Segunda-feira, 30 de Abril de 2007
"O que se torna cada vez mais incompreensível e verdadeiramente preocupante é que não haja notícia de investigações das autoridades à criminalidade organizada ligada a partidos e associações de extrema-esquerda. A menos que, como escrevi aqui, as potenciais actividades criminosas de militantes do PNR mereçam maior preocupação das autoridades do que as efectivas actividades criminosas de “activistas” de extrema-esquerda."
André Azevedo Alves, em O Insurgente.


publicado por Jorge Ferreira às 20:56 | link do post | comentar | ver comentários (1)

O mesmo programa comemorativo revela bem a natureza socialista, no pior sentido do termo, das cabecinhas pensadoras da Comissão que estudou a comemoração do centenário da República. Certamente após suada e profunda reflexão, a Comissão concluiu serem de criar não uma, não duas, não três, não quatro, não cinco, mas seis Comissões para levar a cabo o empreendimento, a saber: Comissão de Honra, Comissão Política (não seria melhor darem um partido ao Professor?...), Comissão Cívica, Forum Republicano, Comissão Científica Cultural e Comissão Técnica Executiva. Uma delirante burocracia para distribuir tachos e comendas de ocasião à nomenclatura do regime. E, adivinhem, a pagar por quem? Pelos mesmos, claro. Só faltou a Vital Moreira prever o lugar no protocolo do Estado para tanto ilustre republicano. Que ao colo do Estado, já todos eles andam.


publicado por Jorge Ferreira às 19:24 | link do post | comentar

A República já viu, admito-o sem dificuldade, melhores dias. O que, esclareça-se desde já também, não significa que estivéssemos melhor entregues se o regime fosse uma Monarquia. Mas hoje, a República perdeu-se mais um pouco. Vital Moreira, o intelectual de serviço à Situação, por acaso Professor de Direito de Coimbra, que os há para todos os gostos, foi incumbido de uma grandiosa e eloquente tarefa. A de elaborar um projecto de comemoração do centenário da República. E não achou coisa mais apropriada para esse efeito do que sugerir a legalização dos casamentos de homossexuais e da adpção de crianças por homossexuais. Isto inserido num vasto programa legislativo. Por outras palavras: além do disparate, a Comissão dirigida pelo intelectual de serviço à Situação confundiu os papéis: julgou-se legislador, transcendeu-se das fanfarras que lhe encomendaram e apresentou-se, qual legislador, com sermão que não lhe foi encomendado. Quem nos acode?


publicado por Jorge Ferreira às 19:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

(Raul Ferrão)

Nesta data, em 1789, George Washington iniciava o mandato de primeiro Presidente dos EUA. Em 1803, os EUA duplicavam, praticamente, a sua área, ao adquirir a Louisiana aos franceses, por 15 milhões de dólares. Em 1919 morria, em Lisboa, o arquitecto Ventura Terra, autor de vários projectos, entre eles o da remodelação do Palácio de S.Bento e da Igreja dos Anjos. Em 1945, o corpo de Adolfo Hitler era descoberto num "bunker" de Berlim. No mesmo dia, o Exército Vermelho tomava o edifício do Reichstag, na capital alemã. Em 1953, morria o compositor e maestro Raul Ferrão. Em 1975 o Vitename do Sul rendia-se ao Vietname do Norte. Em 1984, o ciclista Joaquim Agostinho sofria uma queda, durante a volta ao Algarve, vindo a mporrer alguns dias depois. Ainda em 1984, uma criança de meses e uma mulher de 80 anos morriam com a explosão de uma bomba das FP 25, em São Manços, Alentejo. Em 1989, morria o cineasta italiano Sergio Leone, 60 anos. Em 2003, o presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio, promulgava os dois diplomas do pacote da descentralização do Governo que vieram estabelecer o regime da criação das áreas metropolitanas e das comunidades intermunicipais. Em 2004, a norte-americana CBS revelava as primeiras fotografias de presos iraquianos sujeitos a tortura, por forças norte-americanas, na prisão de Abu Grhaib. Em 2005, abria a iniciativa Faro, Capital Nacional da Cultura 2005. Em 2006, morriam Jean-François Revel, 82 anos, filósofo, escritor e jornalista francês, autor de "A Tentação Totalitária", membro da Academia Francesa, e René Pedro Garay, 56 anos, académico de origem cubana, estudioso da literatura em língua portuguesa.


publicado por Jorge Ferreira às 10:12 | link do post | comentar

Hoje é Segunda-feira, 30 de Abril, centésimo vigésimo dia do ano. Faltam 245 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Pio V. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:39 e o ocaso regista-se às 20:27. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 01:58 e 14:18, a baixa-mar às 07:51 e às 20:05. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando- se Casimiro III da Polónia, fundador da Universidade de Cracóvia (1310), o matemático Carl Gauss (1777), o compositor Franz Léhar (1870), o escritor checo Jaroslav Hasek (1883), a actriz Jyll Clayburg (1944) e a cantora Mary Osmond (1953).


publicado por Jorge Ferreira às 10:11 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Abril de 2007
(Decadência, é o que é)

O Irão proibiu o laço ao pescoço dos homens. Barbearia que atenda degenerados com o adereço terão a polícia iraniana à perna. A medida visa eliminar os doentios sintomas ocidentais da puríssima sociedade iraniana. Maquilhagem para homens também não pode ser. Essa taradice ocidental fica na fronteira. E camisas de manga curta seguem o mesmo caminho. Deve ser porque os pelos dos braços à vista são indiscutivelmente um intolerável sinal do Ocidente e um perigo sexual para as iranianas. No meio disto tudo, eu só manifesto o meu fundado receio pela sorte das gravatas. Por cá, no Ocidente, obviamente em nome do diálogo das civilizações, que agora é o brilhantíssímo pelouro de Jorge Sampaio, pois que entrem as burkas, os turbantes e o véu islâmico. Assim é que é democrático. Dar a outra face. Avisem o Nicolau Santos, para o caso dele ter de ir ao Irão.


publicado por Jorge Ferreira às 20:43 | link do post | comentar

Jorge Ferreira, um Engenheiro de formação, que trabalha actualmente na PT Inovação.


publicado por Jorge Ferreira às 20:14 | link do post | comentar

"A Câmara de Lisboa é o espelho dos partidos. Quando eles se aproximam com a sua cara de Branca de Neve, o que se vê é a bruxa."
Vasco Pulido Valente, no Público.


publicado por Jorge Ferreira às 14:34 | link do post | comentar

(Prisioneiros de Dachau, momentos após a libertação)

