmes e câmaras de vigilância no exterior. Convém registar os números para poder comparar depois com os resultados.
“Vamos dar às escolas as condições para assumir um papel de vanguarda. Este programa vai modificar muito a nossa escola”, afirmou o Primeiro-Ministro e deverá colocará Portugal “entre os cinco países europeus mais avançados na modernização tecnológica do ensino em 2010.” Ao todo são 400 milhões de euros de fundos comunitários que permitirão construir a “escola do futuro.” Já para a ministra da Educação, registe-se, da Educação, o programa terá um papel importante na peça da diminuição da desigualdade entre escolas. E, em particular, “para mitigar os efeitos destas desigualdades nos resultados escolares dos estudantes.”
A ideia era mostrar as potencialidades da utilização dos quadros interactivos numa sala de aula. Sentadas em carteiras, cerca de uma dezena de crianças respondiam ao “professor” e faziam os exercícios descritos no quadro, com ajuda do rato ou de uma caneta especial que faz as vezes de giz. Só que para além da sala improvisada no Centro Cultural de Belém havia algo mais encenado. Os “alunos” eram crianças que tinham sido recrutadas por uma agência de casting: a NBP, num trabalho que rendeu 30 euros a cada um, de acordo com o relato feito por um dos miúdos à RTP. “A empresa propôs fazer a apresentação aqui no local para que pudéssemos todos perceber como funcionam [os quadros interactivos]”, explicou a ministra da Educação, sublinhando que esse era um pormenor muito pouco relevante perante o investimento hoje anunciado.
A escola do futuro de Sócrates faz-se de computadores, videovigilância e quadros interactivos. Os alunos são secundários. Os professores são secundários. A disciplina é secundária. Os programas são secundários. A tabuada é secundária. A gramática é secundária. As máquinas é que contam. E neste mundo virtual, tecnocrático e cinzento de José Sócrates não são necessários alunos. Bastam robots. Como não há dinheiro para comprar robots, contratam-se alunos a fingir, actores infantis em estágio para os reallity-shows de uma qualquer produtora de televisão.
Se repararmos, é só vantagens: José Sócrates pode entrar nos eventos pela porta da frente porque não será vaiado. A assistência terá o número certo de figurantes, porque se encomenda à medida da plateia pretendida. Contribui-se para a economia dando trabalho a crianças, assim como certas fabriquetas do Norte faziam antigamente, embora pagando certamente pior que o Governo. Toda a gente sorri, dando a possibilidade das revistas do coração aproveitarem o evento para as edições de Agosto que esgotam nos areais do All Garve. Mais: esta metodologia fornece números para o programa Novas Oportunidades. O lema poderia ser: “Queres ser actor? Queres entrar numa telenovela? Inscreve-te já num estágio com José Sócrates”.
Depois do PS ter recolhido figurantes para a noite eleitoral de Lisboa no Alandroal, em Famalicão e sei lá mais onde, agora a coisa sofisticou-se: contratam-se crianças. Que génio! Aproveitem e contratem também eleitores, que a abstenção não está para brincadeiras…
Só há um contra: os jornalistas. Esses estupores desalmados, que têm a mania de fazer perguntas (os que têm…). Mas há leis a caminho para tratar disso. Não há direito de estragar a felicidade socialista.
(publicado na edição de hoje do Diário de Aveiro)


publicado por Jorge Ferreira às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 26 de Julho de 2007
O substituto de Simão Sabrosa continua a caminho, como disse de manhã Luís Filipe Vieira? Virá de onde?

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 23:23 | link do post | comentar

De camarada a sócia, por José António Barreiros, em A Revolta das Palavras.
Vergonha do PCP, por Nuno Gouveia, no Virtualidades.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 15:23 | link do post | comentar | ver comentários (1)

"Nunca baixarei os impostos por motivos eleitorais", disse ontem José Sócrates. Até que enfim que a falta à palavra política dada vai beneficiar o povo. Com esta afirmação é garantido que Sócrates fará o contrário. Na campanha eleitoral de 2005 prometeu não subir os impostos e foi logo, zás catrapás. Felizmente agora prometeu não os baixar, o que sempre me deixa um bocadinho animado.


publicado por Jorge Ferreira às 15:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)

(Já era o que nunca seria)

A gestão desportiva do Benfica continua o desastre que tem sido nos últimos anos.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 15:02 | link do post | comentar

Portugal decidiu copiar a China. Este país, como sabemos, ainda se diz comunista mas convive amável e cumplicemente com o capitalismo, que procura e deseja, para desenvolver a sua economia. Em Hong Kong e em Macau, ninguém sabe do comunismo. É o conhecido método “um país, dois sistemas”.

