Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007

(Pompeia com Vesúvio ao fundo)

Só falta o Vesúvio e a sua erupção histórica para vivermos em Pompeia. Os últimos dias não são de sexo desregrado, mas de dissolução política dolorosa. Já dói olhar para tanta Praga Com ou Sem Parques. Entretanto, o Casino de Lisboa, a única coisa nova na cidade desde 2002, acaba de atribuir o maior jackpot da sua pequena história: 250.000 euros. Certamente uma ninharia para a roleta da política autárquica. Seguramente uma terminação na raspadinha da dívida municipal. O jogador, de 45 anos, pediu anonimato. Caça dotes, acautelem-se: peçam já uma escuta telefónica ao contemplado. Quiçá lhe conseguirão vender um T0, ou qualquer coisa, enfim, vender. Entretanto, apesar da tortura do labirinto das eternas obras do Metro no Saldanha, salva-se a Versalhes, cujos croquetes, pastéis de bacalhau e rissóis continuam iguais a si próprios. Do melhor.

(publicado em O Carmo e a Trindade)


publicado por Jorge Ferreira às 22:47 | link do post | comentar

O incrível ministro da Economia (o cargo será mesmo, mesmo, mesmo necessário?...), está na China. Vai daí decidiu pôr o país todo de olhos em bico. Com o que faz? Infelizmente, não. Com o que diz.


publicado por Jorge Ferreira às 21:51 | link do post | comentar

(Fernando Namora)

Nesta data, em 1606, o conspirador inglês Guy Fawkes era executado em Londres. Em 1891, verificava-se a tentativa de revolta republicana no Porto. Em 1950, o presidente norte- americano Harry Truman aprovava a produção da bomba de hidrogéneo. Em 1958, os EUA lançavam, de Cabo Canaveral, Florida, o primeiro satélite artificial Explorer 1. Em 1988, terminava, na Póvoa de Varzim, o VIII Congresso do CDS, marcado pelo regresso de Diogo Freitas do Amaral à liderança do partido. Em 1989, morria o escritor Fernando Namora, com 69 anos, autor de "Retalhos da Vida de Um Médico" e "Rio Triste". Em 1992, as autoridades de Pequim garantiam ao governador de Macau que a pena de morte, em vigor na China, não seria extensível ao território, após o termo da administração portuguesa. Em 2001, um Tribunal escocês condenava a prisão perpétua um dos dois cidadãos líbios acusados do atentado de Lockerbie, em Dezembro de 1988. Em 2003, o apresentador de televisão Carlos Cruz, o pediatra João Ferreira Diniz e o advogado Hugo Marçal eram detidos, para interrogatório, no âmbito das investigações do Processo Casa Pia. Em 2006, era dada por concluída a acusação no âmbito do processo Apito Dourado, com a constituição de 29 arguidos, na esmagadora maioria, por crimes ocorridos no âmbito da actividade desportiva ou com ela relacionados.


publicado por Jorge Ferreira às 21:40 | link do post | comentar

Hoje é Quarta-feira, 31 de Janeiro, trigésimo primeiro dia do ano. Faltam 334 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S. João Bosco. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Fevereiro, às 05:45. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:48. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 01:54 e 14:26 e a baixa-mar às 08:00 e 20:09. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o compositor austríaco Franz Schubert (1797), o romancista norte-americano Norman Mailer (1923), a bailarina russa Ana Pavlova (1885), o compositor norte-americano Philip Glass (1937), o cineasta Derek Jarman (1942) e a actriz Minnie Driver (1970).


publicado por Jorge Ferreira às 21:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007
"Contra a maior parte da comunicação social, contra anos de desinformação acumulada, contra as estruturas instaladas do pensamento politicamente correcto, contra o alinhamento de PS, BE e PCP pelo "Sim" e a neutralização do PSD, contra alguns silêncios e omissões cobardes, contra a demagogia e o jogo sujo que têm marcado boa parte da campanha do "Sim": «Sim» continua a perder terreno, diz sondagem".
André Azevedo Alves, no Blogue do Não.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 23:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Um prémio original. No Blogue do Não.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:43 | link do post | comentar

Gostaria que alguém me explicasse o que é ser constituído arguido informalmente, se fizerem o obséquio. Como será? Entre uma bica e uma imperial? No corredor do DIAP? Na degustação de um pastel de bacalhau e de uma ginjinha na Tendinha? Alguém que me explique, por favor, que nos canhanhos do processo penal e respectivo Código não há meio de encontrar a figura, nem com recurso aos melhores indíces analíticos do mercado.


publicado por Jorge Ferreira às 19:41 | link do post | comentar

A Política na Escola, por David Afonso, no Dolo Eventual.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 17:33 | link do post | comentar

Lídia Jorge parece que chamou ontem "coisa humana" ao embrião. Foi num programa que não tive oportunidade de ver. Socorro-me do João. Outra pessoa que devia falar mais vezes em defesa do Sim, porque dá certamente votos ao Não. Nesta fase do campeonato, em que os argumentos já estão a ser repetidos até à exaustão, em que a comunicação social, de uma maneira geral não esconde que defende o Sim sem ter a coragem editorial de o assumir, como exemplarmente fez a Rádio Renascença em relação ao não (sim, são uns cobardolas ...) , já só me consegue chocar a frieza insensível de certos humanos para com a sua espécie.
(publicado no Blogue do Não)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 14:07 | link do post | comentar

Segundo o Público, Carmona Rodrigues admite demitir-se se Fontão de Carvalho fôr constituído arguido. Toda uma nova teoria. Para o ainda Presidente da CML a demissão depende da quantidade de arguidos na vereação. Uma revelação, este autarca.


publicado por Jorge Ferreira às 11:00 | link do post | comentar

(Superman)

Nesta data, em 1875, era aprovada a Constituição da França. Em 1933, Adolf Hitler era nomeado chanceler da Alemanha, constituindo um governo totalmente integrado por nazis. Em 1948, morria Mahatma Gandhi, em Nova Deli, Índia. Em 1975, tomava posse o Governo de Transição de Angola, constituído por representantes de Portugal e dos três movimentos de libertação nacional, MPLA, UNITA e FNLA. Em 1978, Mário Soares assumia a liderança do II Governo Constitucional. Em 1979, a minoria branca aprovava a nova constituição da Rodésia que entregou, virtualmente, o controle do país à maioria negra. Em 1980, Otelo Saraiva de Carvalho anunciava o lançamento da Força de Unidade Popular. Em 1989, o automóvel Daimler-Benz, construído na Alemanha em 1939, por encomenda de Himmler, um dos mais próximos colaboradores de Hitler, era localizado na cidade uruguaia de Las Piedras. Em 1993, a TVI iniciava as emissões experimentais. Em 1995, começava o julgamento do processo conhecido por "Timor Gap" (exploração de petróleo pela Austrália no mar de Timor, segundo o acordo com a Indonésia) no Tribunal Internacional da Haia. Em 1996, morria Jerry Siegel, 81 anos, norte-americano criador de "Superman". Em 2002, nascia a Euronext Lisboa após a assinatura do acordo de fusão da Bolsa de Valores de Lisboa e Porto (BVLP) e a Euronext, plataforma bolsista pan-europeia das praças de Paris, Amesterdão e Bruxelas. Na mesma data, morria o antigo jornalista João Carreira Bom, 57 anos, membro das equipas de O Século, da agência ANOP, do Expresso e da revista Sábado. Em 2005, realizavam-se as primeiras eleições multipartidárias no Iraque, em mais de 50 anos.