Nesta data, em 1826, D.Pedro IV outorgava a Carta Constitucional. Em 1838, era inaugurado, em Lisboa, o Real Teatro do Salitre, construído segundo projecto do arquitecto João Gomes Varela. Em 1870, era inaugurada a estátua de D.Pedro, no Rossio, em Lisboa. Em 1885, as mulheres eram admitidas pela primeira vez na Universidade de Oxford. Em 1944, morria, no Porto, o antigo presidente da Republica Bernardino Machado. Em 29 de Abril de 1945, no termo da II Guerra Mundial, o exército norte-americano libertava 32 mil prisioneiros sobreviventes do campo de concentração de Dachau, na Alemanha. Em 1985 o Tribunal Constitucional Português comprovava a constitucionalidade da Lei da delimitação dos sectores público e privado. Em 1991, morria o cantor brasileiro Gonzaguinha, 46 anos. Em 1992, eclodiam os motins de Los Angeles, na sequência da absolvição de quatro polícias brancos que tinham espancado um condutor negro, acusado de excesso de velocidade. 1998, a Assembleia da República aprovava a nova Lei da Televisão. Em 2001, a Adega Cooperativa de Vila Nova de Foz Côa retirava do fundo do rio as primeiras 60.000 garrafas de vinho envelhecido debaixo de água. Em 2002, morria, aos 100 anos, o decano dos jornalistas portugueses, Fernando Pessa. Em 2004, demitia-se o director-geral dos Impostos, Armindo de Sousa Ribeiro, sendo substituído por Paulo Macedo, quadro do Banco Comercial Português. Em 2006, morria John Kenneth Galbraith, aos 97 anos, economista norte-americano, autor de "A Sociedade da Abundância" e "O Novo Estado Industrial".


publicado por Jorge Ferreira às 11:59 | link do post | comentar

Hoje é Domingo, 29 de Abril, centésimo décimo nono dia do ano. Faltam 246 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Catarina de Sena e a S.Wilfrido. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:39 e o ocaso regista-se às 20:27. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 01:23 e 13:45, a baixa-mar às 07:19 e às 19:32. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando- se o poeta português António Correia Garção (1724), Arthur Wellesley, duque de Wellington (1769), o editor norte- americano William Randolph Hearst (1863), o poeta e político português Jaime Cortesão (1884), o imperador japonês Hirohito (1901) e o cineasta Fred Zinnemann (1907).


publicado por Jorge Ferreira às 11:56 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Abril de 2007
«A directora do Instituto de Tecnologia do Massachusetts (MIT), responsável por novas admissões demitiu-se, depois de admitir que «tinha apresentado incorrectamente» as suas credenciais académicas no currículo».
No Público de hoje, via Gabriel Silva, no Blasfémias.
O Gabriel não comenta. Comento eu. Esta é a diferença entre ter vergonha e ter lata.


publicado por Jorge Ferreira às 19:50 | link do post | comentar

"Como classifica o desempenho de Cavaco Silva e José Sócrates? (Pedro Correia)
Otelo Saraiva de Carvalho: Aprecio muito Cavaco Silva. É um homem de grande honestidade e grande rigor. Como cidadão, conforta-me ter um presidente que - além da figura atlética que tem, como ex-corredor dos 400 metros barreiras - demonstra competência técnica e rigor. Estuda os problemas e tem uma forma sensata de ir colocando os seus recados quando deseja fazê-lo. Em relação ao Governo Sócrates, se continua a ter valores elevados nas sondagens, significa que a generalidade do povo está satisfeita. Por mim, nada tenho a reclamar."
Não sei bem que dizer perante esta aparente conversão do chefe das FP's 25 de Abril ao nosso Presidente da República. Não sei se Cavaco Silva, apesar de todas as críticas que lhe faço, merece elogio deste jaez. Não sei se Otelo, com o avançar da idade, lhe deu para o arrependimento activo. Afinal de contas, se ele tivesse conseguido impôr a sua luta, jamais poderia deslumbrar-se com Cavaco Silva. O que sei é que estou verdadeiramente comovido. A democracia, afinal, é tão bonita. Temos aqui mandatário a aproveitar para a reeleição.


publicado por Jorge Ferreira às 19:20 | link do post | comentar

Um novo blogue que promete. Paulo Rangel, Pedro Norton, Sofia Galvão e Diogo Vaz Guedes, entre muitos outros. A ler e a linkar. Já está lá no sítio, na coluna da direita, letra G.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 16:42 | link do post | comentar

Mário Lino respondeu-me. Prova de que o assunto é sensível. Senão, teria ignorado. A resposta terá resposta. Na semana que vem.


publicado por Jorge Ferreira às 16:20 | link do post | comentar

"O estudante que conseguiu uma bolsa em Harvard ou no MIT que se deixe por lá ficar, em Portugal o ministro da Ciência elegeu como um exemplo para os estudantes portugueses um aluno que abandonou uma escola com prestígio para fazer as última cinco cadeiras numa obscura universidade privada onde as cadeiras valem menos do que a Sagres oferece às barracas e comes e bebes da Praia da Caparica. E não foi preciso esperar muito tempo para que Pina Moura fosse eleito por Sócrates como o modelo de isenção política e de gestor competente, apesar de ninguém lhe conhecer grande percurso como gestor, sabendo-se que os seus cargos políticos foram importantes para a sua escolha como gestor da Iberdrola e que durante mais de dois anos acumulou as funções da eléctrica espanhola com a de político influente do partido no Governo. Se com Sampaio basatava acertar 11 no totobola para se ter direito a uma comenda, com Sócrates basta ter apostado na sua ascenção política, todos os seus apoiantes se estão a tornar referências de sucesso e pouco falta para que Armando Vara seja promovido a pequeno Nóbel da Economia. Com tanto modelo oportunista não admira que em vez de ambicionar estar entre os primeiros, Portugal ande sempre a ver se falta muito para ser o último."
O Jumento. Assino por baixo.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 15:25 | link do post | comentar

Na Madeira. E o jardim da intimidação. Na Madeira.


publicado por Jorge Ferreira às 15:20 | link do post | comentar

O PS e Sócrates caíram 5 pontos na sondagem ontem publicada no Diário de Notícias, sendo que 50,2 dos inquiridos acham que o assunto da licenciatura do Primeiro-Ministro o afectou. Estamos esclarecidos sobre se o tema interessa ou não às pessoas?


publicado por Jorge Ferreira às 15:15 | link do post | comentar

Com quase uma semana de antecedencia soube-se que Carmona Rodrigues havia de ir prestar declarações e que havia de ser constituído arguido no caso Bragaparques. A violação do segredo de justiça pelo sistema judiciário está a refinar. Está a ficar mais SIMPLEX. Com cada vez mais antecedência sabe-se do que vai suceder. Até dá para fazer uma agendinha de eventos, como agora se diz, judiciários. O que é estranho é que a notícia tenha saltado ne véspera do debate mensal do Primeiro-Ministro no Parlamento. Mesmo a jeito de desviar as atenções.