Cá, vivemos hoje no mesmo no regime. Há o país da rua, do desemprego, da escola, e há o país de Sócrates. No primeiro existe pessimismo e dificuldades. No segundo só existem maravilhas, para lá, é claro, do sucesso no combate às cáries dentárias, que é o orgulho do Primeiro-Ministro.

"Saímos daqui com vontade de comprar uma casa." Foi desta forma que o Primeiro-Ministro se referiu às vantagens do "Casa Pronta", o novo balcão único onde se pode tratar dos vários procedimentos inerentes à compra e venda de casa, como a assinatura da escritura pública ou pedir a caderneta predial. Pois será. O problema no tal país que Sócrates ignora do alto das cataratas de propaganda onde se atola, mas que existe, não é falta de vontade para comprar casa. É a falta de dinheiro.
(publicado na edição de hoje do Democracia Liberal)


publicado por Jorge Ferreira às 10:24 | link do post | comentar

(D. António Prior do Crato)

Em 1582, D.António Prior do Crato, resistente ao domínio espanhol, era derrotado pelas forças de Filipe II ao largo de Vila Franca do Campo. Em 1943, Benito Mussolini perdia o poder em Itália, enquanto o rei Victor Emmanuel encarregava o marechal Badoglio de formar Governo. Em 1944, as primeiras bombas alemãs V-2 caíam sobre Londres. No ano seguinte, 1945, o Reino Unido, os EUA e a China exigiam a rendição incondicional do Japão. Em 1953, Fidel Castro dava início à revolução cubana com o assalto ao Quartel de Moncada, em Santiago. Em 1956, o presidente egípcio, Nasser, nacionalizava o Canal do Suez. Em 1984, o Parlamento português aprovava a Lei de Segurança Interna. Em 1986, morria o cineasta norte-americano Vicente Minelli, 83 anos. Na mesma, data morria o banqueiro e político Averell Harryman, 94 anos, antigo conselheiro da Presidência norte-americana, dos anos de 1930 a 1980, isto é, da administração Franklin Roosevelt à de James Carter. Em 1993, era levantada, em Cuba, a interdição do uso de dólares norte-americanos. Em 1998, as cheias no Bangladesh causavam a morte de 100 pessoas, deixando milhares de famílias desalojadas. Em 2001, o dirigente da Coreia do Norte, Kim Jong-il, fazia a primeira viagem a um país estrangeiro, atravessando a Rússia de comboio. E, em 2003, o ciclista norte-americano Lance Armstrong assegurava o quinto triunfo consecutivo no "Tour de France". Em 2006, o Tribunal da Relação de Lisboa declarava nulos os mandados de busca, as buscas e as apreensões de material realizadas a 15 de Fevereiro, na redacção do jornal 24 Horas, no âmbito do caso do Envelope 9.


publicado por Jorge Ferreira às 10:19 | link do post | comentar

Hoje é Quinta-feira, 26 de Julho, ducentésimo sétimo dia do ano. Faltam 158 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S. José e a Santa Ana. A Lua aproxima-se da Fase Plena: Lua Cheia, dia 30, às 00:48. O Sol nasce às 06:34 e o ocaso regista-se às 20:52. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 00:06 e 12:36, a baixa-mar, às 06:08 e 18:44. Leão é o signo dos nascidos nesta data, destacando-se o compositor John Field (1782), autor dos primeiros Nocturnos, o dramaturgo inglês, de origem irlandesa, George Bernard Shaw (1856), o psicanalista Carl Jung (1875), o escritor britânico Aldous Huxley (1894), o cineasta Blake Edwards e o actor norte-americano Jason Robards (ambos em 1922), o vocalista dos Rolling Stones Mick Jagger (1943), a actriz inglesa Helen Mirren (1945) e os actores norte-americanos Kevin Spacey (1959) e Sandra Bullock (1964).