publicado por Jorge Ferreira às 10:46 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Hoje é Terça-feira, 30 de Janeiro, trigésimo dia do ano. Faltam 335 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a Santa Jacinta de Mariscotti. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Fevereiro, às 05:45. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:48. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 00:58 e 13:34 e a baixa-mar às 07:07 e 19:21. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o filósofo inglês F.H.Bradley (1846), o antigo presidente dos EUA Franklin Roosevelt (1882), o músico de jazz Roy Eldridge (1911), o antigo primeiro-ministro sueco, figura essencial na social-democracia europeia Olof Palme (1927), os actores Gene Hackman (1930) e Vanessa Redgrave (1937) e o músico britânico Phil Collins (1951).


publicado por Jorge Ferreira às 10:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007
Um socialista lúcido, José Medeiros Ferreira, descreve meridianamente o mau momento do PS no caso da corrupção, dos vôos da CIA e da CML, no Bichos Carpinteiros.
A mulher que era homem e que teve de devolver a medalha, pela Gotinha, no Blogotinha.
O avanço do capitalismo de Estado em Portugal, enquanto andamos entretidos com o refrendo, desta vez em Beja, por André Abrantes do Amaral, em O Insurgente.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 20:03 | link do post | comentar

A história da socialista que confessa ter constituído e viabilizado clínicas clandestinas para fazer ABORTOS clandestinos. Chama-se Maria Belo, está tudo aqui, numa entrada de Joana Lopes Moreira no Blogue do Não, e o que se pergunta é se o Ministério Público tenciona abrir inquérito ...

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 18:06 | link do post | comentar

Vasco Rato, inesperado compagnon de route do Bloco do Sim, elogia-me, supondo que com esses elogios faz mal ao Não. Erra. Se há coisa que faz bem ao Não é mostrar a arrogância intelectual dos defensores do Sim que acham que só um Sim ao ABORTO tem o direito de ser definitivo, que o Não ao ABORTO é por natureza provisório e que devem existir tantos referendos quantos os necessários até o resultado dar Sim ao ABORTO. É de facto uma maçada que a democrcaia quando nasceu tenha nascido para todos...
(publicado no Blogue do Não)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 17:57 | link do post | comentar | ver comentários (1)

"A única posição coerente de quem é contra a despenalização da interrupção voluntária da gravidez é assumir, com coragem e dignidade, o pedido de referendo pela repenalização." A sugestão é de José Miguel Júdice, defensor do Sim no referendo do aborto (a palavra maldita que todos os defensores do Sim evitam, sabe-se lá porquê, usar). Que não seja por isso, Ilustre Colega... eu já aqui defendi uma vez que se o Não perder desta vez, os defensores do Não tem a obrigação cívica de continuar a lutar pela realização de novo referendo para resolver o problema, como a esquerda gosta de dizer. Para a esquerda resolver é permitir a abertura de um guichet no SNS e fazer fila para abortar. Para um defensor do Não, resolver, se o Sim ganhar e criar o problema da violação da vida humana, é repenalizar e fechar o guichet. Parece que o mandato de cada referendo é 9 anos, não é assim? É só para ir fazendo contas...
(publicado no Blogue do Não)

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 14:46 | link do post | comentar | ver comentários (1)

O Carmo e a Trindade é o blogue da semana para Pedro Rolo Duarte.


publicado por Jorge Ferreira às 14:18 | link do post | comentar



Isto sim merece denúncia pública. O Gabriel Silva chamou a atenção para a similitude de símbolos do referendo e do impagável Bloco. A CNE não terá uns trocos para contratar um designer mais criativo? O Bloco, fazendo de conta que é da oposição, lá vai tomando conta disto. Com novos e inesperados compagnons de route...

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 10:22 | link do post | comentar | ver comentários (2)

(Fonte)

Nesta data, em 1505, morria Frei Miguel Contreiras, confessor da rainha D.Leonor e seu aliado na fundação da Misericórdia de Lisboa. Em 1801, a França e a Espanha impunham um "ultimatum" a Portugal, exigindo o termo da Aliança com a Inglaterra. Em 1921, morria o poeta Gomes Leal. Em 1945, era lançado o tri-semanário desportivo A Bola. Em 1949, o Reino Unido reconhecia, "de facto", o estado de Israel. Em 1975, morria o cineasta e pintor português Manuel de Guimarães. Em 1978, era fundada a União de Esquerda para a Democracia Socialista (UEDS). Em 1985, um delegado do Ministério Público pedia, em Varsóvia, a pena de morte para o capitão da polícia secreta Grzegorz Piotrowski, acusado de ter organizado e dirigido o rapto e assassínio do padre Popieluszko. Em 1993, o presidente norte-americano Bill Clinton anulava a lei que impedia a entrada de homossexuais no exército dos EUA. Em 1996, o Gran Teatro La Fenice, em Veneza, Itália, era destruído por um incêndio. Em 2004, o actor e encenador Jorge Silva Melo recusava o Prémio Almada para teatro, atribuído pelo Instituto das Artes. Em 2005, um incêndio destruía grande parte dos arquivos do Liceu Camões, em Lisboa. Em 2006, uma vaga de frio provocava a queda de neve em Lisboa, pela primeira vez em 52 anos.


publicado por Jorge Ferreira às 10:08 | link do post | comentar

Hoje é Segunda-feira, 29 de Janeiro, vigésimo nono dia do ano. Faltam 336 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S. Constâncio. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Fevereiro, às 05:45. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:48. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 12:30 e 00:58 e a baixa-mar às 05:58 e 18:22. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o filósofo sueco Emanuel Swedenborg (1688), o autor inglês Thomas Paine (1737), o compositor francês Daniel Auber (1782), o compositor inglês Frederick Delius (1863), os actores norte-americanos W.C.Fields (1880) e John Forsythe (1918), o músico de "blues" Leadbelly (1886), o compositor italiano Luigi Nono (1924), a feminista Germaine Greer (1939), o modelo Pixie (1979) e o músico Johnny Lang (1981).