publicado por Jorge Ferreira às 15:03 | link do post | comentar

Eles falam, falam, por Tarzan, no Caldeirada de Neutrões.
Colegas, por João Gonçalves, no Portugal dos Pequeninos.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 14:55 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Hoje é Sábado, 28 de Abril, centésimo décimo oitavo dia do ano. Faltam 247 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S.Pedro Maria Chanel. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:39 e o ocaso regista-se às 20:27. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 00:44 e 13:10, a baixa-mar às 06:44 e 18:57. Os nascidos nesta data pertencem ao signo de Touro, destacando-se James Monroe, quinto presidente dos EUA (1758), o pintor português José Malhoa (1855), os actores Lionel Barrymore (1878), Jack Nicholson (1937) e Ann-Margaret (1941).


publicado por Jorge Ferreira às 14:53 | link do post | comentar

(Monumento aos Restauradores, em Lisboa)

Nesta data, em 1886, era inaugurado o monumento aos Restauradores, em Lisboa. Em 1945, o dirigente fascista italiano Benito Mussolini e a sua companheira Clara Petaci eram executados no Lago Como. Em 1969, o presidente francês Charles de Gaulle renunciava ao cargo. Em 1970, morria, no Cairo, o presidente egípcio Gamal Abdel Nasser sucedendo-lhe o vice-presidente Anwar el Sadat. Em 1974, com a queda da ditadura portuguesa, regressava do exílio Mário Soares. Em 1978, lideres do golpe militar pro-soviético no Afeganistão anunciavam a morte do presidente Mohammada Daoud e de vários outros membros do seu governo. Em 1986, dois dias depois do pior desastre nuclear da história, a URSS admitia a ocorrência do acidente na central nuclear de Chernobyl, não referindo contudo a existência de vítimas. Em 1989, um tribunal de Bruxelas condenava 14 adeptos ingleses de futebol, todos de Liverpool, a três anos de prisão por homicídio involuntário. Em causa, a morte de 39 pessoas, no Estádio de Heysel, na final da liga de campeões europeus de 1985. Em 1991, exercia-se, pela primeira vez, o voto feminino no cantão suíço de Appenzell. Em 1993, em Portugal, jornalistas e deputados da maioria punham fim ao boicote informativo às actividades do Parlamento. Os profissionais da informação voltavam a ter acesso aos corredores que circundam o hemiciclo. Em 2000, o Estado português era condenado na acção cível interposta pelos pais de uma criança morta no Aquaparque, em Lisboa, em 1993. Em 2001, o primeiro turista do Espaço, o multimilionário norte-americano Dennis Tito, partia de Baikonur, a bordo de uma nave Soyuz, acompanhado de dois cosmonautas russos.


publicado por Jorge Ferreira às 14:53 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Abril de 2007
Ciência oculta que explica por que razão uns arguidos autarcas não podem ser candidatos e outros podem, que explica por que razão um arguido de um partido é diferente de um arguido dos outros partidos, por que razão uns arguidos saiem e outros ficam. A camarada Maria das Dores Meira, Presidente em exercício da Camara Municipal de Setúbal, em substituição do arguido Carlos Sousa, acaba de ser constituída arguida. O Bloco de Esquerda, que tem três-arguidos-três em Salvaterra quer eleições em Lisboa porque o PSD tem três-arguidos-três. Mas não quer eleições em Salvaterra, onde também tem três-arguidos-três. Por favor, sai curso novo numa Universidade privada perto de si: "Arguidologia". Recomenda-se propina baixa, que as cauções estão pela hora da morte.


publicado por Jorge Ferreira às 21:47 | link do post | comentar

Ouvi agora um Engenheiro do futebol explicar que há muitos anos que o meu clube nunca tinha chegado a esta altura do Campeonato (eu sou revivalista, esta coisa de Super não sei quê nunca me convenceu) com números tão bons. O problema mesmo é ganhar alguma coisinha. Mas isso talvez não seja mesmo conversa para Engenheiros...

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 21:41 | link do post | comentar

O anónimo enganou-se.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 21:39 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Novidade foi a excelente prestação de Marques Mendes, a quem desta vez, Sócrates não conseguiu ganhar o debate como sucedeu noutras alturas. O "Eu não abuso do poder" que Sócrates se viu na obrigação de dizer ficará para a história. E sabe-se lá o que ela nos reserva.


publicado por Jorge Ferreira às 17:55 | link do post | comentar | ver comentários (1)

O mote está dado. PS e CDS passaram a viver uma espécie de lua de mel política. Hoje foi indisfarçável a simpatia entre ambos. Um sugeria, outro aceitava. Um rebatia, outro tolerava. Um dizia, o outro agradecia. Que bom ter dois blocos centrais...


publicado por Jorge Ferreira às 17:49 | link do post | comentar

O tema escolhido pelo Primeiro-Ministro para a sua intervenção no debate mensal de hoje foi o dos licenciamentos. Não deveria ter sido antes o das licenciaturas?


publicado por Jorge Ferreira às 17:48 | link do post | comentar

(Discurso de Salazar na tomada de posse como Ministro das Finanças)

Nesta data, em 1928, Oliveira Salazar passava a ministro das Finanças do Governo da ditadura portuguesa. Em 1978, ocorria o golpe militar pro-soviético no Afeganistão. Em 1987, os EUA proibiam o presidente da Áustria e antigo secretário-geral da ONU, Kurt Waldheim, de entrar no país, pelo papel que desempenhara no exército alemão durante a II Guerra Mundial. Em 1989, na China, meio milhão de pessoas ocupava a Praça Tiananmen, em Pequim, entoando palavras de ordem anti-governamentais. Em 1992, era aprovada a entrada de 14 das 15 ex- repúblicas soviéticas no Fundo Monetário Internacional. No mesmo dia, 13 destas repúblicas aderiam ao Banco Mundial. Em 1993, em Portugal, começava o julgamento de Costa Freire e José Manuel Beleza, acusados de prática de corrupção, durante o período em que se encontravam ligados ao Ministério da Saúde. Em 1995, era aprovada a primeira fase da privatização da Portugal Telecom. Em 1997, o presidente da Alemanha Roman Herzog reconhecia, publicamente, a responsabilidade do seu país na destruição da cidade basca de Guernica, em 26 de Abril de 1937, apresentando desculpas a Espanha e ao Mundo. Em 2000, era aprovado um novo diploma sobre touros de morte, que mantinha a proibição, deixando no entanto de considerar a infracção como crime. Em 2002, morria Vítor Sá Machado, aos 68 anos, presidente do Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian, co-fundador do CDS. Em 2006, morriam Glicínia Quartin, 81 anos, actriz, e José Joaquim de Almeida Borges, ex-presidente do Supremo Tribunal de Justiça, o primeiro eleito após o 25 de Abril.


publicado por Jorge Ferreira às 17:39 | link do post | comentar

Hoje é Sexta-feira, 27 de Abril, centésimo décimo sétimo dia do ano. Faltam 248 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Zita e a São Ântimo. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:39 e o ocaso regista-se às 20:26. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 12:31 e 00:44, a baixa-mar às 06:03 e 18:16. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando- se o norte-americano Samuel Morse, inventor da telegrafia magnética (1791), e de Ulysses S.Grant, general durante a Guerra da Secessão e, mais tarde, presidente dos EUA (1822).


publicado por Jorge Ferreira às 17:35 | link do post | comentar

Politicamente correcto é considerar que o PS vai renovar sossegadamente a maioria absoluta em 2009, exactamente como Cavaco Silva fez em 1991. Argumentos de sistema não faltam e surgirão, estou certo, na altura certa, pela voz das pessoas certas, as que se alimentam ao fim do mês dos ordenados certos, dos pareceres certos e das encomendas certas do Governo. A sacrossanta estabilidade, a confiança dos agentes económicos e do investimento, a previsibilidade da democracia (a qual, no limite, é incompatível com notícias desagradáveis sobre o PS nos jornais, nas rádios e nas televisões).