publicado por Jorge Ferreira às 10:18 | link do post | comentar

Only when you live, Spandau Ballet. Toca a dançar.


publicado por Jorge Ferreira às 10:17 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 25 de Julho de 2007
Mário Lino faz falta. Não digam que não. Não se aguenta esta pasmaceira.


publicado por Jorge Ferreira às 23:17 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Dantes comprávamos caramelos e ganhávamos no hóquei em patins. Assim sublimávamos a diferença territorial com a Espanha. Hoje, a especialidade é apanhar solitários. Em associações terroristas os espanhóis são bons, agora em banditagem unipessoal, apanharam uma lição.


publicado por Jorge Ferreira às 22:30 | link do post | comentar

Helena Roseta afirmou mesmo agora na SIC Notícias que coligações na CML não faz, mas que aceita pelouros. Por outras palavras, se falássemos do Governo, coligação não faria mas aceitaria um ministério. Suspiro de alívio por tamanha diferença de comportamento de Helena Roseta relativamente aos partidos de que agora já não gosta. Que clareza meridiana, que jeitinho para esquecer o voto que teve, que igual. Que bom saber que estes independentes são mesmo bons. Arejam imenso. Ó Dr. Costa dê lá o pelouro à Arquitecta.


publicado por Jorge Ferreira às 21:55 | link do post | comentar

JORGE FERREIRA

tomarpartido@sapo.pt

visitantes em linha

English version by Google
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30



DESTAQUES




TAMBÉM ESTOU AQUI

Jorge Ferreira

Cria o Teu Crachá

Aveiro
Comunicar a direito
Democracia liberal
Diário de aveiro
Jorge ferreira
O carmo e a trindade
O templário
Terras de mármore
Tv net

O PARTIDO DOS AMIGOS

A cagarra
Alinhavos
Cão com pulgas
Eclético
Faccioso
Ilha da madeira
Fumaças
Mais actual
Meu rumo
Paris
Sobre o tempo que passa
Tubarão


OUTROS PARTIDOS

A arte da fuga
A barbearia do senhor luís
A casa de sarto
A casa dos comuns
A caveira vesga
A caverna obscura
A civilização do espectáculo
A destreza das dúvidas
A educação do meu umbigo
A gota de ran tan plan
A grande alface
A janela do ocaso
A natureza do mal
A origem das espécies
A outra varinha mágica
A regra do jogo
A revolta das palavras
a ritinha
A terceira noite
A textura do texto
A voz do povo
A voz nacional
A voz portalegrense
As escolhas do beijokense
As penas do flamingo
Abrigo de pastora
Abrupto
Às duas por três
Activismo de sofá
Admirável mundo novo
Adufe
Água leve
Água lisa
Alcabrozes
Alianças
Aliança nacional
Almocreve das petas
Apdeites v2
Arcadia
Arde lua
Arpão
Arrastão
Aspirina b
Atuleirus
Avatares de um desejo

Bar do moe, nº 133
Blasfémias
Bem haja
Berra-boi
Bic laranja
Bicho carpinteiro
Binoculista
Bissapa
Blogo social português
Blogotinha
Blogs e política
Blogue de direita
Blogue da sedes
Blogue real associação de lisboa
Blue lounge
Boca de incêndio
Boina frígia
Braga blog
Branco no branco
Busturenga

Cabalas
Café Bar James Dean
Café da insónia
Caixa de petri
Caixa de pregos
Câmara corporativa
Campos da várzea
Canhoto
Carreira da í­ndia
Causa liberal
Causa nossa
Cegos mudos e surdos
Centenário da república
Centurião
Certas divergencias
Chá preto
Charquinho
Cibertúlia
Cinco dias
Classe polí­tica
Clube das repúblicas mortas
Clube dos pensadores
Cobrador da persia
Combustões
Confidências
Congeminações
Contingências
Controversa maresia
Corta-fitas
Crónicas d'escárnio e mal dizer