publicado por Jorge Ferreira às 10:03 | link do post | comentar

Domingo, 28 de Janeiro de 2007
A propósito do caso Esmeralda, contra o Direito da rua e da televisão, José Pacheco Pereira, no Abrupto.
O jogo sujo, por Pedro Guedes, no Último Reduto.
O sentido de blogar, por LNT e CMC, a propósito do terceiro eniversário do Tugir.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:33 | link do post | comentar

Leiria, uma terra cheia de paciência. Boavista, um clube cheio de visão. Com tanquilidade, as coisas vão indo aos poucos aos seus lugares. Sai um fino para esta mesa.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 22:01 | link do post | comentar

"Por isso, dizer, de forma incompleta, que o Estado não deve perseguir "criminalmente quem toma uma decisão baseada nas suas convicções, sentimentos éticos, religiosos ou morais" não chega para legitimar a liberalização total do aborto; é preciso demonstrar que essa decisão com base em "convicções" e "sentimentos" próprios não está em conflito com o direito à vida do feto.Numa sociedade liberal, invocar "convicções" e "sentimentos" não legitima a violação de direitos alheios (um anti-clerical radical não pode, por exemplo, assassinar padres, por muito que as suas "convicções" e "sentimentos" profundos o impulsionassem a tal). O princípio de que liberdade e responsabilidade são inseparáveis deve estar na base de qualquer visão liberal. Infelizmente muitos invocam o liberalismo para justificar a apoteose da vontade sem restrições. Nada mais anti-liberal."
André Azevedo Alves, no Blogue do Não

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 19:21 | link do post | comentar

O exemplo desta Escola é de louvar, estimular e prosseguir. Debater ideias políticas e política prática no ensino secundário é um bom método de estimular a reflexão e a intervenção da juventude e concorre para diminuir a indiferença cívica que corrói a democracia actual e instala um manto de impunidade sobre os políticos. Que, contando com essa indiferença, tudo julgam poder fazer sem vir mal ao mundo. Claro que para um conservador liberal como eu, debater as funções do Estado com alguém do Bloco de esquerda é relativamente fácil. O contraste das ideias é de tal ordem que facilita a compreensão, e, acrescento eu a adesão à realidade, de quem ouve. Venham mais.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 19:07 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Um anfiteatro cheio de alunos e de professores, aqueles em esmagadora maioria. Houve quem quisesse entrar e já não tivesse lugar. A assistência discente surpreendeu. Ao contrário do que tantas vezes acontece nestas sessões, não se envorganharam, perguntaram e intervieram. E queriam mais, coisa que o horário curricular não consentiu. Um desmentido claro de que a juventude não se interessa por política nem por debate ideológico, essa monstruosidade alegadamente chata e desinteressante. Antes do debate começar, em conversa amena com um dos jovens moderadores, revelava-me ele estar indeciso em seguir gestão ou economia, ao contrário da sua colega moderadora, mais firme na gestão. Venho a saber que o simpático aluno se chama Aníbal Silva. Aconselhei-o imediatamente a ir para economia!

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 17:28 | link do post | comentar

Antigamente existia um português em todo o lado. Fôssemos para a longínqua Mongólia, ou para a desterrada Patagónia, era certo e sabido que por lá nos cruzaríamos com um conterrâneo, com muitas histórias para contar, aptas a envergonhar os padecimentos de Luís Vaz de Camões, sobre como chegara até ali. Agora, vamos nós para onde formos, é certo e sabido que encontramos um blogger. Foi o que me sucedeu na Escola Secundária Filipa de Vilhena. dei de caras com o David Afonso, ilustre co-autor doloso de eventualidades quotidianas, que fez o favor de vir apresentar-se. Aguardo, com curiosidade a sua crónica dos acontecimentos.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 17:05 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Na sexta-feira desloquei-me à mítica Escola Secundária Filipa de Vilhena, na cidade do Porto, que amavelmente me convidou para emparceirar num debate sobre as funções do Estado juntamente com o simpático deputado do Bloco de Esquerda, João Semedo. Esqueci-me de levar a braçadeira hitleriana para dar razão à agente bloquista Helena Pinto, que oportunamente, na véspera acusara o Blogue do Não, onde participo, de promover o nazi-fascismo. Tal negritude curricular não incomodou, porém, João Semedo, que aceitou sentar-se e debater comigo, num leve assomo de dissidência que temo vir a custar-lhe o lugar nas listas nas próximas eleições legislativas.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 17:01 | link do post | comentar

"Desde a primeira leitura entendi que, pese embora a investigação e a especulação andassem a par, tratava-se de um livro destinado a reabilitar a imagem Salazar, sobretudo a humanizá-lo. A narração de alguns dos seus vários amores é um elogio a Salazar. ", diz Tomás Vasques, no Hoje Há Conquilhas. Parece que leu esta minha entrada.


publicado por Jorge Ferreira às 16:57 | link do post | comentar

Pedro Guedes, cujo blogue está desde sempre linkado no Tomar Partido ( a ver se consigo mais uma epístola odienta da agente bloquista Helena Pinto só para mim!...), fala desta vez não de qualquer patifaria que tenham feito ao seu simpático Belenenses (ele próprio um clube suspeito dado o antigo nome do seu belo Estádio), mas de outro jogo sujo.


publicado por Jorge Ferreira às 14:03 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sem dúvida o blogue do dia.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 13:59 | link do post | comentar

"Quando entramos para esta casa, não somos de direita ou de esquerda", terá afirmado segundo a edição Centro do Público, Paulo Fernandes, novo Presidente da famosa Associação Académica de Coimbra. Ora aqui está um ministro em potêencia. Do PS, do PSD, do que fôr preciso e estiver a jeito. O Portugal dos Pequeninos no seu máximo esplendor. Oh homem, mesmo que lhe apeteça ser de esquerda, o que naturalmente considero errado, desvantajoso e triste, seja alguma coisa, pela sua saúde. Para bonecos de palha já bastam os crescidinhos que andam por aí. Além de que está na iddade própria para ter convicções mesmo que depois como tantos fazem troque de campo.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 13:36 | link do post | comentar

O Tugir faz três anos. Parabéns ao Luís e ao Carlos, dois exemplos de esquerda decente e inteligente nos blogues. Que brilham tanto mais quanto mais abundam os trogloditas. Que continuem por muito tempo.

tags:

publicado por Jorge Ferreira às 13:15 | link do post | comentar

(Pipi das Meias Altas)