O Primeiro-Ministro já deu o mote, classificando de bota-abaixismo (eis um conceito que carece de explicação, o que será o bota-abaixismo? Será aquilo que Sócrates disse dos Governos PSD-CDS?) o discurso de Paulo Rangel nas comemorações do 25 de Abril no Parlamento.

Mas será tal prognóstico politicamente acertado? Até há uns meses atrás, talvez fosse. Mas hoje, as coisas estão diferentes. Nas políticas e nas pessoas.

Portugal atravessa o seu maior período de divergência com a Europa na economia nos últimos 60 anos. E o poder do PS está ferido na imagem e descontrolado nos comportamentos. Mais cedo do que seria de esperar os abusos autoritários e persecutórios da maioria absoluta saltaram para a rua.

O episódio dos diplomas de Sócrates (parece provado que há vários) é grave para o Primeiro-Ministro porque lhe afecta a imagem. A imagem é o centro da política de Sócrates. Atingida a imagem, está atingida a política. Claro que o país tem muito maiores e mais graves problemas que o da licenciatura de Sócrates. Mas basta andar na rua para perceber os danos. Não há português legítimo que não ensaie a piada fácil, a anedota oportuna, ou a simples frase crítica para com o Primeiro-Ministro.

E não foi por acaso que em Sócrates a imagem tomou conta do homem. Ele percebeu que se fosse a política, provavelmente perderia as eleições. A economia é o que é. O partido é o que é. Não há volta a dar. A gula clientelar do PS não é diferente da já vista com o PSD e com o CDS. Mas o PS bate os outros dois aos pontos na tentativa de controlar jornalistas, comunicação social e proprietários dos órgãos de comunicação social.

Ora, tal afã apenas revela medo. Medo do que possa vir a saber-se. E essa percepção gera a sensação de que há mais para saber. O país pode, surpreendentemente para muitos, enfastiar-se e mudar o voto. Hoje, 2009 é um ano político em aberto. E nem a ajudinha estratégica preciosa de Cavaco Silva pode ser suficiente para isentar o Governo de encontrar um iceberg nas urnas. Os mais bonitos paquetes já soçobraram a surpresas de navegação.
(publicado na edição de hoje do Semanário)


publicado por Jorge Ferreira às 00:03 | link do post | comentar | ver comentários (1)

A vitória esperada de Paulo Portas sobre Ribeiro e Castro no CDS é uma nova oportunidade para a direita. O espaço político da direita não tem hoje representação no Parlamento, onde apenas há cadeiras que estão colocadas à direita da mesa. O que é muito diferente de nessas cadeiras se sentar a direita política.

De repente parece que voltámos aos dias seguintes ao 25 de Abril onde havia medo, receio e vergonha de alguém cometer a ousadia contra-revolucionária de se dizer de direita. É verdade que na altura havia um célebre operacional que se dispunha a meter a direita no Campo Pequeno. Mas hoje esse risco desapareceu.

Todos os personagens que se sentam à direita de Jaime Gama no hemiciclo estão em marcha declarada para o centro, esse lugar de sítio nenhum na sociedade eleitoral, mas que constitui sede apropriada para os grandes negócios do regime e para os grandes financiamentos do regime.

Este CDS de Portas também quer o centro. Aliás, assim nasceu em 1974, rigorosamente ao centro. Rigor não é qualidade que Portas tenha, mas da sua voracidade central já ninguém duvida. Aliás, o CDS do centro até começou ao contrário. Normalmente os partidos que partem em busca do Graal do centro têm de lá chegar primeiro antes de ter a alforria mordomística. No CDS, o lugar na administração da Caixa Geral de Depósitos até chegou mais cedo do que o partido chegou ao centro. Mais rápidos que a própria sombra…

Este CDS que existe desde domingo já defendeu tudo e o seu contrário. Portas tornou-se democrata-cristão depois de ter proclamado, com a solenidade parola que coloca nas maiores frugalidades que afirma, a morte da democracia-cristã. Já foi contra o euro, hoje é a favor. Já foi pela soberania contra o federalismo, mas subscreveu no Governo a Constituição europeia federalista contra a soberania. Já foi euro-revoltado, euro-contestatário, euro-nervoso e euro-calmo. Hoje é euro-ausente. Já foi líder partidário e eurodeputado ao mesmo tempo, mas hoje acha que não se pode ser líder partidário e eurodeputado ao mesmo tempo. Já fez juras de fidelidade aos pescadores, mas abandonou-os logo que chegou ao poder e, por sinal, à pasta ministerial do Mar que lhe caiu no regaço sem aviso prévio.

Portas é o vazio ideológico mais barulhento e inconsequente da política portuguesa. Ora, a direita não confia por natureza em pessoas tão brilhantemente erráticas. PS, PSD e CDS estão a participar num concurso nacional de centrismo militante.

Hoje é assim mais fácil mostrar as diferenças entre a direita e as esquerdas todas, as ideológicas, as cúmplices, as invejosas e as de centro.

À direita, é, portanto, o vazio institucional.

Em 2009, esse vazio pode acabar. E acabará com a eleição de deputados da Nova Democracia. Talvez até o vazio acabe antes de 2009. Talvez acabe já em Maio de 2007, com a eleição dos primeiros deputados da Nova Democracia na Madeira. O que, a verificar-se, como acredito que pode suceder, será o início de uma nova era política no país. É que não é só a situação que está podre e caduca. A oposição também. Uma democracia de qualidade exige uma oposição tão séria quanto necessita de um Governo na mesma medida.
(publicado na edição de hoje do Diário de Aveiro)