Da condição humana
Da literatura
Da rússia
Dar à tramela
Dass
De vexa atentamente
Der terrorist
Delito de opinião
Desconcertante
Desesperada esperança
Despertar da mente
Direito de opinião
Do portugal profundo
Dois dedos de prosa e poesia
Dolo eventual
Duas cidades
Duas ou três coisas
2 rosas

É curioso
É tudo gente morta
e-konoklasta
Em 2711
Elba everywhere
Em directo
Encapuzado extrovertido
Entre as brumas da memória
Enzima
Ephemera
Esmaltes e jóias
Esquissos
Estado sentido
Estrago da nação
Estudos sobre o comunismo
Espumadamente
Eternas saudades do futuro

Falta de tempo
Filtragens
Fliscorno
Fôguetabraze
Foram-se os anéis
Fúria dos dias

Gajo dos abraços
Galo verde
Gazeta da restavração
Geometria do abismo
Geração de 80
Geração de 60
Geração rasca
Gonio
Governo sombra

Há normal?!
Herdeiro de aécio?!
Hic et nunc
Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos
Homem ao mar

In concreto
Ideal social
Ideias soltas
Ilusão
Império lusitano
Impressões de um boticário de província
Insinuações
Inspector x
Intimista

Jacarandá
Janelar
Jantar das quartas
João Távora
Jornal dos media
José antónio barreiros
José maria martins
Jose vacondeus
Judaic kehillah of portugal - or ahayim
Jugular
Julgamento público

Kontrastes

La force des choses
Ladrões de bicicletas
Largo da memória
Largo das alterações
Latitude 40
Liblog
Lisbon photos
Lobi do chá
Loja de ideias
Lusitana antiga liberdade
Lusofin

Ma-schamba
Macroscópio
Maioria simples
Maquiavel & j.b.
Margem esquerda
Margens de erro
Mar salgado
Mas certamente que sim!
Mau tempo no canil
Memória virtual
Memórias para o futuro
Metafísica do esquecimento
Miguel teixeira
Miniscente
Minoria ruidosa
Minudencias
Miss pearls
Moengas
Movimento douro litoral
Mundo disparatado
Mundus cultus
My guide to your galaxy

Não há pachorra
Não não e não
Nem tanto ao mar
Neorema
Nocturno
Nortadas
Notas formais
Notícias da aldeia
Nova floresta
Nova frente
Num lugar à direita
Nunca mais

O afilhado
O amor nos tempos da blogosfera
O andarilho
O anónimo
O bico de gás
O bom gigante
O cachimbo de magritte
O condomínio privado
O contradito
O diplomata
O duro das lamentações
O espelho mágico
O estado do tempo
O eu politico
O insubmisso
O insurgente
O islamismo na europa
O jansenista
O jumento
O observador
O país do burro
O país relativo
O pasquim da reacção
O pequeno mundo
O pravda ilhéu
O principe
O privilégio dos caminhos
O profano
O reaccionário
O saudosista
O severo
O sexo dos anjos
O sinaleiro da areaosa
O tempo das cerejas
O universo é uma casca de noz
Os convencidos da vida
Os veencidos da vida
Obrigado sá pinto
Oceano das palavras
Office lounging
Outra Margem
Outubro

Palavra aberta
Palavrussaurus rex
Pangeia
Papa myzena
Patriotas.info
Pau para toda a obra
Pedra aguda
Pedro_nunes_no_mundo
Pedro rolo duarte
Pedro santana lopes
Pena e espada
Perguntar não ofende
Planetas politik
Planí­cie heróica
Playbekx
Pleitos, apostilas e comentários
Politeia
Política pura e dura
Polí­tica xix
Polí­tica de choque
Politicazinha
Politikae
Polvorosa
Porcausasemodivelas
Porto das pipas
Portugal dos pequeninos
Por tu graal
Povo de bahá
Praça da república em beja
Publicista

Quarta república

Registo civil
Relações internacionais
Retalhos de edith
Retórica
Retorno
Reverentia
Revisões
Ricardo.pt
Risco contínuo
Road book
Rua da judiaria

Salvaterra é fixe
Sem filtro
Sempre a produzir
Sentidos da vida
Serra mãe
Sete vidas como os gatos
Small brother
Sociedade aberta
Sociologando
Sorumbático
Sou contra a corrente
Super flumina