Nesta data, em 1641, realizavam-se em Portugal as primeiras cortes dos três estados, após a restauração da independência em 1640. Em 1725, morria Pedro "O Grande", Czar da Rússia. Em 1835, realizava-se, na Sé de Lisboa, o primeiro casamento de D.Maria II. Em 1898, morria Capelo Ivens, explorador do continente africano. Em 1924, morria o poeta, escritor e político português Teófilo Braga. Em 1979, o presidente James Carter, dos EUA, comutava a sentença de sete anos de prisão da herdeira Patrícia Hearst, por assalto a um banco, para dois anos. Em 1980, Bani-Sadr era eleito presidente da República Islâmica do Irão. Em 1983, morria o cineasta português Chianca de Garcia, escritor, cronista, jornalista, opositor ao regime do Estado Novo. Em 1986, 75 segundos após o lançamento, explodia o vaivém espacial norte-americano Challenger, matando os sete tripulantes. Em 1992, morria o maestro Resende Dias, 75 anos. Em 1995, o secretário-geral da UGT, Torres Couto, demitia-se das funções, sendo substituído por João Proença. Em 1996, as emissões da RTP-Internacional começavam a ser recebidas em Timor-Leste. Em 2001, morria o poeta português Egito Gonçalves. Em 2002, morria, em Estocolmo, a escritora sueca Astrid Lindgren, 94 anos, criadora da "Pipi das Meias Altas". Em 2005, o movimento islamista radical Hamas vencia as eleições municipais da Faixa de Gaza.


publicado por Jorge Ferreira às 13:05 | link do post | comentar

Hoje é Domingo, 28 de Janeiro, vigésimo oitavo dia do ano. Faltam 337 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado a S.Tomás de Aquino. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Fevereiro, às 05:45. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:48. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 11:12 e 23:49 e a baixa-mar às 04:32 e 17:07. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o patriota norte-americano Thomas Paine (1737), o poeta revolucionário cubano José Marti (1853), o pianista polaco Artur Rubinstein (1889), o pintor abstraccionista Jackson Pollock (1912), o explorador britânico Sir Henry Stanley (1841) e o actor norte-americano Alan Alda (1936).


publicado por Jorge Ferreira às 13:03 | link do post | comentar

58 dias depois de chegar aqui, já tenho o blogue em obras por causa da migração para o new blogger. Não estranhem os hieróglifos que encontrarem algures por aqui. Nem sempre há tempo e paciência para rebocar palavras. Com o tempo, vai.


publicado por Jorge Ferreira às 02:49 | link do post | comentar

Há quem tente defender a permanência do trapalhão Presidente da Camara Municipal de Lisboa argumentando que o mesmo não é arguido. Pois não é. Pelo menos por enquanto. Mas não é por o ser que deve ir embora. É apenas por três simples razões, que nem a partidarite doentia deveria poder negar: Carmona Rodrigues é um fracasso político estrondoso, tem uma equipa em estado de decomposição judiciária e Lisboa merece melhor. Não basta? Para alguns, não.


publicado por Jorge Ferreira às 00:05 | link do post | comentar

Sábado, 27 de Janeiro de 2007
Miguel Cortez Pimentel é militante do PS e vota Não no referendo do aborto. Mais um reforço nazi-fascista do Blogue do Não. Pede-se à agente bloquista Helena Pinto o favor de escrever todos os dias uma cartinha igual à que escreveu a Sarsfield Cabral até ao dia 11 de Fevereiro. Dá bons votos ao Não.


publicado por Jorge Ferreira às 23:54 | link do post | comentar

Não é um almoço estragado que estraga uma boa ideia.



publicado por Jorge Ferreira às 23:12 | link do post | comentar

(Giuseppe di Verdi)

Nesta data, em 1668, as Cortes de Lisboa nomeavam D.Pedro, irmão de Afonso VI, regente e sucessor da Coroa. Em 1901, morria, em Milão, Itália, o compositor Giuseppe Verdi. Em 1944, na II Guerra Mundial, as forças nazis eram expulsas da cidade soviética de Leninegrado. Em 1981, morria Silva Pais, último director da PIDE- DGS, a polícia política do regime ditatorial do Estado Novo. Em 1984, o Parlamento português aprovava o projecto de lei do PS que definiu as circunstâncias de despenalização do aborto. Em 1994, um Tribunal de Milão decidia julgar por corrupção o antigo primeiro-ministro italiano e ex-secretário-geral do Partido Socialista, Bettino Craxi. Em 1997, eleições presidenciais e parlamentares na Tchechénia davam a vitória a Aslan Maskhadov, antigo chefe do estado- maior dos guerrilheiros independentistas. Em 2005, eram assinalados os 60 anos da libertação do campo de extermínio de Auschwitz, para que "o mundo que não esqueça" o Holocausto. Em 2006, era apresentado o Programa de Simplificação Administrativa e Legislativa, Simplex, instrumento do plano de reforma da administração, do Governo português. No mesmo dia, morria Orlando da Costa, 76 anos, romancista e poeta.


publicado por Jorge Ferreira às 23:06 | link do post | comentar

(Mikhail Baryshnikov)

Hoje é Sábado, 27 de Janeiro, vigésimo sétimo dia do ano. Faltam 338 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado ao Beato Jorge Matulaitis-Matulewicz. Nos céus, a Lua encaminha-se para a Fase Plena. Lua Cheia, dia 02 de Fevereiro, às 05:45. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:47. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 09:50 e 22:31 e a baixa-mar às 03:06 e 15:45. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756), o compositor francês Edouard Lalo (1823), o escritor inglês Lewis Carroll (1832), o compositor norte-americano Jerome Kern (1885) e o bailarino de origem soviética Mikhail Baryshinikov (1945).


publicado por Jorge Ferreira às 22:59 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2007
Registo prévio de interesses: sou colunista, ainda que pouco assíduo, do sítio Sportugal.

O que se espera de um jornal desportivo em papel ou digital? Que fale de desporto, que informe sobre desporto, que debata opinião de desporto. As equipas, as modalidades, os resultados, os heroísmos, os dramas do desporto. Os atletas, as tácticas, os treinadores, as transferências, os investimentos, os estádios, os equipamentos, até o social do desporto para os leitores mais fúteis, que todos têm direito à vida.

Esta semana, mais uma vez, o jornalismo desportivo teve de ser tudo menos desportivo. É uma situação que nem por se ter tornado frequente nos últimos anos, deve deixar de se lamentar. Por causa da publicação de um despacho da Procuradora-Geral Adjunta Maria José Morgado proferido no âmbito do processo do Apito Dourado, o país voltou a assistir a um número parecido com o que há meses atrás aconteceu ao 24 Horas, por causa do célebre Envelope 9.

O caso do Envelope 9 teve o efeito que se sabe: apenas atrasou o desfecho do inquérito sobre a violação do segredo. E contribuiu para aumentar as vendas do jornal. Vamos ver se este caso terminará de forma diferente.