publicado por Jorge Ferreira às 00:01 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Quinta-feira, 26 de Abril de 2007
"Em comunicado, a polícia esclarece que «na rua do Carmo, quando (os manifestantes) desciam em direcção ao Rossio, elementos da PSP conseguiram abordar e agarrar um grupo que graffitava uma das paredes, sendo de imediato rodeados pelos restantes indivíduos que, no intuito de impedirem a sua detenção, agrediram os agentes com garrafas, paus e barras de ferro». Segundo a PSP, depois desta ocorrência houve um «incremento da agressividade dos manifestantes» e como consequência foram «de imediato» destacados reforços de Equipas de Intervenção Rápida e do Corpo de Intervenção. Ainda assim, segundo a polícia «os actos violentos» aumentaram tendo sido novamente atiradas garrafas, sacos de tinta e ferros. Através dos altifalantes das carrinhas policiais foi dada ordem de dispersão que não terá sido acatada e que, segundo o comunicado, «apenas resultou em mais agressões, agora com disparos de very light e com a preparação de cocktails molotov». (bomba incendiária feita com gasolina). Durante a marcha os jovens atiraram tinta para dentro de lojas. A Gardénia foi uma das atingidas. Ao PortugalDiário a empregada da loja explicou: «atiraram uma bola com tinta que deixou clientes, loja e roupa com manchas. Na altura não percebi qual a origem do protesto». Os manifestantes estavam de cara coberta com gorros e lenços e atiraram garrafas de vidro, pedras e agrediram os agentes com paus e barras de ferro. "
Esta civilizada manifestação de apoio ao 25 de Abril não mereceu até agora uma palavrinha de todos os que têm andado preocupados com a ameaça fascista. Aguarda-se mega-operação policial para investigar e deter os proprietários de tão democráticos instrumentos de luta revolucionária como barras de ferro e very lights.


publicado por Jorge Ferreira às 23:13 | link do post | comentar

O Bloco de Esquerda e o PSD andam a competir entre si para ver quem consegue ter mais arguidos numa só autarquia. O Bloco em Salvaterra de Magos e o PSD em Lisboa.


publicado por Jorge Ferreira às 22:32 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Blogue mais da moda não pode haver. O http://uni-cc.blogspot.com/, dos alunos do curso de 2000/2004 de Ciências da Comunicação, da Universidade Independente.


publicado por Jorge Ferreira às 12:38 | link do post | comentar

Numa democracia normal a luta política e a oposição ao Governo deve fazer-se através de programas, ideias e propostas sobre a sociedade e a organização do Estado. Numa democracia doente e degradada, a luta política faz-se através da discussão dos comportamentos dos políticos.

No 34º aniversário do PS José Sócrates disse que o PS quer uma democracia decente. Ora, decência é tudo aquilo que o PS não tem mostrado ter nos últimos tempos de Governo e de maioria. A proclamação revelou uma hipocrisia política aguda e chocante. Ainda ontem Sócrates deu mais um sinal ético, ao considerar um exemplo de ética a atitude de Pina Moura abandonar os cargos políticos e partidários para ir controlar a TVI. Não ocorreu ao Primeiro-Ministro que acumular a representação da Nação no Parlamento, um órgão de soberania, com os interesses empresariais espanhóis da Iberdrola fosse um exemplo anti-ético ou uma indecência. Sócrates é muito selectivo em matéria ética.

Mas é José Sócrates o primeiro a agir assim? Infelizmente, não. Outros que o antecederam no poder foram pioneiros. Durão Barroso, Paulo Portas, só para lembrar alguns dos mais recentes, foram ilustres percursores. E estão todos no activo. O que (temos de ter capacidade para ver os factores positivos) é uma boa notícia para quem tem uma noção séria e elevada da política. Fica mais nítida a diferença.
(publicado na edição de hoje do Democracia Liberal)


publicado por Jorge Ferreira às 10:37 | link do post | comentar

(Suleiman I)

Nesta data, em 1532, Suleiman I da Turquia invadia a Hungria e avançava sobre Viena. Em 1778, a França declarava guerra à Áustria e, em 1807, a Rússia e a Prússia aliavam-se para expulsar a França dos estados germânicos. Em 1964, as nações africanas do Tanganica e Zanzibar uniam-se para formar a Tanzânia. Em 1975, a contagem dos votos dava ao PS a maioria dos deputados (116) nas eleições para a Assembleia Constituinte. Em 1985, os lideres do Pacto de Varsóvia assinavam, na capital polaca, o protocolo que renovava a validade do tratado da aliança militar até 2005. Em 1986, um incêndio no reactor quatro da central nuclear de Chernobyl, na URSS, matava 31 pessoas, feria 200 e obrigava à evacuação de 135 mil residentes na área. O impacte do sinistro, o mais grave numa instalação nuclear, afecta ainda esta região ucraniana, conhecida por "dead zone" ("zona morta"). Em 1992, os "mujahedeen" entravam em Cabul, 14 anos após a subida ao poder dos comunistas no Afeganistão. Em 1994, começavam na África do Sul, as primeiras eleições multirraciais, que se prolongariam até 29 de Abril. Na mesma data o Governo português revelava ter sido descoberto um microfone de escuta no gabinete do Procurador-Geral da República. Em 1995, era inaugurada em Setúbal a AutoEuropa. Em 2001, era lançado o Dicionário da Língua Portuguesa da Academia das Ciências de Lisboa. Em 2004, o Tribunal Administrativo de Lisboa suspendia as obras do túnel do Marquês do Pombal, em Lisboa, até à apresentação de um estudo de impacte ambiental. Em 2006, o relator da comissão de inquérito especial do Parlamento Europeu Cláudio Fava revelava que mais de um milhar de voos secretos da CIA passou desde 2001 pelos aeroportos e espaço aéreo europeus.


publicado por Jorge Ferreira às 10:33 | link do post | comentar

Hoje é Quinta-feira, 26 de Abril, centésimo décimo sexto dia do ano. Faltam 249 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S.Pedro de Rates, primeiro bispo de Braga. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:40 e o ocaso regista-se às 20:25. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 11:41 e 23:56, a baixa-mar às 05:09 e 17:26. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando- se o filósofo e economista escocês David Hume (1711), o político neo-zelandês W.F.Massey (1856) e o industrial alemão Alfred Krupp (1812).


publicado por Jorge Ferreira às 10:29 | link do post | comentar

"As palavras de Cavaco Silva sobre a necessidade de mais qualidade na política portuguesa fazem todo o sentido (...) . Devemos recordar as palavras de Cavaco Silva, mas para que elas façam sentido teremos que esquecer muito do que se fez no passado, começando pela decisão de excluir Mário Soares da celebração do aniversário da adesão à CEE. Façam o que eu digo, não façam o que eu fiz."
O Jumento, na mouche.


publicado por Jorge Ferreira às 02:00 | link do post | comentar

O Erro da Ota. No Ota Não.

tags: ,

publicado por Jorge Ferreira às 01:50 | link do post | comentar

Mais um excelente número, o sétimo, desta revista cheia de qualidade e bons colaboradores. Desta vez o tema de fundo são os europeísmos. O número oito também se anuncia suculento, sobre as direitas.