Táxi
Tempo político
Tenho dito
Teorias da cidade
Tese & antítese
Tesourinhos deprimentes
There is a light never goes out
Tirem-me daqui
Tralapraki
Transcendente
Tribuna
31 da armada
Tristeza sob investigação
Triunfo da razão
Trova do vento que passa

Último reduto
Um por todos todos por um

Vale a pena lutar
Vasco campilho
Velocidade de cruzeiro
Viagens no meu sofá
Vida das coisas
Vento sueste
Voz do deserto

Welcome to elsinore

Xatoo

Zarp blog

PARTIDOS DOS ALUNOS

Ao sul
As cobaias
Fados e companhia
O cheiro de santarém pela manhã
Platonismo político
Projecto comunicar

PARTIDOS DE ABRANTES

Abranteimas
Rua da sardinha
Torre de menagem

PARTIDOS DO ALGARVE

Mons cicus
Olhão livre
Tavira tem futuro
The best of lagos

PARTIDOS DE AVEIRO

A ilusão da visão
Academia de aveiro
Actas diárias
Amor e ócio
Arestália
Aveiro sempre
Bancada directa
Bancada norte
Blog de sergio loureiro
Botanabateira
Código da vivencia
Cogir
Debaixo dos arcos
Desporto aveiro
Divas e contrabaixos
Estados gerais
Forum azeméis
Já agora
Margem esquerda
Neo-liberalismo
Nós e os outros
Notas de aveiro
Notícias da aldeia
Noticias de ovar
Painéis de aveiro
Pontos soltos
Portal do beira-mar
4linhas
Quotidiano da miséria
7 meses
The sarcastic way
Visto de fora
Vouga

PARTIDOS DE OEIRAS

À rédea solta
Escrever sobre porto salvo
Eu sou o poli­ticopata
Oeiras local
Rememorar oeiras

PARTIDOS DE TOMAR

Alcatruzes da roda
Algures aqui
À descoberta de tomar
Charneca da peralva
Nabantia
Olalhas
Os cavaleiros guardiões de sta. maria do olival
Sondagem tomar
Tomar
Thomar vrbe
Tomar, a cidade
Tomar a dianteira
Vamos por aqui

PARTIDOS DE VILA VIÇOSA

A interpretação do tempo
Infocalipo
O restaurador da independencia
Tasca real

PARTIDOS POÉTICOS

Arrimar
Corte na aldeia
Forja de palavras
Linha de cabotagem (III)
Nimbypolis
O melhor amigo
Ofí­cio diário
Orgasmos dos sentidos

PARTIDOS DAS ÁGUIAS

A águia
A ilíada benfiquista
A mística benfiquista
Amo-te, benfica
Anti-anti-benfica
Benfiquistas desde pequeninos
Calcio rosso
Chama imensa
Diário de um adepto benfiquista
E isso me envaidece
E pluribus unum
Encarnados
Encarnado oriental
Encarnado e branco
Eterno benfica
Football dependent
Gloriosa fúria vermelha
Glorioso jornal
Gordo vai à baliza
Javardos benfiquistas
loucos pelo slb
Mágico slb
Mar vermelho
Memória gloriosa
Não se mencione o excremento
Novo benfica
O antitripa
O inferno da luz
O grémio benfiquista
Os nossos queridos jornalistas desportivos
País de corruptos
Quero a verdade
Ser benfiquista
Slbenfica - forever champions
Slblog
Tertúlia benfiquista
Um zero (1-0) basta
Vermelhovzky
Vedeta da bola
Vedeta ou marreta?
Velho estilo ultras
Vermelho à moda do porto

PARTIDOS DA BOLA

Cromo dos cromos

PARTIDOS DO DIREITO

Ab surdus
Assembleia de comarca
Blog de informação
Blog do dip
Cartilha jurídica
Cum grano salis
Direito na sociedade da informação
Dizpositivo
Elsa
Incursões
Iuris
Leituras oficiosas
Legalidade
Lex turistica nova
Mens agit molem
Notas constitucionais
O meu monte
Patologia social
Piti blawg
Ré em causa própria
Reforma da justiça
Rumo do direito
Santerna
Suo tempore
Trepalium
Urbaniuris
Vexata quaestio