Recentemente causou polémica a afirmação do Procurador-Geral da República de que haveria sempre violação do segredo de justiça. Não percebi a polémica. O PGR disse o óbvio. Infelizmente, crimes sempre existirão, apesar da dureza da lei penal e da eficácia da investigação. Homicídios, violações, ofensas corporais, burlas, furtos, roubos, injúrias, difamações, sempre haverão. Receita milagrosa para acabar com eles? Também infelizmente ninguém, ao que se sabe, a tem.

A questão é que infelizmente o problema foi mal colocado. Eliminar as violações ao segredo de justiça será certamente impossível, mas reduzi-las é certamente possível. Acresce que, como se sabe, a prova deste crime é especialmente difícil. Há quem defenda que a solução é tornar clara a incriminação dos jornalistas. Foi o caso do Presidente Sampaio, na última fase do seu mandato. Mas há quem defenda outra via, para preservar um valor essencial do Estado de Direito democrático, que é a liberdade de imprensa.

E a alternativa começa por fazer do segredo uma excepção processual, ao invés da regra cega, automática e sistemática que é hoje. Com os resultados que se conhecem. Passa por eliminar o segredo relativamente a crimes cuja investigação não o justifica em relação a momentos processuais que também não o justificam. Passa por remeter a decisão de fazer descer o manto do segredo numa investigação para o Juiz de Instrução, ao invés de ser uma solução automática e cega. Passa por não permitir a eternização dos inquéritos, das investigações e da instrução dos processos. Passa, sobretudo, por a autoridade judiciária não ter dois pesos e duas medidas. Nas últimas semanas têm sido publicadas às pinguinhas, declarações alegadamente prestadas por Carolina Salgado no âmbito das investigações do mesmo processo. Até agora, a verdade é que nem ai nem ui, o que é dizer que ninguém se incomodou, ninguém mandou entrar a polícia pelos jornais que publicaram essas violações de segredo de justiça adentro. Será que há violações de segredo de primeira e violações de segredo de segunda? Se não é parece.
(publicado na edição de hoje do Semanário)


publicado por Jorge Ferreira às 00:32 | link do post | comentar

No debate mensal desta semana na Assembleia da República o tema da corrupção provocou alterações climatéricas entre José Sócrates e Marques Mendes. Registe-se, desde logo, a enorme estranheza deste aquecimento particular e especial entre dois políticos que há bem pouco tempo anunciaram ao país que se tinham entendido num pacto para a Justiça, na qual, como é óbvio, o combate à corrupção deveria ocupar lugar central, mais ou menos como o lugar que o bloco PS-PSD, acolitado nas migalhas pelo CDS, ocupa na política portuguesa.

A verdade é que o célebre pacto faz silêncio sobre o assunto. O que pode significar duas coisas. Uma, que há discordância entre PS e PSD sobre o combate à corrupção. Outra, que nenhum deles está interessado em pôr as mãos no lume.

Ora, a avaliar pelos registos da comunicação social, parece que as dunas governamentais foram acometidas de uma maré cheia, baptizada de maré Cravinho pelos serviços de meteorologia política nacionais. As ondas invadiram a bancada do Governo, vários ministros tiveram de arregaçar as calças e o próprio Primeiro-Ministro parece que teve de recorrer aos serviços de Protecção Civil, os quais, por uma vez, responderam em tempo oportuno à intempérie, evitando para já, pelo menos, danos nas dunas governamentais.

No calor da invasão oceânica, eis que José Sócrates, decide desembainhar o argumento fatal para responder às ondas: a maior prova de que este Governo está seriamente e insuspeitadamente empenhado no combate à corrupção é que foi precisamente com este Governo que Maria José Morgado foi nomeada para uma investigação importante na área da corrupção, enquanto durante os Governos PSD/CDS ela foi obrigada a demitir-se da Polícia Judiciária, por suposta e alegadamente não ter condições para prosseguir investigações que poderiam beliscar alguns destacados líderes dessa coligação.

Esta afirmação do Primeiro-Ministro é deveras preocupante, embora a sua extrema gravidade, como de costume, tenha passado despercebida da comunicação social. O Governo interferiu na nomeação de Maria José Morgado? O Governo foi ouvido na nomeação de Maria José Morgado? Ao Governo foi pedida autorização para a nomeação de Maria José Morgado? O Governo foi sondado, consultado, auscultado, ainda que informalmente, sobre a decisão do Procurador-Geral da República? A resposta de José Sócrates a Marques Mendes indicia que sim. A lei impõe que não. A política compreende e saúda que sim. Enquanto quem não tem medo de combater a corrupção estiver entretida com a corrupção desportiva, a corrupção política, muito mais grave e perniciosa, pode dormir descansada. Como a lei impõe que não, brandir o nome de Maria José morgado como atestado de preocupação anti-corrupção por José Sócrates daria vontade de rir, se não fosse grave. E revela, acima de tudo, a vaga de demagogia barata de que o Primeiro-Ministro, certamente intimidado pela vastidão das alterações climatéricas, se encontra possuído.
(publicado na edição de hoje do Diário de Aveiro)


publicado por Jorge Ferreira às 00:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007
O Bloco enervou-se com o Blogue do Não. Pela minha parte, informo que estou bem, obrigado, e que os nervos do Bloco não me incomodam nem me intimidam. O Bloco terá resposta adequada, quando fôr o momento, mas os nervos que mostram com um simples Blogue são inversamente proporcionais à convicção na vitória do Sim. Certamente não por acaso esta nervoseira calha mesmo no dia em que se conhece a última sondagem da Universidade Católica em que o Sim recua substancialmemnte e o Não avança substancialmente. De qualquer forma, o Blogue do Não agradece a publicidade.
(publicado no Blogue do Não)


publicado por Jorge Ferreira às 20:33 | link do post | comentar | ver comentários (1)

A situação na Câmara Municipal de Lisboa não pára de surpreender. É mesmo um desafio ao velho ditado pessimista que “pior é impossível”. Na CML pior é sempre possível. No mesmo dia em que Marques Mendes se armava em campeão da luta contra a corrupção no Parlamento cara-a-cara com José Sócrates, a sua equipa da CML, as pessoas que escolheu contra Santana Lopes, Helena Lopes da Costa e Pedro Pinto, eram devassadas pela Polícia Judiciária, no âmbito da investigação às relações da empresa Bragaparques com a CML.