publicado por Jorge Ferreira às 00:53 | link do post | comentar

Anda para aí tanta gente que não aquece nem arrefece na blogoesfera e logo quatro dos meus amigos que podiam fazer a diferença não ligam pêvas aos seus blogues. O António, a Sara, o Diogo e o Francisco merecem um raspanete público pelo estado de abandono em que permitem que os seus blogues andem. Vamos lá a deixar a preguiça de lado, se faz favor e dar às teclas.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 00:52 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Jorge Ferreira, um candidato ao Conselho Superior do F. C. do Porto. Por esta é que ninguém esperava, ahn? Nem eu...


publicado por Jorge Ferreira às 00:51 | link do post | comentar

Jorge Ferreira Pinto, um professor de ginástica em São Paulo.


publicado por Jorge Ferreira às 00:50 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25 de Abril de 2007
Durão Barroso concordava sempre com as críticas de Jorge Sampaio ao seu Governo. José Sócrates concorda sempre com as críticas de Cavaco Silva ao seu Governo. Esquizofrenia institucional. Da pura.


publicado por Jorge Ferreira às 19:37 | link do post | comentar


O sempre oportuno e corrosivo cartoon de Pedro Afonso, no Democracia Liberal. Esta semana sobre o regresso do trapalhão Portas.


publicado por Jorge Ferreira às 15:37 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Na ressaca de uma afonia, vejam lá que me deixei dormir e perdi as discursatas do 25 de Abril no Parlamento. Mas numa rápida leitura dos jornais verifico que não perdi grande coisa. Até Cavaco Silva já reparou no ritual cada vez mais vazio destas comemorações. Um dia acabam todos no cemitério do Alto São João, numa romagem com um punhado de netos dos tais "capitães" de Abril, numa espécie de esoterismo histórico. A verdade é que comemorar o 25 de Abril com o PS no poder a controlar de forma jamais vista a comunicação social e com um Estado onde a corrupção, que era suposto ter acabado com o derrube do Governo de Marcello Caetano, está mais viçosa que nunca, só pode ser um imenso bocejo. Ou uma enorme tristeza.


publicado por Jorge Ferreira às 13:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Ele há engenheiros para tudo, por Crisdovale, no Minha Rica Casinha.
O 26 de Abril contra o 25 de Abril, por João Távora, no Corta-Fitas.
O Grande Português, por Miguel Castelo Branco, no Combustões.
E o João Ratão?, por MP, no Eclético.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 12:42 | link do post | comentar

(Salgueiro Maia)

Nesta data, em 1846, ocorriam, em La Rosa, México, os primeiros confrontos da guerra com os EUA. Em 1898, o congresso norte-americano fazia a declaração oficial de guerra a Espanha, pela questão de Cuba. Em 1945, delegados de 46 países reuniam-se em S.Francisco para assinar a carta das Nações Unidas . Em 1974, um grupo de oficiais portugueses, reunido no Movimento das Forças Armadas, lançava a vasta operação de derrube da ditadura de 48 anos. Dirigido, na maioria, por jovens capitães, o golpe, que ficou conhecido por A Revolução dos Cravos, derrubou o regime de Marcello Caetano. Em 1975, realizavam-se as eleições para a Assembleia Constituinte portuguesa, o primeiro acto eleitoral livre e universal, na História do país. Em 1976, decorriam as primeiras eleições legislativas pós-25 de Abril. Em 1983, Portugal realizava eleições legislativas antecipadas, que dariam a vitória ao Partido Socialista. Em 1988, um tribunal israelita condenava à morte John Demjanjuk, antigo mecânico de automóveis, depois de ter provado que se tratava de Ivan, o terrivel, antigo guarda nazi. Em 1994, um grupo de militares da minoria tutsi tentava derrubar pela força o Governo do Burundi. Em 1995, morria a actriz e bailarina norte-americana Ginger Rogers, 83 anos. Em 1996, o governo israelita de Shimon Peres retirava a cláusula que impedia a criação de um Estado palestiniano, do seu programa. Em 1997, era inaugurado no Parque Eduardo VII, em Lisboa, o monumento ao 25 de Abril, do escultor José Cutileiro, o célebre "pilinhas". Em 2001, morria o antigo piloto de Fórmula 1 Michele Alboretto, 44 anos. Em 2003, morria o general Manuel Themudo Barata, 83 anos, presidente da Sociedade Histórica da Independência de Portugal. Em 2005, a Roménia e Bulgária assinavam o Tratado de Adesão à União Europeia, a concretizar a 01 de Janeiro de 2007.


publicado por Jorge Ferreira às 12:35 | link do post | comentar

(Ella Fitzgerald)

Hoje é Quarta-feira, 25 de Abril, centésimo décimo quinto dia do ano e Dia da Liberdade. Faltam 250 dias para o final de 2007. As agendas religiosas assinalam esta dia como sendo dedicado a S. Marcos Evangelista. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Maio, às 10:09. O Sol nasce às 06:35 e o ocaso regista-se às 20:25. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 10:33 e 22:53, a baixa-mar às 03:55 e 16:16. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Touro, destacando- se o compositor russo Ilyich Tchaikovsky (1840), Guglielmo Marconi, inventor da telegrafia sem fios (1874), a cantora norte-americana Ella Fitzgerald (1918) e o actor Al Pacino (1940).


publicado por Jorge Ferreira às 12:31 | link do post | comentar

Terça-feira, 24 de Abril de 2007

(Eusébio)

O cidadão Eusébio da Silva Ferreira foi despudoradamente usado pelo Estado Novo para efeitos propagandísticos alheios à sua arte. O cidadão Eusébio da Silva Ferreira continua a ser usado para efeitos propagandísticos pelo regime político, como mostra o corropio político-público para o Hospital da Luz, por via presencial, telefonista, ou outra. É o destino dos Grandes Portugueses, dos que estão acima de qualquer regime.
Força, Campeão.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:34 | link do post | comentar

JORGE FERREIRA

tomarpartido@sapo.pt

visitantes em linha

English version by Google
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30



DESTAQUES




TAMBÉM ESTOU AQUI

Jorge Ferreira

Cria o Teu Crachá

Aveiro
Comunicar a direito
Democracia liberal
Diário de aveiro
Jorge ferreira
O carmo e a trindade
O templário
Terras de mármore
Tv net

O PARTIDO DOS AMIGOS

A cagarra
Alinhavos
Cão com pulgas
Eclético
Faccioso
Ilha da madeira
Fumaças
Mais actual
Meu rumo
Paris
Sobre o tempo que passa
Tubarão


OUTROS PARTIDOS

A arte da fuga
A barbearia do senhor luís
A casa de sarto
A casa dos comuns
A caveira vesga
A caverna obscura
A civilização do espectáculo
A destreza das dúvidas
A educação do meu umbigo
A gota de ran tan plan
A grande alface
A janela do ocaso
A natureza do mal
A origem das espécies
A outra varinha mágica
A regra do jogo
A revolta das palavras
a ritinha
A terceira noite
A textura do texto
A voz do povo
A voz nacional
A voz portalegrense
As escolhas do beijokense
As penas do flamingo
Abrigo de pastora
Abrupto
Às duas por três
Activismo de sofá
Admirável mundo novo
Adufe
Água leve
Água lisa
Alcabrozes
Alianças
Aliança nacional
Almocreve das petas
Apdeites v2
Arcadia
Arde lua
Arpão
Arrastão
Aspirina b
Atuleirus
Avatares de um desejo