PARTIDOS DA VIDA

Açores pelo não
Alentejo pelo não
(Des)conversas em família
Direito a viver
Évora pelo não
Fiat lux
Impensável
Jornal da família
Nebulado
Pela vida
Pelo não
Quero viver
Razões do não
Sinto a vida
Sou a favor da vida

PARTIDOS DA ARGENTINA

El opinador compulsivo

PARTIDOS DO BRASIL

Ação humana
Cronicas do joel
Depósito do maia

PARTIDOS DE ITÁLIA

Importanza dele parole

PARTIDOS DOS LIVROS

Blog do espaço de memória e do pátio das letras
D'outro tempo
Lerblog
Mundo pessoa

PARTIDOS DAS REVISTAS

Alameda digital
Leonardo, revista de filosofia portuguesa

PARTIDOS DA TAUROMAQUIA

Lides alentejanas
Toiradas

PARTIDOS DOS BLOGUES

aniversários de blogues
Blog do dia dn
Blogpatrol
Blogpulse
Blogsearch
Blogservatório
Blogs em lí­ngua portuguesa
Moblig
Orochi's blog
Sapo blogs
Technorati
Weblog

PARTIDOS DA POLÍTICA

Bloco de esquerda
Centro democrático social
Os verdes
Partido comunista português
Nova democracia
Partido social-democrata
Partido socialista


PARTIDOS DOS JOGOS OLÍMPICOS

Atenas 2004
Pequim 2008
Comité olí­mpico internacional
Comité olí­mpico de portugal

PARTIDOS DOS JORNALISTAS

a capital
Jornal do diabo
O comércio do porto



TAMBÉM JÁ ESTIVE AQUI
Blogue do não
Câmara de comuns
Eleições 2009
Nova vaga
Novo Rumo
O carmo e a trindade
O eleito
Olissipo
Ota não
Portal lisboa
RCP ONLINE
Semanário
Sportugal
Tomarpartido
ARQUIVOS

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds
tags

efemérides(867)

borda d'água(850)

blogues(777)

josé sócrates(537)

ps(339)

psd(221)

cavaco silva(199)

pessoal(182)

justiça(180)

educação(150)

comunicação social(139)

política(137)

cds(126)

crise(121)

desporto(120)

cml(116)

futebol(111)

homónimos(110)

benfica(109)

governo(106)

união europeia(105)

corrupção(96)

freeport de alcochete(96)

pcp(93)

legislativas 2009(77)

direito(71)

nova democracia(70)

economia(68)

estado(66)

portugal(66)

livros(62)

aborto(60)

aveiro(60)

ota(59)

impostos(58)

bancos(55)

luís filipe menezes(55)

referendo europeu(54)

bloco de esquerda(51)

madeira(51)

manuela ferreira leite(51)

assembleia da república(50)

tomar(49)

ministério público(48)

europeias 2009(47)

autárquicas 2009(45)

pessoas(45)

tabaco(44)

paulo portas(43)

sindicatos(41)

despesa pública(40)

criminalidade(38)

eua(38)

santana lopes(38)

debate mensal(37)

lisboa(35)

tvnet(35)

farc(33)

mário lino(33)

teixeira dos santos(33)

financiamento partidário(32)

manuel monteiro(32)

marques mendes(30)

polícias(30)

bloco central(29)

partidos políticos(29)

alberto joão jardim(28)

autarquias(28)

orçamento do estado(28)

vital moreira(28)

sociedade(27)

terrorismo(27)

antónio costa(26)

universidade independente(26)

durão barroso(25)

homossexuais(25)

inquéritos parlamentares(25)

irlanda(25)

esquerda(24)

f. c. porto(24)

manuel alegre(24)

carmona rodrigues(23)

desemprego(23)

direita(23)

elites de portugal(23)

natal(23)

referendo(23)

apito dourado(22)

recordar é viver(22)

banco de portugal(21)

combustíveis(21)

música(21)

pinto monteiro(21)

bcp(20)

constituição(20)

liberdade(20)

saúde(19)

augusto santos silva(18)

cia(18)

luís amado(18)

todas as tags