Em Lisboa, há muito que se chegou ao grau zero de política, embora só agora a evidência tome conta das sempre tão caprichosas agendas mediáticas. Com a muleta de Maria José Nogueira Pinto, que rapidamente se pôs ao fresco, com a falta de coragem (ai os rabos de palha…) do PS, Carmona Rodrigues e a sua imaculada equipa política têm feito da CML um ninho de descrédito. Acharão que ainda não chega? Quando partem? É só esta resposta que os lisboetas esperam.
(publicado na edição de hoje do Democracia Liberal)


publicado por Jorge Ferreira às 19:51 | link do post | comentar

João Cravinho, que renunciou ao mandato de deputado para administrar o Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvim ento (BERD), diz que sai "satisfeito". "Após mais de 50 anos de vida política, não termino insatisfeito, bem pelo contrário, saio satisfeito. Bem ou mal, procurei cumprir o meu dever". É pena, muita pena. Nunca se deve deixar um combate a meio. Mesmo que se perca há que acabá-lo com dignidade e sem vergar.


publicado por Jorge Ferreira às 17:37 | link do post | comentar

O líder do PSD, Luís Marques Mendes, disse hoje que o executivo da Câmara de Lisboa deve cumprir o mandato para que foi eleito, sublinhando que mantém "toda a confiança política" no presidente da autarquia. Cá está: no PSD há dois pesos e duas medidas quando toca a doer. Lembram-se de Oeiras e de Gondomar? Ai, desculpem o atrevimento de lembrar...


publicado por Jorge Ferreira às 17:30 | link do post | comentar

"Considerando que o contínuo e crescente número de cães abandonados que deambulam nas ruas do nosso concelho, não pode, de forma alguma, deixar ninguém indiferente. Muito menos as autoridades competentes nesta matéria. Considerando a situação degradante em que estes animais vivem e o sofrimento a que são sujeitos não se coaduna com uma sociedade moderna, solidária e atenta aos direitos de todo e qualquer ser-vivo. "

Este texto está no portal do Bloco de Esquerda e deve ser vivamente saudado como uma dissidência de bom senso naquela agremiação do Sim. Quem tanto desvelo revela para com os animais, quem tanta preocupação demonstra para com os seres vivos, independentemente de serem ratos, pintos ou frangos, não pode deixar de votar Não ao aborto, no dia 11 de Fevereiro...

(via João Miranda, no Blasfémias)
(publicado no Blogue do Não)


publicado por Jorge Ferreira às 11:38 | link do post | comentar | ver comentários (2)

"A Câmara de Lisboa não existe. Se Carmona Rodrigues quiser honrar os votos que teve (incluindo o meu) demite-se hoje mesmo. Foi também por isso que o elegi, pela seriedade que aparenta ter."
Rui Castro, no Incontinentes Verbais.


publicado por Jorge Ferreira às 10:36 | link do post | comentar

(Miklos Feher)

Nesta data, em 1554, a actual cidade brasileira de S. Paulo era fundada pelo padre Manuel da Nóbrega. Em 1576, nascia a cidade de Luanda, capital de Angola. Em 1831, o Parlamento polaco proclamava a independência do país. Em 1947, morria, em Miami, EUA, o gangster Al Capone. Em 1949, era fundado o COMECON, organização económica do bloco de Leste e, em Israel, realizavam-se as primeiras eleições. Em 1971, Charles Mason e três mulheres eram condenados pelo assassínio da actriz Sharon Tate e de outras sete pessoas. Em 1975, realizava- se o primeiro congresso do CDS. Em 1984, começava o debate sobre a despenalização do aborto no Parlamento português. Em 1990, morria a actriz norte-americana Ava Gardner, 67 anos. Em 1992, Mário Soares chegava a Nova Deli, no início da primeira visita à Índia de um presidente português. Em 1993, o futebolista Futre era comprado ao Atlético de Madrid pelo Benfica, por quatro milhões de euros (800 mil contos). Em 2001, a EDP lançava a oferta pública de aquisição sobre a Hidroelétrica del Cantábrico, num valor próximo de 1200 milhões de euros (240 milhões de contos), que seria travada pelo Governo de Madrid, no dia seguinte. Em 2004, morria o futebolista húngaro Miklos Fehér, 24 anos, vítima de uma paragem cardíaca súbita, durante o encontro Guimarães-Benfica. Em 2006, o Hamas, movimento da resistência islâmica, vencia as eleições legislativas nos territórios palestinianos, com maioria absoluta. No mesmo dia, era publicada a primeira encíclica de Bento XVI.


publicado por Jorge Ferreira às 10:25 | link do post | comentar

Hoje é Quinta-feira, 25 de Janeiro, vigésimo quinto dia do ano. Faltam 340 dias para o final de 2007. Este dia é dedicado à conversão de S. Paulo. Nos céus, a Lua atinge o Quarto Crescente, às 23:01. O sol nasce às 07:43 e o ocaso regista-se às 17:45. No porto de Lisboa, a preia-mar verifica-se às 07:41 e 20:10 e a baixa-mar às 01:01 e 13:33. Os nascidos nesta data pertencem ao signo Aquário, destacando- se o poeta escocês Robert Burns (1759), o escritor britânico Somerset Maugham (1874), a inglesa Virginia Woolf (1882) e António Ramalho Eanes (1935), antigo presidente da República Portuguesa.


publicado por Jorge Ferreira às 10:21 | link do post | comentar

JORGE FERREIRA

tomarpartido@sapo.pt

visitantes em linha

English version by Google
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30



DESTAQUES




TAMBÉM ESTOU AQUI

Jorge Ferreira

Cria o Teu Crachá

Aveiro
Comunicar a direito
Democracia liberal
Diário de aveiro
Jorge ferreira
O carmo e a trindade
O templário
Terras de mármore
Tv net

O PARTIDO DOS AMIGOS

A cagarra
Alinhavos
Cão com pulgas
Eclético
Faccioso
Ilha da madeira
Fumaças
Mais actual
Meu rumo
Paris
Sobre o tempo que passa
Tubarão


OUTROS PARTIDOS

A arte da fuga
A barbearia do senhor luís
A casa de sarto
A casa dos comuns
A caveira vesga
A caverna obscura
A civilização do espectáculo
A destreza das dúvidas
A educação do meu umbigo
A gota de ran tan plan
A grande alface
A janela do ocaso
A natureza do mal
A origem das espécies
A outra varinha mágica
A regra do jogo
A revolta das palavras
a ritinha
A terceira noite
A textura do texto
A voz do povo
A voz nacional
A voz portalegrense
As escolhas do beijokense
As penas do flamingo
Abrigo de pastora
Abrupto
Às duas por três
Activismo de sofá
Admirável mundo novo
Adufe
Água leve
Água lisa
Alcabrozes
Alianças
Aliança nacional
Almocreve das petas
Apdeites v2
Arcadia
Arde lua
Arpão
Arrastão
Aspirina b
Atuleirus
Avatares de um desejo