Bar do moe, nº 133
Blasfémias
Bem haja
Berra-boi
Bic laranja
Bicho carpinteiro
Binoculista
Bissapa
Blogo social português
Blogotinha
Blogs e política
Blogue de direita
Blogue da sedes
Blogue real associação de lisboa
Blue lounge
Boca de incêndio
Boina frígia
Braga blog
Branco no branco
Busturenga

Cabalas
Café Bar James Dean
Café da insónia
Caixa de petri
Caixa de pregos
Câmara corporativa
Campos da várzea
Canhoto
Carreira da í­ndia
Causa liberal
Causa nossa
Cegos mudos e surdos
Centenário da república
Centurião
Certas divergencias
Chá preto
Charquinho
Cibertúlia
Cinco dias
Classe polí­tica
Clube das repúblicas mortas
Clube dos pensadores
Cobrador da persia
Combustões
Confidências
Congeminações
Contingências
Controversa maresia
Corta-fitas
Crónicas d'escárnio e mal dizer

Da condição humana
Da literatura
Da rússia
Dar à tramela
Dass
De vexa atentamente
Der terrorist
Delito de opinião
Desconcertante
Desesperada esperança
Despertar da mente
Direito de opinião
Do portugal profundo
Dois dedos de prosa e poesia
Dolo eventual
Duas cidades
Duas ou três coisas
2 rosas

É curioso
É tudo gente morta
e-konoklasta
Em 2711
Elba everywhere
Em directo
Encapuzado extrovertido
Entre as brumas da memória
Enzima
Ephemera
Esmaltes e jóias
Esquissos
Estado sentido
Estrago da nação
Estudos sobre o comunismo
Espumadamente
Eternas saudades do futuro

Falta de tempo
Filtragens
Fliscorno
Fôguetabraze
Foram-se os anéis
Fúria dos dias

Gajo dos abraços
Galo verde
Gazeta da restavração
Geometria do abismo
Geração de 80
Geração de 60
Geração rasca
Gonio
Governo sombra

Há normal?!
Herdeiro de aécio?!
Hic et nunc
Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos
Homem ao mar

In concreto
Ideal social
Ideias soltas
Ilusão
Império lusitano
Impressões de um boticário de província
Insinuações
Inspector x
Intimista

Jacarandá
Janelar
Jantar das quartas
João Távora
Jornal dos media
José antónio barreiros
José maria martins
Jose vacondeus
Judaic kehillah of portugal - or ahayim
Jugular
Julgamento público

Kontrastes

La force des choses
Ladrões de bicicletas
Largo da memória
Largo das alterações
Latitude 40
Liblog
Lisbon photos
Lobi do chá
Loja de ideias
Lusitana antiga liberdade
Lusofin

Ma-schamba
Macroscópio
Maioria simples
Maquiavel & j.b.
Margem esquerda
Margens de erro
Mar salgado
Mas certamente que sim!
Mau tempo no canil
Memória virtual
Memórias para o futuro
Metafísica do esquecimento
Miguel teixeira
Miniscente
Minoria ruidosa
Minudencias
Miss pearls
Moengas
Movimento douro litoral
Mundo disparatado
Mundus cultus
My guide to your galaxy

Não há pachorra
Não não e não
Nem tanto ao mar
Neorema
Nocturno
Nortadas
Notas formais
Notícias da aldeia
Nova floresta
Nova frente
Num lugar à direita
Nunca mais

O afilhado
O amor nos tempos da blogosfera
O andarilho
O anónimo
O bico de gás
O bom gigante
O cachimbo de magritte
O condomínio privado
O contradito
O diplomata
O duro das lamentações
O espelho mágico
O estado do tempo
O eu politico
O insubmisso
O insurgente
O islamismo na europa
O jansenista
O jumento
O observador
O país do burro
O país relativo
O pasquim da reacção
O pequeno mundo
O pravda ilhéu
O principe
O privilégio dos caminhos
O profano
O reaccionário
O saudosista
O severo
O sexo dos anjos
O sinaleiro da areaosa
O tempo das cerejas
O universo é uma casca de noz
Os convencidos da vida
Os veencidos da vida
Obrigado sá pinto
Oceano das palavras
Office lounging
Outra Margem
Outubro

Palavra aberta
Palavrussaurus rex
Pangeia
Papa myzena
Patriotas.info
Pau para toda a obra
Pedra aguda
Pedro_nunes_no_mundo
Pedro rolo duarte
Pedro santana lopes
Pena e espada
Perguntar não ofende
Planetas politik
Planí­cie heróica
Playbekx
Pleitos, apostilas e comentários
Politeia
Política pura e dura
Polí­tica xix
Polí­tica de choque
Politicazinha
Politikae
Polvorosa
Porcausasemodivelas
Porto das pipas
Portugal dos pequeninos
Por tu graal
Povo de bahá
Praça da república em beja
Publicista

Quarta república

Registo civil
Relações internacionais
Retalhos de edith
Retórica
Retorno
Reverentia
Revisões
Ricardo.pt
Risco contínuo
Road book
Rua da judiaria

Salvaterra é fixe
Sem filtro
Sempre a produzir
Sentidos da vida
Serra mãe
Sete vidas como os gatos
Small brother
Sociedade aberta
Sociologando
Sorumbático
Sou contra a corrente
Super flumina

Táxi
Tempo político
Tenho dito
Teorias da cidade
Tese & antítese
Tesourinhos deprimentes
There is a light never goes out
Tirem-me daqui
Tralapraki
Transcendente
Tribuna
31 da armada
Tristeza sob investigação
Triunfo da razão
Trova do vento que passa

Último reduto
Um por todos todos por um

Vale a pena lutar
Vasco campilho
Velocidade de cruzeiro
Viagens no meu sofá
Vida das coisas
Vento sueste
Voz do deserto

Welcome to elsinore

Xatoo

Zarp blog

PARTIDOS DOS ALUNOS

Ao sul
As cobaias
Fados e companhia
O cheiro de santarém pela manhã
Platonismo político
Projecto comunicar

PARTIDOS DE ABRANTES

Abranteimas
Rua da sardinha
Torre de menagem

PARTIDOS DO ALGARVE

Mons cicus
Olhão livre
Tavira tem futuro
The best of lagos

PARTIDOS DE AVEIRO

A ilusão da visão
Academia de aveiro
Actas diárias
Amor e ócio
Arestália
Aveiro sempre
Bancada directa
Bancada norte
Blog de sergio loureiro
Botanabateira
Código da vivencia
Cogir
Debaixo dos arcos
Desporto aveiro
Divas e contrabaixos
Estados gerais
Forum azeméis
Já agora
Margem esquerda
Neo-liberalismo
Nós e os outros
Notas de aveiro
Notícias da aldeia
Noticias de ovar
Painéis de aveiro
Pontos soltos
Portal do beira-mar
4linhas
Quotidiano da miséria
7 meses
The sarcastic way
Visto de fora
Vouga