Bar do moe, nº 133
Blasfémias
Bem haja
Berra-boi
Bic laranja
Bicho carpinteiro
Binoculista
Bissapa
Blogo social português
Blogotinha
Blogs e política
Blogue de direita
Blogue da sedes
Blogue real associação de lisboa
Blue lounge
Boca de incêndio
Boina frígia
Braga blog
Branco no branco
Busturenga

Cabalas
Café Bar James Dean
Café da insónia
Caixa de petri
Caixa de pregos
Câmara corporativa
Campos da várzea
Canhoto
Carreira da í­ndia
Causa liberal
Causa nossa
Cegos mudos e surdos
Centenário da república
Centurião
Certas divergencias
Chá preto
Charquinho
Cibertúlia
Cinco dias
Classe polí­tica
Clube das repúblicas mortas
Clube dos pensadores
Cobrador da persia
Combustões
Confidências
Congeminações
Contingências
Controversa maresia
Corta-fitas
Crónicas d'escárnio e mal dizer

Da condição humana
Da literatura
Da rússia
Dar à tramela
Dass
De vexa atentamente
Der terrorist
Delito de opinião
Desconcertante
Desesperada esperança
Despertar da mente
Direito de opinião
Do portugal profundo
Dois dedos de prosa e poesia
Dolo eventual
Duas cidades
Duas ou três coisas
2 rosas

É curioso
É tudo gente morta
e-konoklasta
Em 2711
Elba everywhere
Em directo
Encapuzado extrovertido
Entre as brumas da memória
Enzima
Ephemera
Esmaltes e jóias
Esquissos
Estado sentido
Estrago da nação
Estudos sobre o comunismo
Espumadamente
Eternas saudades do futuro

Falta de tempo
Filtragens
Fliscorno
Fôguetabraze
Foram-se os anéis
Fúria dos dias

Gajo dos abraços
Galo verde
Gazeta da restavração
Geometria do abismo
Geração de 80
Geração de 60
Geração rasca
Gonio
Governo sombra

Há normal?!
Herdeiro de aécio?!
Hic et nunc
Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos
Homem ao mar

In concreto
Ideal social
Ideias soltas
Ilusão
Império lusitano
Impressões de um boticário de província
Insinuações
Inspector x
Intimista

Jacarandá
Janelar
Jantar das quartas
João Távora
Jornal dos media
José antónio barreiros
José maria martins
Jose vacondeus
Judaic kehillah of portugal - or ahayim
Jugular
Julgamento público

Kontrastes

La force des choses
Ladrões de bicicletas
Largo da memória
Largo das alterações
Latitude 40
Liblog
Lisbon photos
Lobi do chá
Loja de ideias
Lusitana antiga liberdade
Lusofin

Ma-schamba
Macroscópio
Maioria simples
Maquiavel & j.b.
Margem esquerda
Margens de erro
Mar salgado
Mas certamente que sim!
Mau tempo no canil
Memória virtual
Memórias para o futuro
Metafísica do esquecimento
Miguel teixeira
Miniscente
Minoria ruidosa
Minudencias
Miss pearls
Moengas
Movimento douro litoral
Mundo disparatado
Mundus cultus
My guide to your galaxy

Não há pachorra
Não não e não
Nem tanto ao mar
Neorema
Nocturno
Nortadas
Notas formais
Notícias da aldeia
Nova floresta
Nova frente
Num lugar à direita
Nunca mais

O afilhado
O amor nos tempos da blogosfera
O andarilho
O anónimo
O bico de gás
O bom gigante
O cachimbo de magritte
O condomínio privado
O contradito
O diplomata
O duro das lamentações
O espelho mágico
O estado do tempo
O eu politico
O insubmisso
O insurgente
O islamismo na europa
O jansenista
O jumento
O observador
O país do burro
O país relativo
O pasquim da reacção
O pequeno mundo
O pravda ilhéu
O principe
O privilégio dos caminhos
O profano
O reaccionário
O saudosista
O severo
O sexo dos anjos
O sinaleiro da areaosa
O tempo das cerejas
O universo é uma casca de noz
Os convencidos da vida
Os veencidos da vida
Obrigado sá pinto
Oceano das palavras
Office lounging
Outra Margem
Outubro

Palavra aberta
Palavrussaurus rex
Pangeia
Papa myzena
Patriotas.info
Pau para toda a obra
Pedra aguda
Pedro_nunes_no_mundo
Pedro rolo duarte
Pedro santana lopes
Pena e espada
Perguntar não ofende
Planetas politik
Planí­cie heróica
Playbekx
Pleitos, apostilas e comentários
Politeia
Política pura e dura
Polí­tica xix
Polí­tica de choque
Politicazinha
Politikae
Polvorosa
Porcausasemodivelas
Porto das pipas
Portugal dos pequeninos
Por tu graal
Povo de bahá
Praça da república em beja
Publicista

Quarta república

Registo civil
Relações internacionais
Retalhos de edith
Retórica
Retorno
Reverentia
Revisões
Ricardo.pt
Risco contínuo
Road book
Rua da judiaria

Salvaterra é fixe
Sem filtro
Sempre a produzir
Sentidos da vida
Serra mãe
Sete vidas como os gatos
Small brother
Sociedade aberta
Sociologando
Sorumbático
Sou contra a corrente
Super flumina

Táxi
Tempo político
Tenho dito
Teorias da cidade
Tese & antítese
Tesourinhos deprimentes
There is a light never goes out
Tirem-me daqui
Tralapraki
Transcendente
Tribuna
31 da armada
Tristeza sob investigação
Triunfo da razão
Trova do vento que passa

Último reduto
Um por todos todos por um

Vale a pena lutar
Vasco campilho
Velocidade de cruzeiro
Viagens no meu sofá
Vida das coisas
Vento sueste
Voz do deserto

Welcome to elsinore

Xatoo

Zarp blog

PARTIDOS DOS ALUNOS

Ao sul
As cobaias
Fados e companhia
O cheiro de santarém pela manhã
Platonismo político
Projecto comunicar

PARTIDOS DE ABRANTES

Abranteimas
Rua da sardinha
Torre de menagem

PARTIDOS DO ALGARVE

Mons cicus
Olhão livre
Tavira tem futuro
The best of lagos

PARTIDOS DE AVEIRO

A ilusão da visão
Academia de aveiro
Actas diárias
Amor e ócio
Arestália
Aveiro sempre
Bancada directa
Bancada norte
Blog de sergio loureiro
Botanabateira
Código da vivencia
Cogir
Debaixo dos arcos
Desporto aveiro
Divas e contrabaixos
Estados gerais
Forum azeméis
Já agora
Margem esquerda
Neo-liberalismo
Nós e os outros
Notas de aveiro
Notícias da aldeia
Noticias de ovar
Painéis de aveiro
Pontos soltos
Portal do beira-mar
4linhas
Quotidiano da miséria
7 meses
The sarcastic way
Visto de fora
Vouga

PARTIDOS DE OEIRAS

À rédea solta
Escrever sobre porto salvo
Eu sou o poli­ticopata
Oeiras local
Rememorar oeiras

PARTIDOS DE TOMAR

Alcatruzes da roda
Algures aqui
À descoberta de tomar
Charneca da peralva
Nabantia
Olalhas
Os cavaleiros guardiões de sta. maria do olival
Sondagem tomar
Tomar
Thomar vrbe
Tomar, a cidade
Tomar a dianteira
Vamos por aqui

PARTIDOS DE VILA VIÇOSA

A interpretação do tempo
Infocalipo
O restaurador da independencia
Tasca real

PARTIDOS POÉTICOS

Arrimar
Corte na aldeia
Forja de palavras
Linha de cabotagem (III)
Nimbypolis
O melhor amigo
Ofí­cio diário
Orgasmos dos sentidos

PARTIDOS DAS ÁGUIAS

A águia
A ilíada benfiquista
A mística benfiquista
Amo-te, benfica
Anti-anti-benfica
Benfiquistas desde pequeninos
Calcio rosso
Chama imensa
Diário de um adepto benfiquista
E isso me envaidece
E pluribus unum
Encarnados
Encarnado oriental
Encarnado e branco
Eterno benfica
Football dependent
Gloriosa fúria vermelha
Glorioso jornal
Gordo vai à baliza
Javardos benfiquistas
loucos pelo slb
Mágico slb
Mar vermelho
Memória gloriosa
Não se mencione o excremento
Novo benfica
O antitripa
O inferno da luz
O grémio benfiquista
Os nossos queridos jornalistas desportivos
País de corruptos
Quero a verdade
Ser benfiquista
Slbenfica - forever champions
Slblog
Tertúlia benfiquista
Um zero (1-0) basta
Vermelhovzky
Vedeta da bola
Vedeta ou marreta?
Velho estilo ultras
Vermelho à moda do porto

PARTIDOS DA BOLA

Cromo dos cromos

PARTIDOS DO DIREITO

Ab surdus
Assembleia de comarca
Blog de informação
Blog do dip
Cartilha jurídica
Cum grano salis
Direito na sociedade da informação
Dizpositivo
Elsa
Incursões
Iuris
Leituras oficiosas
Legalidade
Lex turistica nova
Mens agit molem
Notas constitucionais
O meu monte
Patologia social
Piti blawg
Ré em causa própria
Reforma da justiça
Rumo do direito
Santerna
Suo tempore
Trepalium
Urbaniuris
Vexata quaestio

PARTIDOS DA VIDA

Açores pelo não
Alentejo pelo não
(Des)conversas em família
Direito a viver
Évora pelo não
Fiat lux
Impensável
Jornal da família
Nebulado
Pela vida
Pelo não
Quero viver
Razões do não
Sinto a vida
Sou a favor da vida

PARTIDOS DA ARGENTINA

El opinador compulsivo

PARTIDOS DO BRASIL

Ação humana
Cronicas do joel
Depósito do maia

PARTIDOS DE ITÁLIA

Importanza dele parole

PARTIDOS DOS LIVROS

Blog do espaço de memória e do pátio das letras
D'outro tempo
Lerblog
Mundo pessoa

PARTIDOS DAS REVISTAS

Alameda digital
Leonardo, revista de filosofia portuguesa

PARTIDOS DA TAUROMAQUIA

Lides alentejanas
Toiradas

PARTIDOS DOS BLOGUES

aniversários de blogues
Blog do dia dn
Blogpatrol
Blogpulse
Blogsearch
Blogservatório
Blogs em lí­ngua portuguesa
Moblig
Orochi's blog
Sapo blogs
Technorati
Weblog

PARTIDOS DA POLÍTICA

Bloco de esquerda
Centro democrático social
Os verdes
Partido comunista português
Nova democracia
Partido social-democrata
Partido socialista


PARTIDOS DOS JOGOS OLÍMPICOS

Atenas 2004
Pequim 2008
Comité olí­mpico internacional
Comité olí­mpico de portugal

PARTIDOS DOS JORNALISTAS

a capital
Jornal do diabo
O comércio do porto



TAMBÉM JÁ ESTIVE AQUI
Blogue do não
Câmara de comuns
Eleições 2009
Nova vaga
Novo Rumo
O carmo e a trindade
O eleito
Olissipo
Ota não
Portal lisboa
RCP ONLINE
Semanário
Sportugal
Tomarpartido
ARQUIVOS

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

subscrever feeds
tags

efemérides(867)

borda d'água(850)

blogues(777)

josé sócrates(537)

ps(339)

psd(221)

cavaco silva(199)

pessoal(182)

justiça(180)

educação(150)

comunicação social(139)

política(137)

cds(126)

crise(121)

desporto(120)

cml(116)

futebol(111)

homónimos(110)

benfica(109)

governo(106)

união europeia(105)

corrupção(96)

freeport de alcochete(96)

pcp(93)

legislativas 2009(77)

direito(71)

nova democracia(70)

economia(68)

estado(66)

portugal(66)

livros(62)

aborto(60)

aveiro(60)

ota(59)

impostos(58)

bancos(55)

luís filipe menezes(55)

referendo europeu(54)

bloco de esquerda(51)

madeira(51)

manuela ferreira leite(51)

assembleia da república(50)

tomar(49)

ministério público(48)

europeias 2009(47)

autárquicas 2009(45)

pessoas(45)

tabaco(44)

paulo portas(43)

sindicatos(41)

despesa pública(40)

criminalidade(38)

eua(38)

santana lopes(38)

debate mensal(37)

lisboa(35)

tvnet(35)

farc(33)

mário lino(33)

teixeira dos santos(33)

financiamento partidário(32)

manuel monteiro(32)

marques mendes(30)

polícias(30)

bloco central(29)

partidos políticos(29)

alberto joão jardim(28)

autarquias(28)

orçamento do estado(28)

vital moreira(28)

sociedade(27)

terrorismo(27)

antónio costa(26)

universidade independente(26)

durão barroso(25)

homossexuais(25)

inquéritos parlamentares(25)

irlanda(25)

esquerda(24)

f. c. porto(24)

manuel alegre(24)

carmona rodrigues(23)

desemprego(23)

direita(23)

elites de portugal(23)

natal(23)

referendo(23)

apito dourado(22)

recordar é viver(22)

banco de portugal(21)

combustíveis(21)

música(21)

pinto monteiro(21)

bcp(20)

constituição(20)

liberdade(20)

saúde(19)

augusto santos silva(18)

cia(18)

luís amado(18)

todas as tags