PARTIDOS DE OEIRAS

À rédea solta
Escrever sobre porto salvo
Eu sou o poli­ticopata
Oeiras local
Rememorar oeiras

PARTIDOS DE TOMAR

Alcatruzes da roda
Algures aqui
À descoberta de tomar
Charneca da peralva
Nabantia
Olalhas
Os cavaleiros guardiões de sta. maria do olival
Sondagem tomar
Tomar
Thomar vrbe
Tomar, a cidade
Tomar a dianteira
Vamos por aqui

PARTIDOS DE VILA VIÇOSA

A interpretação do tempo
Infocalipo
O restaurador da independencia
Tasca real

PARTIDOS POÉTICOS

Arrimar
Corte na aldeia
Forja de palavras
Linha de cabotagem (III)
Nimbypolis
O melhor amigo
Ofí­cio diário
Orgasmos dos sentidos

PARTIDOS DAS ÁGUIAS

A águia
A ilíada benfiquista
A mística benfiquista
Amo-te, benfica
Anti-anti-benfica
Benfiquistas desde pequeninos
Calcio rosso
Chama imensa
Diário de um adepto benfiquista
E isso me envaidece
E pluribus unum
Encarnados
Encarnado oriental
Encarnado e branco
Eterno benfica
Football dependent
Gloriosa fúria vermelha
Glorioso jornal
Gordo vai à baliza
Javardos benfiquistas
loucos pelo slb
Mágico slb
Mar vermelho
Memória gloriosa
Não se mencione o excremento
Novo benfica
O antitripa
O inferno da luz
O grémio benfiquista
Os nossos queridos jornalistas desportivos
País de corruptos
Quero a verdade
Ser benfiquista
Slbenfica - forever champions
Slblog
Tertúlia benfiquista
Um zero (1-0) basta
Vermelhovzky
Vedeta da bola
Vedeta ou marreta?
Velho estilo ultras
Vermelho à moda do porto

PARTIDOS DA BOLA

Cromo dos cromos

PARTIDOS DO DIREITO

Ab surdus
Assembleia de comarca
Blog de informação
Blog do dip
Cartilha jurídica
Cum grano salis
Direito na sociedade da informação
Dizpositivo
Elsa
Incursões
Iuris
Leituras oficiosas
Legalidade
Lex turistica nova
Mens agit molem
Notas constitucionais
O meu monte
Patologia social
Piti blawg
Ré em causa própria
Reforma da justiça
Rumo do direito
Santerna
Suo tempore
Trepalium
Urbaniuris
Vexata quaestio

PARTIDOS DA VIDA

Açores pelo não
Alentejo pelo não
(Des)conversas em família
Direito a viver
Évora pelo não
Fiat lux
Impensável
Jornal da família
Nebulado
Pela vida
Pelo não
Quero viver
Razões do não
Sinto a vida
Sou a favor da vida

PARTIDOS DA ARGENTINA

El opinador compulsivo

PARTIDOS DO BRASIL

Ação humana
Cronicas do joel
Depósito do maia

PARTIDOS DE ITÁLIA

Importanza dele parole

PARTIDOS DOS LIVROS

Blog do espaço de memória e do pátio das letras
D'outro tempo
Lerblog
Mundo pessoa

PARTIDOS DAS REVISTAS

Alameda digital
Leonardo, revista de filosofia portuguesa

PARTIDOS DA TAUROMAQUIA

Lides alentejanas
Toiradas

PARTIDOS DOS BLOGUES

aniversários de blogues
Blog do dia dn
Blogpatrol
Blogpulse
Blogsearch
Blogservatório
Blogs em lí­ngua portuguesa
Moblig
Orochi's blog
Sapo blogs
Technorati
Weblog

PARTIDOS DA POLÍTICA

Bloco de esquerda
Centro democrático social
Os verdes
Partido comunista português
Nova democracia
Partido social-democrata
Partido socialista


PARTIDOS DOS JOGOS OLÍMPICOS

Atenas 2004
Pequim 2008
Comité olí­mpico internacional
Comité olí­mpico de portugal

PARTIDOS DOS JORNALISTAS

a capital
Jornal do diabo
O comércio do porto



TAMBÉM JÁ ESTIVE AQUI
Blogue do não
Câmara de comuns
Eleições 2009
Nova vaga
Novo Rumo
O carmo e a trindade
O eleito
Olissipo
Ota não
Portal lisboa
RCP ONLINE
Semanário
Sportugal
Tomarpartido
ARQUIVOS

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds
tags

efemérides(867)

borda d'água(850)

blogues(777)

josé sócrates(537)

ps(339)

psd(221)

cavaco silva(199)

pessoal(182)

justiça(180)

educação(150)

comunicação social(139)

política(137)

cds(126)

crise(121)

desporto(120)

cml(116)

futebol(111)

homónimos(110)

benfica(109)

governo(106)

união europeia(105)

corrupção(96)

freeport de alcochete(96)

pcp(93)

legislativas 2009(77)

direito(71)

nova democracia(70)

economia(68)

estado(66)

portugal(66)

livros(62)

aborto(60)

aveiro(60)

ota(59)

impostos(58)

bancos(55)

luís filipe menezes(55)

referendo europeu(54)

bloco de esquerda(51)

madeira(51)

manuela ferreira leite(51)

assembleia da república(50)

tomar(49)

ministério público(48)

europeias 2009(47)

autárquicas 2009(45)

pessoas(45)

tabaco(44)

paulo portas(43)

sindicatos(41)

despesa pública(40)

criminalidade(38)

eua(38)

santana lopes(38)

debate mensal(37)

lisboa(35)

tvnet(35)

farc(33)

mário lino(33)

teixeira dos santos(33)

financiamento partidário(32)

manuel monteiro(32)

marques mendes(30)

polícias(30)

bloco central(29)

partidos políticos(29)

alberto joão jardim(28)

autarquias(28)

orçamento do estado(28)

vital moreira(28)

sociedade(27)

terrorismo(27)

antónio costa(26)

universidade independente(26)

durão barroso(25)

homossexuais(25)

inquéritos parlamentares(25)

irlanda(25)

esquerda(24)

f. c. porto(24)

manuel alegre(24)

carmona rodrigues(23)

desemprego(23)

direita(23)

elites de portugal(23)

natal(23)

referendo(23)

apito dourado(22)

recordar é viver(22)

banco de portugal(21)

combustíveis(21)

música(21)

pinto monteiro(21)

bcp(20)

constituição(20)

liberdade(20)

saúde(19)

augusto santos silva(18)

cia(18)

luís amado(18)

todas as tags